Jump to content

Recommended Posts

Quote

Sorteio completo da primeira e segunda fases

A Liga realizou esta quarta-feira o sorteio da primeira e segunda fases da Taça da Liga. Todos os jogos disputam-se a uma mão.

Na primeira fase, fase entram em competição todas as equipas da II Liga, onde se incluem as formações promovidas do Campeonato de Portugal - Mafra e Farense. De fora do sorteio estiveram o Académico de Viseu, terceiro classificado da II Liga na temporada passada e o Paços de Ferreira e Estoril, equipas despromovidas da Liga.

As formações da Liga começam a participação na segunda fase, com os jogos a disputarem-se no dia 29 de julho.

Recorde-se que na terceira fase já conta com a presença de FC Porto, Benfica, Sporting e Sporting de Braga.

 

Primeira fase (21 e 22 de julho)

Famalicão - Arouca

Farense - Penafiel

Mafra - Covilhã

Varzim - Cova da Piedade

Académica - Leixões

Isento: Oliveirense

 

Segunda fase (29 de julho)

Belenenses SAD - Oliveirense

Paços de Ferreira - Académico Viseu

Varzim/Cova da Piedade - Moreirense

Marítimo - Mafra/Covilhã

Aves - Santa Clara

Farense/Penafiel - Estoril

Famalicão/Arouca - Chaves

Vitória de Guimarães - Tondela

Nacional - Boavista

Portimonense - Rio Ave

Feirense - Académica/Leixões

Isento: Vitória de Setúbal

Começa bem! :lol:

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...
Quote
MIGUEL LEAL QUERIA FAZER QUARTA ALTERAÇÃO

Como uma pretendida troca de guarda-redes gerou um impasse em Famalicão

2018/07/22 21:01
Texto por Gaspar Castro

A situação que descrevemos acabou por não ter consequências negativas ou diretamente proveitosas para o Arouca (que venceu), já que não teve influência direta no desenlace dos penáltis e no penálti que acabou por ser decisivo. Ainda assim, foi uma situação com tanto de curiosa como de confusa durante largos minutos.

Jogavam-se os últimos minutos do Famalicão x Arouca da 1ª fase da Taça da Liga (ou Allianz Cup), as equipas estavam empatadas a uma bola depois de um golo tardio dos arouquenses, e adivinhavam-se as grandes penalidades. Por esta altura, o guarda-redes suplente do Arouca, Gasparotto, aquecia com toda a intensidade perto da baliza de Rui Vieira, levantando a hipótese de problemas físicos com o titular.

O guardião do Arouca que se encontrava em campo deixou-se por esta altura cair no relvado, queixoso, e foi assistido. Uma situação que teria tudo para não ser dramática, já que o Arouca tinha realizado apenas duas substituições até então e ainda poderia assim trocar de guardião, mas Rui Vieira levantou-se, prosseguiu jogo e Miguel Leal até gastou a última troca com uma troca de avançados já nos descontos: Toni Gomes por André Bukia.

Chegou o apito final e era tempo de penáltis, tendo o Arouca então já utilizado as três alterações. Mas Miguel Leal dirigiu-se ao assistente e indicou que iria trocar Rui Vieira por Gasparotto, demonstrando assim que contava com a hipótese de fazer a quarta alteração após o fim do tempo regulamentar. Iniciou-se o diálogo entre os vários elementos da equipa de arbitragem, foi consultado o delegado da Liga e com tudo isto se passaram vários minutos. Gasparotto continuava a aquecer, o treinador do Arouca demonstrava-se agastado e mais ficou quando lhe foi comunicado que não poderia realizar a tal quarta substituição antes dos penáltis, que se seguiram no imediato ao fim dos 90 minutos, sem prolongamento realizado.

Miguel Leal ficou assim com duas opções: utilizar nos penáltis Rui Vieira, que aparentava problemas físicos, ou colocar um jogador de campo na baliza. A escolha recaiu na primeira opção e tudo acabou por correr bem ao Arouca, que venceu por 5x4 no desempate. Rui Vieira não fez qualquer defesa, mas saltou bem na direção da bola em mais de uma ocasião e por pouco não chegou a esses remates. Valeu-lhe o remate do lateral adversário Joel ao poste.

O que diz a regra?

A regra da quarta substituição no prolongamento surgiu recentemente no futebol e já chegou às grandes competições. A UEFA anunciou tê-la adotado na Liga dos Campeões e na Liga Europa e também a FIFA a introduziu. Em vários jogos do Mundial da Rússia, aliás, se viram as tais quartas substituições no prolongamento.

No caso do futebol nacional, porém, a questão é diferente. Nem a Federação Portuguesa de Futebol nem a Liga de Clubes, responsável pela organização da Allianz Cup, anunciaram a introdução da regra, pelo que esta, até ver, não se aplica à Taça de Portugal ou à Allianz Cup.

