Jump to content

Os 'miúdos' agora só saem de casa aos 30? Quase, é o que dizem os números


Com que idade saiste de casa dos pais?  

44 members have voted

  1. 1. Com que idade saiste de casa dos pais?

    • Antes dos 18
      2
    • Entre os 18 e os 25
      11
    • Entre os 25 e os 30
      21
    • Entre os 30 e os 35
      4
    • Entre os 35 e os 40
      1
    • Depois dos 40
      0
    • Ainda vivo em casa dos pais
      5


Recommended Posts

Isto até é normal dantes o pessoal não estudava e começava a trabalhar bastante cedo. 

Hoje em dia muitos jovens só começam a trabalhar lá para os 23/24 anos e como tal saem mais tarde de casa dos pais.

Para além disso o preço das casas estão altos às vezes é melhor estar uns anos a receber e a gastar pouco em casa dos pais para depois terem dinheiro quando decidirem sair da casa dos pais. 

Pessoalmente acho que é o erro quando saem só por sair e depois andam a contar os trocos porque recebem poucos. Mas claro isto tudo depende da vida de cada um e da relação que tem com os pais 

Link to post
Share on other sites

Conheco bastante malta que mesmo trabalhando so saiu depois dos 30.
Salarios baixos + rendas altas, da no que da.

Independentemente disso, eu sou da opiniao que a malta devia sair o quanto antes. Se n tem guita, desenrasque-se...
Acho uma grande diferenca de maturidade em malta de 20 e poucos ou ate 30 em PT e no estrangeiro e certamente tera muito a ver com isso.

Link to post
Share on other sites

Eu tinha 36.

Nos dias que correm ando sempre a contar os trocos.

E há alturas em que ajuda dos pais é salvadora. Sobretudo depois de ter sido pai.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Antes de 2008 era mais fácil. Hoje em dia é fdd. Os preços das habitações estão pela hora da morte. Trabalhos precários, insegurança, etc. Tudo a contribuir para a causa...

Link to post
Share on other sites

Parece que sou o único em casa dos pais, não por opção minha mas porque resolveram lixar a minha vida.

Tão cedo não terei casa própria, talvez debaixo da ponte se arranje alguma coisa...

:ranting:

Link to post
Share on other sites
57 minutes ago, HERiTAGE said:

Conheco bastante malta que mesmo trabalhando so saiu depois dos 30.
Salarios baixos + rendas altas, da no que da.

Independentemente disso, eu sou da opiniao que a malta devia sair o quanto antes. Se n tem guita, desenrasque-se...
Acho uma grande diferenca de maturidade em malta de 20 e poucos ou ate 30 em PT e no estrangeiro e certamente tera muito a ver com isso.

Eu acho que depende, eu sai de casa dos meus pais para ir para a universidade, vivi na Suécia durante o Erasmus, acabei o curso e fui para casa dos meus pais, passado uns anos comprei casa e moro com a minha mulher, tem termos de maturidade não acho que tenha influenciado nada, mas claro existe pessoal que está em casa dos país só para não ter que trabalhar.

Viver em casa própria trás bastantes custos extra que muita gente atualmente não aguenta, ao contrário de ti acho que é bem melhor tentar amealhar algum e viver em casa dos país do que andar a viver no limite em casa própria, tenho outro exemplo na família a minha irmã ainda mora em casa dos meus pais ela ganha bem mais que a maioria do pessoal da idade dela e podia facilmente comprar ou alugar casa mas assim anda a juntar mais algum até decidir ir viver com o namorado, viaja diverte-se e quando decidir comprar casa vai conseguir dar uma boa entrada, dificilmente irá andar a contar os tostões certamente têm uma vida mais feliz do que aquele pessoal que quer sair de casa dos país só para dizer que vive sozinho e depois nem dinheiro para ir beber um café têm.
 

Acho que isto depende de cada um, faz-me confusão pessoal que vive em casa dos país simplesmente porque não quer trabalhar, andam em part-times porque o dinheiro chega, agora muita gente vive em casa dos pais não por esses facilitismos mas porque assim pode juntar mais algum para no futuro ter uma vida mais folgada e isso eu apoio.

