Jump to content
camurso_

"Call of Duty has almost ruined a generation of shooter players", says Tripwire

Recommended Posts

Basicamente, ele queixa-se do sistema de regen que foi implementado no Halo, mas que nesse jogo até fazia sentido e, como é evidente, das "ajudas" que os jogos dão, quer no sistema de mira como da mecânica "hollywoodesca" destes jogos em que, basicamente, é sempre a andar para a frente...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há jogos que quase que dá para passar niveis sem disparar um tiro !!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Epah, joguem na dificuldade máxima que isso passa... Não percebo estas críticas... :mellow:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na dificuldade máxima o jogo torna-se completamente irrealista.

Já tentei e desisti porque morria e nem chegava a saber quem/porquê/como me mataram...

Os COD tanto tentaram dar ao jogador a ideia de ser um actor principal de um filme que há situações caricatas, como já vi no black ops, onde temos que abrir uma porta para entrarmos com a nossa equipa e fica tudo à espera que o façamos. O jogador saiu dali, foi dar uma volta até ao início do nível, voltou para trás e eles mantiveram-se na mesma posição, a repetir as mesmas falas até o jogador abrir o raio da porta...

Edited by camurso_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na dificuldade máxima o jogo torna-se completamente irrealista.

Já tentei e desisti porque morria e nem chegava a saber quem/porquê/como me mataram...

Nem mais nem menos !

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na dificuldade máxima o jogo torna-se completamente irrealista.

Já tentei e desisti porque morria e nem chegava a saber quem/porquê/como me mataram...

Os COD tanto tentaram dar ao jogador a ideia de ser um actor principal de um filme que há situações caricatas, como já vi no black ops, onde temos que abrir uma porta para entrarmos com a nossa equipa e fica tudo à espera que o façamos. O jogador saiu dali, foi dar uma volta até ao início do nível, voltou para trás e eles mantiveram-se na mesma posição, a repetir as mesmas falas até o jogador abrir o raio da porta...

É o chamado respeitinho pelas ordens do líder. Se lesses mais, sabias que na tropa é assim. sleep.png

Also, não jogues na máxima, joga um nível abaixo.

Percebo por um lado o que se quer dizer. Por outro, o objectivo dos jogos, como parte do mundo do entretenimento, é entreter.

Nenhum o fez (IMO) como o CoD4, por exemplo. thumbsup.gif

Aquela missão em Chernobyl... :god:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na dificuldade máxima o jogo torna-se completamente irrealista.

Já tentei e desisti porque morria e nem chegava a saber quem/porquê/como me mataram...

Os COD tanto tentaram dar ao jogador a ideia de ser um actor principal de um filme que há situações caricatas, como já vi no black ops, onde temos que abrir uma porta para entrarmos com a nossa equipa e fica tudo à espera que o façamos. O jogador saiu dali, foi dar uma volta até ao início do nível, voltou para trás e eles mantiveram-se na mesma posição, a repetir as mesmas falas até o jogador abrir o raio da porta...

É o chamado respeitinho pelas ordens do líder. Se lesses mais, sabias que na tropa é assim. sleep.png

Also, não jogues na máxima, joga um nível abaixo.

Percebo por um lado o que se quer dizer. Por outro, o objectivo dos jogos, como parte do mundo do entretenimento, é entreter.

Nenhum o fez (IMO) como o CoD4, por exemplo. thumbsup.gif

Aquela missão em Chernobyl... notworthy.gif

Por acaso, ainda no outro dia joguei essa missão novamente e adorei-a, como se fosse pela primeira vez que a tivesse jogado.

Mas lá está, na dificuldade máxima, que era como estava a jogar, depois de disparar com a arma, não consegui descer a rua e entrar no prédio. E estive a tarde inteira nisso...

E não é só isso, as ajudas ao jogo, o regen irreal, tornam o jogo demasiado fácil.

