Jump to content

Stephen Hawking Dies at Age 76


Recommended Posts

Quote

 

Stephen Hawking Dies at Age 76

Stephen Hawking, one of the brightest minds of modern physics, has died at the age of 76 at his home in Cambridge, England, The Guardian reported today (March 14). He was perhaps the most well-known physicist in the world — despite being wheelchair-bound for decades, and communicating via a computerized voice that recorded the minute motion of his cheek muscle.

"We are deeply saddened that our beloved father passed away today," Lucy, Robert and Tim Hawking, the children of the physicist, said in a statement announcing his death. "He was a great scientist and an extraordinary man whose work and legacy will live on for many years."

Hawking was a brilliant student of physics at University of Cambridge when he was diagnosed with the degenerative nerve disease amyotrophic lateral sclerosis (ALS), also known as Lou Gehrig’s disease, at the age of 21. He nevertheless continued working and soon developed a series of groundbreaking theories that would remake the world of physics. In 1966, the cosmologist published his doctoral thesis, which argued that the entire universe began as a singularity.  

He then went on to reshape our understanding of black holes. Until Hawking's work, scientists believed absolutely nothing could escape a black hole, meaning that a black hole would grow ever larger. But Hawking posited that quantum mechanics essentially allowed black holes to emit particles, a phenomenon now known as Hawking radiation.

Hawking was also a deeply witty popularizer of some of the most esoteric concepts in physics and cosmology, with books such as "A Brief History of Time" (Bantam Books, 1988). In recent years he weighed in on everything from the future of humanity, to the risks of artificial intelligence, to the chances of Earth turning into Venus, all while continuing to publish important theoretical work in physics.

 

https://www.livescience.com/62014-stephen-hawking-has-died.html

 

:( O mundo ficou mais pobre...

Link to post
Share on other sites
14 minutes ago, gosma25 said:

RIP. 

Perdeu-se uma das mentes mais brilhantes deste século. :(

Como assim? 

A esperança de vida, quando ELA é diagnosticada é de 2 a 4 anos de vida.

Foi-lhe diagnosticada quando tinha +- 20 anos, na altura em que foi...

Durou 50...

Edited by camurso_
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, camurso_ said:

A esperança de vida, quando ELA é diagnosticada é de 2 a 4 anos de vida.

Foi-lhe diagnosticada quando tinha +- 20 anos, na altura em que foi...

Durou 50...

Existem vários tipos/formas de ELA, com características ligeiramente diferentes. 

Ele, apesar de tudo, tinha uma forma com progressão um pouco mais lenta. Existem outras formas ainda mais lentas.

Depois, sempre teve um suporte médico enorme, num contexto familiar muito dedicado, aliado à vontade de nunca desistir. A grande maioria destes doentes, desiste... 

Link to post
Share on other sites
11 minutes ago, gosma25 said:

Existem vários tipos/formas de ELA, com características ligeiramente diferentes. 

Ele, apesar de tudo, tinha uma forma com progressão um pouco mais lenta. Existem outras formas ainda mais lentas.

Depois, sempre teve um suporte médico enorme, num contexto familiar muito dedicado, aliado à vontade de nunca desistir. A grande maioria destes doentes, desiste... 

É como te digo, não se descobriu, ao certo, o porquê de ele ter durado tanto.

Um tio meu, há pouco tempo, morreu desta doença. Durou um ano após lhe ter sido diagnosticada. Não foi por falta de apoio médico (até aquele medicamento caríssimo ele tomou, que, supostamente, atrasa os efeitos), aliás, nem podes comparar a evolução médica desde a altura em que lhe foi detectada a doença (anos 60) para agora.

Muito menos pelo facto de não ter vontade de desistir. Se há coisa que o meu tio não fez foi desistir. Só, efectivamente, parou (no sentido literal) quando só conseguia mexer a cabeça. Até lá, até viagens de Amarante a Lisboa, em cadeira de rodas, ele fez, para se despedir dos irmãos, que não tiveram coragem de fazer a viagem no sentido contrário.

Link to post
Share on other sites
44 minutes ago, camurso_ said:

É como te digo, não se descobriu, ao certo, o porquê de ele ter durado tanto.

Um tio meu, há pouco tempo, morreu desta doença. Durou um ano após lhe ter sido diagnosticada. Não foi por falta de apoio médico (até aquele medicamento caríssimo ele tomou, que, supostamente, atrasa os efeitos), aliás, nem podes comparar a evolução médica desde a altura em que lhe foi detectada a doença (anos 60) para agora.

Muito menos pelo facto de não ter vontade de desistir. Se há coisa que o meu tio não fez foi desistir. Só, efectivamente, parou (no sentido literal) quando só conseguia mexer a cabeça. Até lá, até viagens de Amarante a Lisboa, em cadeira de rodas, ele fez, para se despedir dos irmãos, que não tiveram coragem de fazer a viagem no sentido contrário.

Se calhar não me expliquei bem.

Existem várias formas desta doença. A todas chama-se ELA, mas a forma de progressão é diferente porque são variantes da mesma doença. Já segui vários doentes que duraram 1 ano. Sigo outros há mais de 5. Queres um exemplo?

Outro:

 

 

É verdade que ainda ninguém sabe o que está na origem da doença. Como tal, não se sabe também o porquê das variantes. Mas existem e não é mistério nenhum.

A maioria dos doentes com ELA acaba por morrer por complicações respiratórias. Seja por falência respiratória devido à inerente fraqueza muscular, seja por pneumonias/broncopneumonias.

Em muito poucos casos, vês um doente a ser traqueostomizado, muito menos com ventilação mecânica portátil como foi o caso do Stephen Hawking. Até porque quase ninguém chega a essa fase (como disseste do teu tio só a mexer a cabeça) e quer continuar a "lutar". Quando eu falo em "desistir" refiro-me à vontade da esmagadora maioria dos doentes a não querer medidas invasivas em caso de paragem cardio-respiratória (Ordem de não ressuscitação).

O Stephen Hawking foi uma excepção, raríssima, mas nunca foi um mistério. ;)

 

Link to post
Share on other sites

No meu feicebuque.

"Hoje tudo agradecido ao Stephen pelo contributo científico, amanhã cura tudo o cancro com chás e justificam comportamentos com signos. Adoro te Facebook "

So true...

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.