  • Like 4
Link to post
Share on other sites

É daquelas coisas que o melhor mesmo é avançar, porque quando se começa à espera disto e daquilo nunca mais... é isso e ter filhos. Condições nunca há...

Link to post
Share on other sites

@invaderhd

N estou a condenar quem tem esse modo de ver as coisas, simplesmente nao e' o meu.

Acho que ganhar bem e' muito bom e poupar ficando em casa dos pais pode ser boa opcao.
Ja a parte das vantagens que apontas (viajar, divertir-se, etc) vai de encontro ao que eu acho que esta mal na malta mais nova de hoje em dia.
Nao me interpretes mal, um gajo precisa de espairecer e divertir-se, claro, mas hoje em dia qq gajo/gaja quer passar a vida a viajar para todo o lado, a toda a altura. Malta com 30s a sair a noite com a mesma frequencia com que saia nos 20 e picos. Epa eu nao acho que isso e' adequado a certas idades, pronto. Acho ate imaturo e noto bastantes (imensas) diferencas entre malta nova de PT e malta nova estrangeira, em paises onde tu com 23 anos ja estas a viver na tua casa ha 5 e se calhar ja tens um ou dois filhos nos bracos. E' um mundo de diferenca o pensamento de um gajo/gaja assim e o de um gajo/gaja que aos 30 e tal ainda decide ficar em casa dos pais pq gosta de curtir a vida enquanto e' tempo.

Ha uma coisa que ninguem controla e isso e' o tempo que ca' andamos... Se um gajo decide comecar a viver aos 40 (e para mim viver e' completamente o oposto de ser turista e teenager em permanencia), entao se calhar ja vai tarde e a mas horas para muitas outras experiencias de vida que nunca vai ter... E que se calhar tu passaste e agora n valorizas em comparacao com a vida de "diversao" da tua irma.

Tomara que tudo resulte para a tua irma. Do genero, sai de casa e n se chateia com o namorado ou nao embirra que quer continuar a viajar enquanto o namorado se calhar tem outras ideias e por ai' fora... Ha muuuita coisa que a tua irma com certeza nao sabe pq sempre morou em casa dos pais. N sei se me estas a compreender...

 

@Vasco G

Ooooora nem mais... Essa e' daquelas que um gajo quando aprende, ja' vai tarde.

Edited by HERiTAGE
Link to post
Share on other sites
12 minutes ago, HERiTAGE said:

@invaderhd

N estou a condenar quem tem esse modo de ver as coisas, simplesmente nao e' o meu.

Acho que ganhar bem e' muito bom e poupar ficando em casa dos pais pode ser boa opcao.
Ja a parte das vantagens que apontas (viajar, divertir-se, etc) vai de encontro ao que eu acho que esta mal na malta mais nova de hoje em dia.
Nao me interpretes mal, um gajo precisa de espairecer e divertir-se, claro, mas hoje em dia qq gajo/gaja quer passar a vida a viajar para todo o lado, a toda a altura. Malta com 30s a sair a noite com a mesma frequencia com que saia nos 20 e picos. Epa eu nao acho que isso e' adequado a certas idades, pronto. Acho ate imaturo e noto bastantes (imensas) diferencas entre malta nova de PT e malta nova estrangeira, em paises onde tu com 23 anos ja estas a viver na tua casa ha 5 e se calhar ja tens um ou dois filhos nos bracos. E' um mundo de diferenca o pensamento de um gajo/gaja assim e o de um gajo/gaja que aos 30 e tal ainda decide ficar em casa dos pais pq gosta de curtir a vida enquanto e' tempo.

Ha uma coisa que ninguem controla e isso e' o tempo que ca' andamos... Se um gajo decide comecar a viver aos 40 (e para mim viver e' completamente o oposto de ser turista e teenager em permanencia), entao se calhar ja vai tarde e a mas horas para muitas outras experiencias de vida que nunca vai ter... E que se calhar tu passaste e agora n valorizas em comparacao com a vida de "diversao" da tua irma.