No caso da Taça da Liga, aliás, nem sequer existem prolongamentos nas eliminatórias, procedendo-se ao desempate por grandes penalidades em caso de empate nos 90 minutos. Assim, pode levantar-se uma dúvida que para já não tem resposta: no caso de a regra ser aplicada em Portugal, aplicar-se-á também antes do arranque de um desempate por penáltis?

Olhando, então, ao regulamento atual da Taça da Liga, atualizado para a época 2018/19, encontramos o seguinte artigo, que demonstra que não está prevista a tal quarta substituição.

Artigo 12º (Substituições):

1. Cada clube pode designar até sete suplentes, podendo efetuar três substituições durante o tempo regulamentar de entre esses sete jogadores.

2. Os jogadores substituídos não podem voltar ao retângulo de jogo.

O que disse Miguel Leal?

Em campo, o treinador tentou fazer valer o seu argumento, mas viu o pedido ser-lhe negado. Em conferência de imprensa após a partida (vídeo acima), Miguel Leal adotou uma posição mais defensiva e demonstrou algumas reservas ao falar com os jornalistas, embora indicando que irá analisar a questão.

«Eu acho que é um caso especial do regulamento, mas não tenho 100 por cento de certeza. Tenho a certeza que se faltasse uma substituição, aí tenho a certeza absoluta [de que poderia], mesmo depois de o jogo acabar. Estando já as três [feitas], deixo algumas reservas. Quem tem de saber exatamente como é a regra não sou eu, portanto tenho de respeitar a decisão do trio de arbitragem, claramente».

Satisfeito com a regra ou não, o Arouca sai certamente satisfeito com o desfecho da partida em Famalicão. Segue-se o Chaves no caminho dos arouquenses.

 

Link to post
Share on other sites
Quote

Boavista eliminado pelo Nacional (1-2)

O Boavista falhou o apuramento para a fase de grupos da Taça da Liga, ao perder por 1-2, com o Nacional, na Choupana.

Os insulares juntam-se, assim, aos já apurados Chaves, Feirense, Belenenses, Aves e Marítimo, da Liga, e Paços de Ferreira, Estoril e Varzim, da Liga 2.

FC Porto, Benfica, Sporting e SC Braga, quatro primeiros classificados do Campeonato na época passada, têm acesso direto à fase de grupos.

 

Resultados:

 

28 de julho, sábado:

Aves - Santa Clara, 2-2 (8-7 g.p.)

Nildo Petrolina (64), Braga (84); Jorge Filipe (9 p.b.), Thiago Santana (27)

 

Marítimo – Mafra, 3-0

Tagueu (43, 82), Coronas (50)

 

Paços de Ferreira – Académico, 3-2

Fiel (32), Uilton (58), André Leão (85); Pica (45), Ferreira (76)

 

Belenenses – Oliveirense, 3-1

Fredy (53, 90+4), Keita (71); Meneses (57)

 

29 de julho, domingo:

 

Arouca - Chaves, 0-0 (3-5)

 

Farense – Estoril, 0-2

Roberto (19), Filipe Soares (83)

 

Varzim – Moreirense, 2-0

Stanley (25), Ruster (85)

 

Feirense – Leixões, 3-2

Edinho (3, 10), Sturgeon (56); Bura (13 g.p.), Breitner (90+5)

 

Nacional – Boavista, 2-1

Witi (9), Rochez (64); Fábio Espinho (58)

 

5 de agosto, domingo:

Portimonense - Rio Ave (16 horas)

 

6 de agosto, segunda-feira:

Vitória de Guimarães - Tondela (20 horas)

 

 

 

Edited by Jokeman
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

GRUPO A

Benfica

Aves

Paços

Rio Ave

GRUPO B

Braga

Nacional 

Vitória

Tondela

GRUPO C

Porto

Beleneses SAD

Chaves

Varzim

GRUPO D

Sporting 

Marítimo

Feirense

Estoril

Link to post
Share on other sites
  • 4 weeks later...

Penalty contra o Porto não assinalado, já há bocado me pareceu que a mão do defesa do Chaves tinha sido dentro da área, árbitro ao mesmo nível do jogo, fraquinho...

Link to post
Share on other sites
4 hours ago, Vasco G said:

Excelente recuperação @Jokeman :y:

 

Vi o caso mal parado! Na primeira meia hora, jogámos horrivelmente mal. Depois, o Lito tirou o Zequinha e o Ruben Micael e tudo mudou. Conseguimos o 3-1 ainda na primeira parte e o 3-2 logo a abrir a segunda. Se tivéssemos entrado no jogo da mesma maneira que jogámos a partir dos 30', tinhamos ganho o jogo. Na segunda parte, o Nacional praticamente não existiu.

Venha agora o campeonato, com o Porto no Bonfim.

Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.