Jump to content

Sara (2018 RTP2)


Recommended Posts

Comecei a ver esta série depois do falatório e gostei mesmo, não estava à espera, mesmo

Quote

Sara Moreno é uma actriz com carreira feita no cinema, em papéis sérios e trágicos. É, aliás, conhecida pela capacidade de chorar. Até que um dia se cansa, deixa de conseguir chorar e decide mudar de vida. Começa a experimentar fazer telenovelas, entrar nas redes sociais e ser patrocinada por marcas. É esta a premissa de Sara, a série com Beatriz Batarda que é uma sátira ao panorama audiovisual português

Quote

 

A televisão nacional ao mais alto nível: esta é a melhor série portuguesa
Ao pé de qualquer outra série cá do burgo, "Sara" faz figura de Ferrari junto de um Lada. Eurico de Barros dá cinco estrelas à nova série da RTP2.

Não tivesse Sara outras qualidades, bastar-lhe-ia, para entrar na história da televisão em Portugal, a certeira, desopilante e arrasadora sátira ao mundo das telenovelas que contém na sua narrativa. Mas Sara, realizada por Marco Martins em estreia no pequeno ecrã, escrita por este, Ricardo Adolfo e Bruno Nogueira (que teve a ideia original), e com Beatriz Batarda no papel do título e a fazer televisão em Portugal pela primeira vez, tem muitas outras qualidades. Que fazem dela o equivalente de uma revolução na nossa paisagem televisiva. A partir de agora, Sara será a bitola (altíssima) pela qual se passará a medir a ficção portuguesa para televisão. Passa a haver um AS (Antes de Sara) e um DS (Depois de Sara).

Pensada, escrita e rodada como cinema (Marco Martins é o autor dos excelentes Alice e São Jorge) por um grupo de pessoas que, trabalhando umas mais nos filmes, outras em teatro e outras em televisão, juntaram aqui talentos e experiências nestas várias áreas, Sara apresenta, da primeira à última sequência dos seus oito episódios, uma superior qualidade de execução, de unidade e de harmonia visual, narrativa, dramatúrgica e de interpretação; uma impecável coexistência de registos (comédia, paródia, farsa, tragédia), e uma total verosimilhança das situações, da realidade encenada e das personagens, sejam mais veristas ou mais caricaturais e surreais.

Ao pé de qualquer outra série cá do burgo, Sara faz figura de Ferrari junto de um Lada. E há ainda Beatriz Batarda, que incarna Sara Moreno de forma assombrosamente brilhante, sem uma falha de gesto, expressão ou tom, ao longo do tragicómico calvário desta actriz a quem secaram as lágrimas e que parece uma bola de flipper entre confusões e perplexidades profissionais, dramas familiares, safanões emocionais e convulsões íntimas. Sara é uma criação televisiva única e de ruptura, com uma interpretação magistral a irradiar do centro

 

 

 

 

Link para o m3u8 para verem no VLC ou na Smart TV, não quero que vos falte nada

Episódio 1

Episódio 2

 

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
  • 1 year later...

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.