Tomara que tudo resulte para a tua irma. Do genero, sai de casa e n se chateia com o namorado ou nao embirra que quer continuar a viajar enquanto o namorado se calhar tem outras ideias e por ai' fora... Ha muuuita coisa que a tua irma com certeza nao sabe pq sempre morou em casa dos pais. N sei se me estas a compreender...

 

@Vasco G

Ooooora nem mais... Essa e' daquelas que um gajo quando aprende, ja' vai tarde.

Uma nota a minha irmã é das pessoas mais sensatas que conheço, ela não tem esse estilo de vida de ser só festa, eu tal como ela também já viajei um bom bocado e gostava de viajar bem mais. Acho que muita gente tem essa tua visão que temos que trabalhar bastante e não devemos divertir-nos em demasia, eu não concordo com isso. Nós trabalhamos porque é preciso a vida não deve circular à volta do trabalho, deve ser conviver, estar com os amigos, divertirmo-nos no entanto uma pessoa dita normal têm que trabalhar para poder dar-se a esses luxos.
 

Vivemos temos em que o mundo se tornou capitalista, vivem para trabalhar e comprar novas coisas, tenho amigos que olho para a vida deles e trabalham de manhã à noite, que estão presos no transito 2 ou mais horas todos os dias, isso para mim sim é desperdiçar a vida. 
Quanto falei em divertir-se não quero dizer sair à noite e andar a beber feito maluco, digo jogar á bola com os amigos, viajar, conhecer novas coisas. Não é no fim de sermos velhos que vamos fazer isso, pessoalmente antes quero ter um carro pior, uma casa pior mas poder marcar uma jantarada com os amigos, do que andar a matar-me a trabalhar para comprar um carro melhor onde vou passar o dia parado no transito à espera de ir para o emprego.

Importante é chegar a um equilibrio, para podermos viver a vida e não vivermos para trabalhar e pagar contas. Preferia estar a viver em casa dos meus pais mas conseguir aproveitar a vida do que alugar um T1 a 1000€ em Lisboa e passar o dia a trabalhar para simplesmente dizer que vivia na minha casa.

Link to post
Share on other sites

Como eu disse, n me interpretes mal, eu acho que toda a gente precisa de espairecer, estar com os amigos e divertir-se.

O que eu estava a querer dizer e' que podes fazer isso tudo e viver uma vida plena de adulto ao mesmo tempo (outra vez, sem querer dar aso a mas interpretacoes).

A questao e' que tem que se calhar deixar-se dos luxos de estar em casa dos pais e se calhar abdicar de algumas coisas em prol de outras. N precisas de ir para o centro de Lisboa pargar 1000€ por um T1, podes mto bem ir para os arredores e pagar bem menos (ate pq por muito mal que as coisas estejam, 1000e ainda e' um exagero em termos de mercado)...
Um casal, mal ou bem, ainda consegue pagar uma renda, se bem que cara, a meias... Se n quiserem alugar, ainda conseguem pagar uma prestacao para uma casa a meias.
Os dois tem pais que da mesma forma que os deixam ficar em casa, tb podem ajudar a suportar a coisa quando necessario (mesmo que com pouco).

Claro que e' melhor ficar em casa dos pais e ir viajar todas as ferias e poder ir jantar fora qd lhe apetece e tal. Mas depois chegas aos 40 e ja ninguem alinha contigo nessas andancas, exagerando, se calhar olhas para tras e tens um punhado de postais de viagens e alguns jantares de que te lembras. Nao tens filhos, nunca moraste fora de casa dos teus pais (que provavelmente ja ca nao vao estar muito tempo) e comecas agora uma vida de independencia... Nao acho isso nada sensato mas e' a minha opiniao.

Edited by HERiTAGE
Link to post
Share on other sites
8 minutes ago, HERiTAGE said:

Como eu disse, n me interpretes mal, eu acho que toda a gente precisa de espairecer, estar com os amigos e divertir-se.

O que eu estava a querer dizer e' que podes fazer isso tudo e viver uma vida plena de adulto ao mesmo tempo (outra vez, sem querer dar aso a mas interpretacoes).