Podes levar com os tiros que quiseres, desde que não leves com dois ou três seguidos... -_-

Edited by camurso_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tive aí uns tempos sem net em que passei o cod2 todo em dificuldade máxima :)



nada bate cod2. Principalmente em multiplayer em que um gajo que dominasse uma riffle não dava hipótese a um cromo com uma automática.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não reduzia esse facilitismo aos shooters mas a todos os jogos quando comparados com os antigos. Um caso muito recente disso é o Tomb Raider. Nos primeiros, éramos obrigados a fazer os puzzles, agora os puzzles são opcionais porque o que é bom é correr, saltar e dar uns tiros. Eu gosto do jogo mas irrita-me o facto dos jogos serem cada vez mais fáceis de jogar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tive aí uns tempos sem net em que passei o cod2 todo em dificuldade máxima smile.png

nada bate cod2. Principalmente em multiplayer em que um gajo que dominasse uma riffle não dava hipótese a um cromo com uma automática.

Também já fiz disso e é como o outro disse, quase impossível, tens de morrer muitas vezes para passares certas missões.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na dificuldade máxima o jogo torna-se completamente irrealista.

Já tentei e desisti porque morria e nem chegava a saber quem/porquê/como me mataram...

Os COD tanto tentaram dar ao jogador a ideia de ser um actor principal de um filme que há situações caricatas, como já vi no black ops, onde temos que abrir uma porta para entrarmos com a nossa equipa e fica tudo à espera que o façamos. O jogador saiu dali, foi dar uma volta até ao início do nível, voltou para trás e eles mantiveram-se na mesma posição, a repetir as mesmas falas até o jogador abrir o raio da porta...

É o chamado respeitinho pelas ordens do líder. Se lesses mais, sabias que na tropa é assim. sleep.png

Also, não jogues na máxima, joga um nível abaixo.

Percebo por um lado o que se quer dizer. Por outro, o objectivo dos jogos, como parte do mundo do entretenimento, é entreter.

Nenhum o fez (IMO) como o CoD4, por exemplo. thumbsup.gif

Aquela missão em Chernobyl... notworthy.gif

Por acaso, ainda no outro dia joguei essa missão novamente e adorei-a, como se fosse pela primeira vez que a tivesse jogado.

Mas lá está, na dificuldade máxima, que era como estava a jogar, depois de disparar com a arma, não consegui descer a rua e entrar no prédio. E estive a tarde inteira nisso...

E não é só isso, as ajudas ao jogo, o regen irreal, tornam o jogo demasiado fácil.

Podes levar com os tiros que quiseres, desde que não leves com dois ou três seguidos... sleep.png

Epah não te estou a perceber.

São demasiado fáceis, mas jogas no máximo e não consegues. Isso tem mais níveis. Desce um. O pior que pode acontecer é no nível X ser fácil demais e no X+1 ser difícil demais.

Quanto ao "levar os tiros que quiseres desde que não mais que 2 ou 3 em 20 segundos e sangrar dos olhos", pá é tão ridículo como "leva 2 ou 3 tiros e depois tens de tomar um comprimido ou comer uma maçã para poder levar mais". Non?

Also, apesar de também achar que as coisas estão mais fáceis, também acho que pode ser o nosso subconsciente. Estamos mais velhos, com mais experiência... A nossa percepção das coisas é diferente do que era há uns anos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não reduzia esse facilitismo aos shooters mas a todos os jogos quando comparados com os antigos. Um caso muito recente disso é o Tomb Raider. Nos primeiros, éramos obrigados a fazer os puzzles, agora os puzzles são opcionais porque o que é bom é correr, saltar e dar uns tiros. Eu gosto do jogo mas irrita-me o facto dos jogos serem cada vez mais fáceis de jogar.

Isto. E falei precisamente nisso no outro dia. O III e o IV foram meses a dar com a cabeça nas paredes para os conseguir acabar, especialmente o IV, com aqueles puzzles doentios. Agora o Legend ou o Anniversary, que brincadeira de crianças, nem uma semana e estavam acabados.
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na dificuldade máxima o jogo torna-se completamente irrealista.

