Jump to content

Benfica E Sporting Pretendem Reunir C Os Partidos


Recommended Posts

Benfica e Sporting pretendem reunir com os partidos políticos concorrentes às legislativas

Dias da Cunha, presidente do Sporting, e Luís Filipe Vieira, seu homólogo do Benfica, explicaram esta noite em conferência de Imprensa conjunta que o motivo que levou à reunião da passada segunda-feira no Hotel Ritz, em Lisboa.

Benfica e Sporting lançaram hoje um apelo desesperado ao poder político, sob a forma de manifesto, no qual a presença da arbitragem no seio da Liga de clubes é considerada uma das maiores enfermidades do futebol profissional em Portugal.

Numa rara conferência de imprensa promovida em Lisboa, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e Dias da Cunha, homólogo do Sporting, sentaram-se lado-a-lado para diagnosticarem os males de uma "actividade podre" e pedirem a intervenção do poder político, em vésperas de eleições legislativas, marcadas para 20 de Fevereiro.

O desafio aos líderes políticos, que Dias da Cunha reconheceu assumir-se como uma declaração de incapacidade dos homens do futebol para resolverem os problemas da modalidade, centra-se em três pontos:rigor nas contas de clubes e SAD's, criação de órgão de arbitragem independente e de um tribunal desportivo.

O documento, que será discutido na próxima Assembleia Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, exara a sentença de morte do movimento associativo e é classificado por Dias da Cunha como o endossar da "batata quente" aos políticos por parte dos dirigentes desportivos.

"A intenção é provocar o poder político, aproveitando o momento que estamos a viver. É uma actividade séria de mais para continuar abandonada às redes de interesses que têm impedido todas as reformas", alertou o presidente do Sporting, que se recusou a identificar os interesses assinalados.

Para Dias da Cunha, o futebol é uma "actividade podre", mas a adopção de um órgão de arbitragem totalmente independente pode resolver parte considerável dos males que afectam o futebol luso, na busca da Verdade desportiva - com V maiúsculo, conforme destaca o manifesto.

"No caso concreto da arbitragem, nunca nos iremos entender, por isso terá mesmo de sair de onde está", sentenciou Luís Filipe Vieira, a quem "não passa pela cabeça" que o poder político não escute o apelo dos líderes dos rivais lisboetas.

A proposta passa também pela criação de um organismo que acompanhe e fiscalize uma arbitragem renovada, liberta dos espartilhos da Liga de clubes e da Federação Portuguesa de Futebol, inspirado nos Conselhos Superiores da Magistratura e do Ministério Público.

A separação da gestão da actividade dos árbitros da respectiva classificação foi outra das soluções avançadas, mas, apesar da forte ênfase no tema da arbitragem, Dias da Cunha e Luís Filipe Vieira reivindicaram também a elaboração de planos de contabilidade rigorosos, fiscalizados por entidades independentes.

A criação de um tribunal desportivo é considerada de "realização mais complexa", que poderá passar pela revisão do ordenamento jurídico, mas, para os dois presidentes, representa o culminar do processo de moralização do futebol profissional português.

Apesar de não ter debatido o conteúdo do manifesto com Pinto da Costa, presidente do campeão nacional e europeu FC Porto, os líderes dos clubes da capital ressalvam que o documento não representa nenhum ataque contra qualquer clube, porque "os problemas são comuns".

A ideia surgiu após o jogo de Alvalade, da 16ª jornada da Superliga, no qual o Sporting venceu o Benfica por 2-1, e conta com apoio dos presidentes do Belenenses, Sequeira Nunes, e do Marítimo, Carlos Pereira.

Fonte: Lusa

Aleluia k se estam a unir contra o poder do norte :-.. :P :clap:

Link to post
Share on other sites

Claro, já tou mm a ver o desafio k vão fazer aos partidos politicos:

"Se nos ajudarem, nós ajudamo-vos a vós"

Pera, n foi há poucos anos atrás k o Vilarinho aconselhou os Benfiquistas a votarem no PSD?

Portugal no seu melhor.

Link to post
Share on other sites

A realidade é que ultimamente dos lados do poder politico do norte, e dos dirigentes desportivos do norte (Presidentes de Clubes, e de outras instituições ligadas ao futebol), só tem vindo a lume noticias de corrupção, e um corropio de meninos a ir há Policia Judiciária prestar declarações...

Coincidência ou não, nunca antes vimos o FCPorto perder tantos pontos numa primeira volta de um campeonato como esta....

Esperemos que estas sejam umas vozes incómodas e que de uma vez por todas o poder politico e judicial, não tenha receio de mexer nos podres desportivos que sopram a norte...

Link to post
Share on other sites

...corrupção, eishhh e já ligam a época do Porto a isto... :lol:

é só rir com isto... :-..

podre?? a ver por exemplo, pelos numeros do totonegocio, acho que estão preocupados...

e nisto a maior diferença era a "mudança" da Arbitragem, para um orgão singular e não dependente da Liga/Federação... claro isto, novidade para os nossos amigos orelhas e senil, mas não é nova, pq o proprio Guilherme Aguiar (conhecido adepto do F.C.Porto do programa Dia Seguinte da Sic Noticias) foi o primeiro a apresentar tal proposta, mas claro, quem é esse sr comparado a um movimento de clubes

B)

Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.