A questao e' que tem que se calhar deixar-se dos luxos de estar em casa dos pais e se calhar abdicar de algumas coisas em prol de outras. N precisas de ir para o centro de Lisboa pargar 1000€ por um T1, podes mto bem ir para os arredores e pagar bem menos (ate pq por muito mal que as coisas estejam, 1000e ainda e' um exagero em termos de mercado)...
Um casal, mal ou bem, ainda consegue pagar uma renda, se bem que cara, a meias... Se n quiserem alugar, ainda conseguem pagar uma prestacao para uma casa a meias.
Os dois tem pais que da mesma forma que os deixam ficar em casa, tb podem ajudar a suportar a coisa quando necessario (mesmo que com pouco).

A questão é o que é essa vida de adulto? Existe uma cultura em que ser adulto é quase abdicar da diversão e viver para o trabalho, e digam o que disseram isso cada vez está pior, dantes o pessoal trabalhava no duro mas ao fim do dia iam beber o seu copinho com os amigos e estavam todos juntos no convivio, cada vez vejo mais o pessoal hoje em dia a entrar de manhã sair do trabalho tarde, perder horas e horas em transportes, chegar a casa e repetir isto dia após dia.
Agora concordo contigo também vejo que grande parte do pessoal mais novo que fica em casa dos país não faz nenhum, alguns passam os dias a jogar e estão lá porque não querem responsabilidades e trabalhar.
Cada caso é um caso, agora não vejo com maus olhos viver em casa dos país se com isso consegues ter uma melhor vida e estás a juntar algum para ter um futuro mais livre. 
Dei o exemplo da minha irmã porque é realmente isso ela é bastante trabalhadora e muito responsável, podia facilmente viver sozinha não o faz porque o emprego dela é andar de um lado para o outro e passa metade dos dias em hoteis e porque assim junta mais algum que lhe permite fazer mais que uma viagem por ano, divertir-se e ainda no futuro possivelmente dar uma boa entrada para comprar uma casa.

Tenho a sorte de ter uns pais que sempre incentivaram os filhos a aproveitar a vida, felizmente não vivo numa grande cidade, tenho uma casa minha e pago uma prestação bastante baixa ao banco dá para me ir divertindo sem andar a contar os trocos. O que eu sou verdadeiramente contra é viver para trabalhar.

Link to post
Share on other sites

Eu faço essa vida de casa - trabalho e trabalho casa, esta rotina ocupa-me cerca de 11 horas por dia, é praticamente metade do dia, considerando que tenho de dormir as minhas 7-8 horas para andar bem da cabeça não sobra muito para o resto, sobretudo com uma criança pequena.

Mas posso dizer que não trocava esta rotina para voltar para casa dos pais e voltar às jantaradas e saídas com os amigos. Sinceramente acho que isso já passou, agora gosto mesmo de ser independente e ter a minha própria família.

Não se pode é ter tudo.

Link to post
Share on other sites
11 minutes ago, Vasco G said:

Eu faço essa vida de casa - trabalho e trabalho casa, esta rotina ocupa-me cerca de 11 horas por dia, é praticamente metade do dia, considerando que tenho de dormir as minhas 7-8 horas para andar bem da cabeça não sobra muito para o resto, sobretudo com uma criança pequena.

Mas posso dizer que não trocava esta rotina para voltar para casa dos pais e voltar às jantaradas e saídas com os amigos. Sinceramente acho que isso já passou, agora gosto mesmo de ser independente e ter a minha própria família.

Não se pode é ter tudo.

Exatamente infelizmente não podemos ter tudo, e concordo voltar atrás não deve ser nada bom, agora cada coisa a seu tempo. Tu tens família é diferente, quando começamos a falar em sair de casa era aquele pessoal que é ainda solteiro ou com namorados tem tem 2 opções sair de casa dos pais e ir viver sozinhos ou ficar em casa dos pais e ter conseguir aproveitar um pouco mais a vida.
Eu apoio que se saírem só para dizer que sairam e foram ter esse tipo de vida que tu tens agora que é preferível ficar em casa dos pais, aproveitar um bocado mais a vida e ser responsáveis trabalhar e juntar algum dinheiro. 
Agora quando queremos fazer vida com alguém ai sim sair de casa dos pais é quase uma obrigação, aliás eu sai de casa dos meus pais quando fui viver com a minha mulher, na altura era só namorada. Também não voltava atrás mas também não me arrependo nada de ter ficado em casa dos meus país até quando fiquei. Se não tivesse namorada na altura possivelmente tinha ficado mais uns anos.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