Já tentei e desisti porque morria e nem chegava a saber quem/porquê/como me mataram...

Os COD tanto tentaram dar ao jogador a ideia de ser um actor principal de um filme que há situações caricatas, como já vi no black ops, onde temos que abrir uma porta para entrarmos com a nossa equipa e fica tudo à espera que o façamos. O jogador saiu dali, foi dar uma volta até ao início do nível, voltou para trás e eles mantiveram-se na mesma posição, a repetir as mesmas falas até o jogador abrir o raio da porta...

É o chamado respeitinho pelas ordens do líder. Se lesses mais, sabias que na tropa é assim. sleep.png

Also, não jogues na máxima, joga um nível abaixo.

Percebo por um lado o que se quer dizer. Por outro, o objectivo dos jogos, como parte do mundo do entretenimento, é entreter.

Nenhum o fez (IMO) como o CoD4, por exemplo. thumbsup.gif

Aquela missão em Chernobyl... notworthy.gif

Por acaso, ainda no outro dia joguei essa missão novamente e adorei-a, como se fosse pela primeira vez que a tivesse jogado.

Mas lá está, na dificuldade máxima, que era como estava a jogar, depois de disparar com a arma, não consegui descer a rua e entrar no prédio. E estive a tarde inteira nisso...

E não é só isso, as ajudas ao jogo, o regen irreal, tornam o jogo demasiado fácil.

Podes levar com os tiros que quiseres, desde que não leves com dois ou três seguidos... sleep.png

A seguir ao tiro de sniper?

Ao desceres a rua, não podes matar os inimigos todos, segue o conselho do bot, e tenta passar por eles rapidamente.

Considero o COD4 tem um nível de dificuldade acima do COD6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na dificuldade máxima o jogo torna-se completamente irrealista.

Já tentei e desisti porque morria e nem chegava a saber quem/porquê/como me mataram...

Os COD tanto tentaram dar ao jogador a ideia de ser um actor principal de um filme que há situações caricatas, como já vi no black ops, onde temos que abrir uma porta para entrarmos com a nossa equipa e fica tudo à espera que o façamos. O jogador saiu dali, foi dar uma volta até ao início do nível, voltou para trás e eles mantiveram-se na mesma posição, a repetir as mesmas falas até o jogador abrir o raio da porta...

É o chamado respeitinho pelas ordens do líder. Se lesses mais, sabias que na tropa é assim. sleep.png

Also, não jogues na máxima, joga um nível abaixo.

Percebo por um lado o que se quer dizer. Por outro, o objectivo dos jogos, como parte do mundo do entretenimento, é entreter.

Nenhum o fez (IMO) como o CoD4, por exemplo. thumbsup.gif

Aquela missão em Chernobyl... notworthy.gif

Por acaso, ainda no outro dia joguei essa missão novamente e adorei-a, como se fosse pela primeira vez que a tivesse jogado.

Mas lá está, na dificuldade máxima, que era como estava a jogar, depois de disparar com a arma, não consegui descer a rua e entrar no prédio. E estive a tarde inteira nisso...

E não é só isso, as ajudas ao jogo, o regen irreal, tornam o jogo demasiado fácil.

Podes levar com os tiros que quiseres, desde que não leves com dois ou três seguidos... sleep.png

Epah não te estou a perceber.

São demasiado fáceis, mas jogas no máximo e não consegues. Isso tem mais níveis. Desce um. O pior que pode acontecer é no nível X ser fácil demais e no X+1 ser difícil demais.

Quanto ao "levar os tiros que quiseres desde que não mais que 2 ou 3 em 20 segundos e sangrar dos olhos", pá é tão ridículo como "leva 2 ou 3 tiros e depois tens de tomar um comprimido ou comer uma maçã para poder levar mais". Non?

