Jump to content
Sign in to follow this  
invocator

The Downfall: Hitler And The End Of The Third Reic

Recommended Posts

Saiu tb á pouco tempo um livro desse genero lá pos lado do Norte ontem.... :P

Share this post


Link to post
Share on other sites
Saiu tb á pouco tempo um livro desse genero lá pos lado do Norte ontem.... :P

Não os pikes :P

Odiei o Paixão de Cristo, começa logo por ser falado em Hebraico... Atrofiei todo :S

E Além disso não gosto da história !

Share this post


Link to post
Share on other sites

«...Ganz considera que a Alemanha já é suficientemente madura para suportar um filme como "Der Untergang". Também segundo Eichinger “esta é a altura certa para este filme”. Cerca de 60 anos depois do fim da II Guerra mundial, o cinema germânico parece pronto para lidar com “o trauma alemão” e esclarecer o período mais negro da sua história. ...»

E acho que 60 anos anos depois o Povo mundial tem que estar pronto para lidar com o fenómeno WW ll e tratá-lo com valor histórico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por acaso foi falado em Aramaico e Latim. E esse foi o ponto alto do filme.

Share this post


Link to post
Share on other sites
«...Ganz considera que a Alemanha já é suficientemente madura para suportar um filme como "Der Untergang". Também segundo Eichinger “esta é a altura certa para este filme”. Cerca de 60 anos depois do fim da II Guerra mundial, o cinema germânico parece pronto para lidar com “o trauma alemão” e esclarecer o período mais negro da sua história. ...»

E acho que 60 anos anos depois o Povo mundial tem que estar pronto para lidar com o fenómeno WW ll e tratá-lo com valor histórico.

Leste também a parte em que dizem que Hitler é retratado como uma pessoa amigável que faz festinhas à sua cadela, neste filme procura-se dar um sentido humano a Hitler....

Share this post


Link to post
Share on other sites
Leste também a parte em que dizem que Hitler é retratado como uma pessoa amigável que faz festinhas à sua cadela, neste filme procura-se dar um sentido humano a Hitler....

E também deram um sentido humano a Alexandre "O Grande" (um dos maiores assassinos em massa da história); e também deram um sentido humano a Nero, a Franco; a Staline...

Não querendo enfatizar a questão, até porque ainda não vi o filme, acho que deve ser visto como retrato histórico e nada mais. Acho que ninguém - eu pelo menos não - que veja essa tal cena dele a afagar a cadela diga: Afinal ele até era bonzinho.

Não temos é que retratar estes fascínoras sempre como as bestas que foram, tipo eterna campanha de anti-imagem, porque a visão historica não se contempla com essas exclusividades. É sempre mau cair-se numa facção.

Cumps.

Share this post


Link to post
Share on other sites
E também deram um sentido humano a Alexandre "O Grande" (um dos maiores assassinos em massa da história); e também deram um sentido humano a Nero, a Franco; a Staline...

Não querendo enfatizar a questão, até porque ainda não vi o filme, acho que deve ser visto como retrato histórico e nada mais. Acho que ninguém - eu pelo menos não - que veja essa tal cena dele a afagar a cadela diga: Afinal ele até era bonzinho.

Não temos é que retratar estes fascínoras sempre como as bestas que foram, tipo eterna campanha de anti-imagem, porque a visão historica não se contempla com essas exclusividades. É sempre mau cair-se numa facção.

Cumps.

Assino por baixo ^_^

Share this post


Link to post
Share on other sites
E também deram um sentido humano a Alexandre "O Grande" (um dos maiores assassinos em massa da história); e também deram um sentido humano a Nero, a Franco; a Staline...

Não querendo enfatizar a questão, até porque ainda não vi o filme, acho que deve ser visto como retrato histórico e nada mais. Acho que ninguém - eu pelo menos não - que veja essa tal cena dele a afagar a cadela diga: Afinal ele até era bonzinho.

Não temos é que retratar estes fascínoras sempre como as bestas que foram, tipo eterna campanha de anti-imagem, porque a visão historica não se contempla com essas exclusividades. É sempre mau cair-se numa facção.

Cumps.

Matas uma pessoa e és um assassino. Matas mil e és um genocida. Matas milhões e és um conquistador...

Por acaso o filme está-me a interessar muito. Toda a gente sabe quem foi o homem e o que fez (mandou fazer). Mas não se esqueçam que foi um homem. Tinha sentimentos, gostos, desejos, necessidades, alegrias, tristezas, etc, como qualquer um de nós. Se calhar, este filme mostra-nos essa faceta que é ignorada propositadamente com o intuito de nos mostrar apenas o monstro. Há que ver as duas realidades das coisas sempre...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Matas uma pessoa e és um assassino. Matas mil e és um genocida. Matas milhões e és um conquistador...

Por acaso o filme está-me a interessar muito. Toda a gente sabe quem foi o homem e o que fez (mandou fazer). Mas não se esqueçam que foi um homem. Tinha sentimentos, gostos, desejos, necessidades, alegrias, tristezas, etc, como qualquer um de nós. Se calhar, este filme mostra-nos essa faceta que é ignorada propositadamente com o intuito de nos mostrar apenas o monstro. Há que ver as duas realidades das coisas sempre...

Concordo plenamente ctg. Tal como tds nós por mais "animalescos" que sejamos, somos seres humanos e como tal, temos um conjuntos de caracteristicas que são proprias da nossa raça

Todos sabemos o que ele fez, mas é certo que tinha sentimentos como todos os Homens e se o proposito do filme é esse, então acho mto bem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.