tinha uns 27 quando bazei

não abdico de nada e o que vejo hoje em dia é casar e ter filhos

poucos gozam a vida, viajar, lazer etc

hoje em dia, principalmente em lisboa e porto, a malta vive como robots

Link to post
Share on other sites

Para mim é muito simples. Eu não critico as opções de ninguém. Nem critico quem sai de casa cedo, nem critico quem sai de casa tarde. Cada qual sabe o que lhe faz feliz e o que o realiza mais. Se a ideia de felicidade de alguém passa por sair de casa aos 23 não sou ninguém para julgar. Da mesma forma que se a ideia de alguém passa por estar em casa dos pais para poder levar uma vida mais desafogada e viajar e fazer o que bem quer, igualmente não sou ninguém para julgar.
Cada qual deve tomar as opções com as quais se sente melhor, desde que não interfira ou diminua a qualidade de vida ou paz de um terceiro.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
36 minutes ago, cRaZyzMaN said:

hoje em dia, principalmente em lisboa e porto, a malta vive como robots

Concordo contigo sinceramente faz-me um bocado impressão isso, pessoal viver para trabalhar, eu vou um dia a Lisboa estou 40m no transito e já entro em stress, não me imaginava nada a fazer essa vida.
Infelizmente isto têm tendência em piorar, Portugal devia começar a dar beneficios a empresas que saiam dos grandes centros seria bom para toda a gente, existiria mais emprego espalhado pelo país, e tirava alguma desse caos que existe em Lisboa e no Porto

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, invaderhd said:

Concordo contigo sinceramente faz-me um bocado impressão isso, pessoal viver para trabalhar, eu vou um dia a Lisboa estou 40m no transito e já entro em stress, não me imaginava nada a fazer essa vida.
Infelizmente isto têm tendência em piorar, Portugal devia começar a dar beneficios a empresas que saiam dos grandes centros seria bom para toda a gente, existiria mais emprego espalhado pelo país, e tirava alguma desse caos que existe em Lisboa e no Porto

Bem, é um bocado difícil evitar isso, eu no meu caso é como digo, 11 horas na rotina, nove horas no local de trabalho, duas em deslocações, tenho de trabalhar para ganhar dinheiro para viver, não ganho para morar junto ao local de trabalho. Se preferia viver junto ao local de trabalho? Óbvio, infelizmente não me pagam para isso, apesar de trabalhar bastante e bem. Mas infelizmente patrões e governantes estão-se a cagar para as pessoas, se têm nível de vida ou não, se são felizes ou não. 

E é como já disse, prefiro esta vida que ter continuado em casa dos pais. 

Link to post
Share on other sites
7 minutes ago, Zic said:

O meu caso deve ser único, os meus pais é que saíram. :-..

Mas passado uns anos voltei a morar com eles.

Não és :-..

Embora, no meu caso, eu tenha saído primeiro. Depois saíram eles e voltei eu.
Agora, há 2 ou 3 anos que quero sair e não con$igo. :facepalm:

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Eu tenho 30 anos. E ainda considero que vivo em casa dos pais, apesar que nos últimos 12 anos só vou lá ao fim de semana e férias quando não estou a viajar. 

Durante a semana tenho divido casa com outras pessoas. Daqui a dois anos volto ao Porto em definitivo e se tudo correr bem só aí é que vou viver sozinho com a minha namorada. Há 1 ano e pouco ainda andei a ver casa para alugar, mas os preços já estavam demasiado elevados para os meus bolsos e como sabia que ia sair do Porto, fiz as contas e não compensava para os dois essa despesa, ela ainda vive em casa dos pais também.

 

Link to post
Share on other sites

Eu saí algures entre os 22/23 anos. No regrets! :D

Já o meu irmão mais novo, a caminho dos 32 anos, ainda por lá continua.

Edited by Jokeman
bro
Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.