Also, apesar de também achar que as coisas estão mais fáceis, também acho que pode ser o nosso subconsciente. Estamos mais velhos, com mais experiência... A nossa percepção das coisas é diferente do que era há uns anos.

Demasiado fácil por causa do regen, mas demasiado difícil no modo mais difícil, para não dizer impossível dar um passo sem morrer sabe-se lá de onde.

E são demasiado simples, em termos de guião, mapas, etc, mas já falámos sobre isso.

Não é mais ridículo porque as maçãs/comprimidos não estão em todo o lado constantemente. Aliás, nem precisas disso, basta aninhares-te e esperares cinco segundos e estás fino. E isso torna o jogo bastante mais fácil, pois não precisas de sair do escoderijo, sequer, para ficares bom. Basta não levares com nenhum balázio perdido nos cornos...

E, claro, o sistema de mira, que é do mais básico que há.

Aliás, no WAW, por exemplo, a minha arma favorita era e é a semi-automática alemã, onde dou ratadas aos gajos que vêm de metrelhadora, mas isso eu já considero, como dizes, e bem, calo.

Contrariamente, tens no MW3 os gajos que jogam com o comando clássico e com uma sniper qualquer em que basta carregar no botão de aim e disparar, que com as ajudas que o jogo fornece, nem precisas de apontar, basta seres rápido, porque quando fazes aim, é sempre no alvo... <_<

Share this post


Link to post
Share on other sites

Epah em termos de guião não concordo nada.

Fdx dantes os jogos eram "mata", basicamente. Doom, Quake, Duke, etc era uma história mínima e tiros lá para a frente.


Depois tiveste a fase da WW2, que enfim, tem história mas é tão batida que um gajo já sabe ao que vai.

Hoje em dia tens autênticos filmes. Coisas bem escritas, bem feitas. Uma vez mais, a história dos CoDs está muito boa. A do 4 então :god:

Quanto ao auto-aim, nem comento. Acho que isso é do mais podre que há, mas devido à limitação dos comandos, só mesmo assim para dar alguma hipótese a quem não tem tanto skill.

Quanto às maçãs, ya, nesse aspecto tens razão. Um gajo com pouca energia tinha de se preocupar era em ir apanhar mais. Mas por outro lado isso também corta a acção, o tal "guião" do jogo...

Share this post


Link to post
Share on other sites

A cena dos comandos, obviamente que falo na minha experiência com a wii, que não jogo com comando clássico. Não tiro, nem por nada, jogar com wiimote wink4.gif É como se tivesse a apontar a arma...

Mas não sou eu quem disse isso! Eu apenas concordei com quem disse, que está no link!

Não leste, pois não? biggrin.png

Edited by camurso_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ainda não li. Nem sei se vou ler. Não gosto de rants infundados. -_-

E, para mais, tenho aqui uns livros que me recomendaram para ler antes. :trollface:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tambem acho os jogos recentes mais "faceis" e lineares, estou a jogar o sniper2, bastantes vezes quando estou acompanhado por um gajo ele ainda está a falar e agachado atrás das paredes que eu já cheguei ao proximo checkpoint e lancei a proxima sequencia e o gajo é tele transportado para ao pé de mim. Mas como disse o Mini0n, também é capaz de ser por muitos anso a virar frangos, vou na 2ª missão do act III e devo me ter enganado de caminho 2 vezes, parece que até há luzinhas a indicar o caminho a um gajo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Epah, joguem na dificuldade máxima que isso passa... Não percebo estas críticas... mellow.png

aumentar o dano dos oponentes não torna o jogo necessariamente melhor

Also, acho que não era preciso a Tripwire dizer isso para se chegar a essa conclusão...

O problema não é própriamente a dificuldade. É mais o facto de teres algo extremamente linear.

para mim a importância é : Gameplay > Hollywood

o entanto ultimamente parece mais Hollywood > Gameplay

Para alem disso o map design é feito de forma horizontal porque é mais simples e já tens uma playerbase habituada a isso.. gamepad oriented maps.

Edited by Lancer

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.