Jump to content
Sign in to follow this  
DG

Carros novos mais caros

Recommended Posts

Quote

 

O Orçamento do Estado para 2018 irá contemplar um agravamento do imposto para a compra de automóveis novos, mas também um aumento do imposto único de circulação (IUC), antigamente denominado por ‘imposto de selo’.

O documento preliminar do Orçamento do Estado para o próximo ano prevê um agravamento das tabelas do Imposto sobre Veículos (ISV) e do Imposto Único de Circulação (OUC).

No que diz respeito ao ISV, o aumento na componente de cilindrada varia entre os 0,94% e os 1,4%, sendo esta subida menos evidente nos carros com cilindradas mais baixas – até aos 1.250 cc – e mais sentida nos carros com cilindrada de motor acima dos 1.250 cc. Já na componente ambiental, o aumento é igual para os modelos a gasolina e gasóleo, ou seja, 1,4%.

Na prática, o aumento é bastante ténue, se se tiver em conta o valor total de um carro, mas o facto é que os mesmos irão ficar mais caros no ato de compra, o mesmo se passando na sua posse que, como habitualmente, também vê a tabela de pagamentos aumentar no IUC.

Este imposto, que tem de ser pago anualmente no mês em que o modelo foi adquirido inicialmente, sofre um aumento de 1,4% para os carros comprados a partir de julho de 2007. Mantendo-se para 2018, o conceito de taxa adicional para os carros mais poluentes fica, no entanto, mais ‘leve’. Assim, os novos modelos que venham a ser adquiridos em 2018 terão de pagar mais 28,92€ para motores que emitam entre 180 e 250 gramas por quilómetro, enquanto os modelos que excedam os 250 g/km de CO2 terão de pagar um adicional de 58,04€. Em ambos os casos, o valor a pagar é inferior ao do ano corrente.

Mas não será tudo: há ainda um valor a pagar para os veículos Diesel, o chamado ‘adicional’, que, de acordo com a versão preliminar do OE irá prolongar um imposto criado em 2014 pelo Governo de Pedro Passos Coelho e que agrava o IUC consoante a cilindrada do veículo e da sua idade. Até aqui, o valor máximo na pior das hipóteses seria de 68,95€, o qual não sofreu alterações desde a introdução da taxa, em 2014, prevendo-se que o mesmo se mantenha idêntico também em 2018.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.