Jump to content

Cia Admite O Que Todos Já Sabiam


Revenge
 Share

Recommended Posts

CIA admite publicamente erro sobre armas no Iraque

A Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA) publicará relatórios em que reconhece ter errado ao afirmar que o Iraque tinha armas de destruição em massa antes da invasão do país, em março de 2003.

Fontes da espionagem norte-americana que pediram para não serem identificadas disseram nesta terça que um dos documentos do relatório se chama "Iraque: não houve esforços para fabricar armas químicas em grande escala desde o início da década de 1990". O documento estabelece que o governo de Saddam Hussein abandonou seus programas para a fabricação de arsenais químicos depois da primeira Guerra do Golfo em 1991.

A principal justificativa para a invasão do Iraque foi a denúncia sobre a existência de armas químicas e biológicas no país que o presidente dos EUA, George W. Bush, considerou como membro de um "eixo do mal", juntamente com Irã e Coréia do Norte.

Os relatórios anteriores ao conflito indicavam que era possível que o Iraque tivesse armazenado pelo menos 100 toneladas métricas de armas químicas. Mas no último ano, as autoridades da espionagem dos EUA, incluindo o ex-diretor da CIA George Tenet, admitiram que pelo menos algumas partes da avaliação sobre a capacidade bélica do Iraque estavam erradas.

Uma das fontes afirmou que a publicação do novo relatório "tem como objetivo assegurar que a atual avaliação da capacidade armamentista do Iraque é a correta". Outra fonte afirmou que as novas avaliações levam em conta informação conseguida após a invasão e que "por definição não se tinha antes".

"Finalmente a CIA admitiu que estava enganada em seus cálculos sobre as armas de destruição em massa", disse a democrata Jane Harman, do Comitê de Inteligência da Câmara de Representantes.

As fontes de inteligência informaram que os novos relatórios confidenciais, preparados pela divisão de análise da CIA, serão distribuídos aos 15 organismos que compõem o sistema de espionagem dos Estados Unidos.

EFE

Link to comment
Share on other sites

n posso crer..eu que ainda pensava que ainda iam descobrir as armas :shut:

é mto triste ver que morreram pessoas, e continuam a morrer actualmente no Iraque, vitimas de atentados, devido a uma guerra por causa das pseudo-armas..td a gente sabe que esse n era o problema dos USA, mas sim motivos economicos..enfim, e assim vai o nosso mundo :- "

Link to comment
Share on other sites

Podiam ter sido sinceros e ter dito q só iam lá pelo petroleo... :-..

Quanto á noticia e ao relatório, apesar dos Iraquianos nao serem santinhos nenhuns..nao me surpreende...´

É sempre aquela maneira de atirar areia para os olhos da populaçao....cm falharam a captura do bin ladden......

cumpz

Link to comment
Share on other sites

n posso crer..eu que ainda pensava que ainda iam descobrir as armas  :shut:

é mto triste ver que morreram pessoas, e continuam a morrer actualmente no Iraque, vitimas de atentados, devido a uma guerra por causa das pseudo-armas..td a gente sabe que esse n era o problema dos USA, mas sim motivos economicos..enfim, e assim vai o nosso mundo  :- "

sim, e quando desapareciam pessoas pq eram contra o regime era bem melhor, iam para serem torturadas em prisões, se possivel com requintes de malvadez.

eu não digo que eles fizeram bem em ataca-los (especialmente quando toda a gente sabe pq foi), mas não venham dizer que antes aquilo era o céu na terra!!

Não percebo o pq desse anti americanismo, mas que mal vos fizeram eles?

Já o anti-bucha.... É outra história...

Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share

  • Recently Browsing   0 members

    • No registered users viewing this page.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.