Jump to content
Sign in to follow this  
I.O.N

Manuel Ribeiro: Provocações

Recommended Posts

"Passo a vida a ouvir falar de violência doméstica e de maus tratos, mas a única coisa que sai cá para fora são as cenas em que as vítimas são as mulheres.

Ora, acho isto um perfeito desplante, na medida em que a coisa toca a todos e não vejo ninguém preocupado com os traumas a que os homens são sujeitos, a partir do malfadado dia em que caíram na esparrela de juntar trapinhos com uma qualquer megera.

Se é certo que são raros os casos em que os homens são alvo de agressóes físicas, há que reconhecer que a pressão psicológica a que estão permanentemente sujeitos deixa marcas profundas e irreversíveis que os traumatizam em permanência.

O simples facto de se verem coagidos a partilhar as noites sempre com a mesma mulher é profundamente contrário à sua própria natureza, que os impele inconscientemente na busca de alternativas. É o seu gene altruísta em acção, que os obriga a repartir a felicidade que só eles podem oferecer a um leque alargado de moças desvalidas. Por qualquer razão, isto não é minimamente compreendido por esposas, namoradas ou mesmo engates de ocasião, que insistem em violentar as leis do universo, obrigando os desgraçados a uma dieta monocromática que, por melhor que seja, acaba sempre por enjoar.

Como se isto não bastasse, são também obrigados a assistir passivamente à degradação das formas e qualidade do material que em tempos adquiriram por bom, mas que o decorer dos anos torna obsoleto. E, ao contrário do frigorífico ou do automóvel que podem ser tranquilamente renovados quando já não são capazes de funcionar nas devidas condições, é sina de qualquer pacto cidadão conviver com a triste obsolência das raparigas, sem qualquer possibilidade de reparação ou repintura.

A violência exerce-se também num ponto extremamente sensível de qualquer homem: a sua carteira. O assalto diário a que estão sujeitos, ficando desapossados de uma parte significativa do seu parco pecúlio, constitui um evidente trauma psicológico. Este crime de extorsão é exercído por todos os membros da família em conjunto conluiados em malévola associação criminosa. Os fundos esforçadamente amealhados para fazer face a algumas necessidades básicas da vida como um jogo de póquer, umas imperiais acompanhadas com uns camarões da costa ou uma bancada central no glorioso, são-lhe implacavelmente extorquidos pelo bando familiar para acabarem desbaratados em livros para a escola, sessões no cabeleireiro ou inutilidades do supermercado.

Como se ainda não bastasse, os desgraçados são também submetidos à violência diária das conversas. Um tipo chega a casa estoirado e quando, depois de comer uma sopa, se instala no sofá com o telecomando na mão para passar uma horita a saltitar de canal, na esperança de vislumbrar umas gajas boas a exibir os seus atributos ou um joguito de futebol, que o ajudem a superar as agruras da vida, eis que é assaltado pelo paleio da miudagem a pedir explicações de matemática a que se segue uma descrição pormenorizada das desgraças da colega do serviço, em risco de ser operada às varizes.

E depois admiram-se de um gajo perder as estribeiras e exercer o seu direito de legítima defesa."

Muito bom ;)

:bye:

Share this post


Link to post
Share on other sites

muito mau!!

so se mete "nestas" andanças quem quer!! isto demonsta um pouco de maxismo que sinceramente hoje em dia nao existe assim tanto como antigamente!! eu n me enquadro neste grupo. quando decidir juntar os ditos trapinhos e ter filhos, eu quero poder ter paciencia para os escutar e ajudar no que quer que seja. e quanto a esposa, lembrem-se, vai ser a vossa companheira para o resto da vossa vida!!!

agora se me disseres que ah mulheres que dao porrada em homens, ai ja acredito, e muitas vezes isso nao vem ao de cima por pura ignorancia e vergonha da parte dos homens!! mais uma vez o maxismo a falar mais alto!! enfim...

Share this post


Link to post
Share on other sites
muito mau!!

so se mete "nestas" andanças quem quer!! isto demonsta um pouco de maxismo que sinceramente hoje em dia nao existe assim tanto como antigamente!! eu n me enquadro neste grupo. quando decidir juntar os ditos trapinhos e ter filhos, eu quero poder ter paciencia para os escutar e ajudar no que quer que seja. e quanto a esposa, lembrem-se, vai ser a vossa companheira para o resto da vossa vida!!!

agora se me disseres que ah mulheres que dao porrada em homens, ai ja acredito, e muitas vezes isso nao vem ao de cima por pura ignorancia e vergonha da parte dos homens!! mais uma vez o maxismo a falar mais alto!! enfim...

LOL

Calma! Temper temper! :lol:

Não é uma questão de maxismo, eu simplesmente passei a citar esta brilhante crónica, que não deixa de ter a sua certa piada, para que vós posseis ver ;)

Cumprimentos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.