Jump to content
Sign in to follow this  
loki

“Vocês são uns tristes”, homem revolta-se com Movimento dos Reformados Indignados

Recommended Posts

Vídeo: “Vocês são uns tristes”, homem revolta-se com Movimento dos Reformados Indignados

Fernando Loureiro marcou presença na apresentação do movimento e não poupou nas palavras de crítica aos responsáveis. Reformado deu exemplo dos idosos e das crianças.

Duras críticas aos responsáveis do Movimento Reformados Indignados marcaram a conferência de imprensa de apresentação daquela organização protestante.

Filipe Pinhal, antigo presidente do BCP, é o líder do movimento, que se mostra contra a Contribuição Extraordinária de Solidariedade, uma medida do governo apresentada no Orçamento de Estado 2013 que determina uma contribuição de 10 por cento sobre pensões superiores a 3.750 euros.

Fernando Loureiro, antigo bancário do BCP, mostrou-se indignado acerca daquilo que o movimento protesta: “20 o 25 mil euros por mês não vos chega, quando há pessoas, muita gente, que vive com 400 euros por mês”, afirmo.

O reformado acabaria por ser interrompido e subiu mesmo o tom das críticas: “Não seja assim porque você estão bem na vida, cale-se, vocês são uns tristes. Julgam-se uns deuses na Terra, vocês não prestam, por isso é bem feito que o governo vos tire, a todos”, continuou.

PTJornal

Edited by loki

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma coisa é estar indignado por lhe irem ao Bolso outra coisa e ter vergonha na cara e dizer que o estado lhes cortou na reforma. enquanto outros nem reforma se pode chamar ao que recebem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já tinha visto isso nas notícias de ontem e achei piada quando um dos da mesa disse quanto ganhava e quanto iria ser cortado, mas depois de convidados a fazer o mesmo, os outros não o quiseram fazer. Devia ser pouco. lol

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já tinha visto isso nas notícias de ontem e achei piada quando um dos da mesa disse quanto ganhava e quanto iria ser cortado, mas depois de convidados a fazer o mesmo, os outros não o quiseram fazer. Devia ser pouco. lol

Já pensaste que, se calhar, ele ganha aquilo de reforma porque descontou para tal durante a vida no activo?

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho uma piada enorme ao pessoal que diz "Ah e tal, houve cortes mas este e aquele não recebiam pouco". Imaginem que recebem muito bem da vossa reforma durante anos e anos seguidos. Todas as vossas posses são consoante o dinheiro que todos os meses entrava.. têm compromissos com o banco, renda da casa, contas etc etc etc. De repente cortam-vos €1000. E agora? Lá por receber €3000 quer dizer que €1000 a menos é pouco? E se o recebia é porque descontou e merece!

Edited by dastinger

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já tinha visto isso nas notícias de ontem e achei piada quando um dos da mesa disse quanto ganhava e quanto iria ser cortado, mas depois de convidados a fazer o mesmo, os outros não o quiseram fazer. Devia ser pouco. lol

Já pensaste que, se calhar, ele ganha aquilo de reforma porque descontou para tal durante a vida no activo?

Descontou, isso é certo. Mas já pensaste que, se calhar, nunca mereceu receber o que recebia? A época dos tachos foi maravilhosa para muita gente...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já tinha visto isso nas notícias de ontem e achei piada quando um dos da mesa disse quanto ganhava e quanto iria ser cortado, mas depois de convidados a fazer o mesmo, os outros não o quiseram fazer. Devia ser pouco. lol

Já pensaste que, se calhar, ele ganha aquilo de reforma porque descontou para tal durante a vida no activo?

Descontou, isso é certo. Mas já pensaste que, se calhar, nunca mereceu receber o que recebia? A época dos tachos foi maravilhosa para muita gente...

Isto , e tb para além de acumulação de reformas de cargos que realidade nunca exerceram ...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já tinha visto isso nas notícias de ontem e achei piada quando um dos da mesa disse quanto ganhava e quanto iria ser cortado, mas depois de convidados a fazer o mesmo, os outros não o quiseram fazer. Devia ser pouco. lol

Já pensaste que, se calhar, ele ganha aquilo de reforma porque descontou para tal durante a vida no activo?

Descontou, isso é certo. Mas já pensaste que, se calhar, nunca mereceu receber o que recebia? A época dos tachos foi maravilhosa para muita gente...

Não coloco isso em causa, principalmente porque acredito que muitos deles foram, em tempos, funcionários do Estado, em alguma altura da vida e tiveram os cargos que tiveram nos privados devido a isso.

Quanto ao seu salário, isso é com os accionistas... Ninguém tem o direito de criticar o que alguém recebe, se for no sector privado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não critico o pessoal sacar grandes ordenados e ter reformas equivalentes. Bem pelo contrário, quem é bom deve ser remunerado pela sua competência.

Agora, não aceito que pessoas com grandes vencimentos se façam de coitadinhos.

Vivem em casas de 1 milhão e agora não têm capacidade para as manter, reaprendam a viver num outro patamar. Vão continuar a acordar de manhã com dinheiro para tomar o pequeno almoço fora de casa. Lembrem-se que há quem vá acordar sem dinheiro para comprar sequer alimentos para comer em casa.

Tal como o gajo diz no vídeo, esses senhores dos bancos viveram uma vida a ser bem pagos e melhor do que ninguém souberam capitalizar esses ganhos. Vamos pegar num exemplo simples do fórum.

Temos o jr com um ordenado de X que trabalha num banco. Temos um outro user com um ordenado de X em outro emprego. Mensalmente as despesas são iguais, logo no final do mês o ganho é igual. Mas alguém acha que na hora de ir para a reforma o jr não vai ter esse dinheiro melhor gerido que o outro user?

E não aceitarei que ele venha cá daqui a 30 anos chorar que a reforma não lhe chega (isto partindo do principio que não lhe acontece nada que altere radicalmente a vida).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se descontaram, devem receber...

Agora isso não os impede de se reservarem e de não fazerem figuras tristes, tal como o senhor bem apontou.

Eu sei que em posição idêntica à daqueles senhores, tinha visão na terceira pessoa suficiente para me deixar estar caladinho em casa, com honra e vergonha...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora isso não os impede de se reservarem e de não fazerem figuras tristes, tal como o senhor bem apontou.

Eu sei que em posição idêntica à daqueles senhores, tinha visão na terceira pessoa suficiente para me deixar estar caladinho em casa, com honra e vergonha...

Nem mais. Edited by pjota1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora isso não os impede de se reservarem e de não fazerem figuras tristes, tal como o senhor bem apontou.

Eu sei que em posição idêntica à daqueles senhores, tinha visão na terceira pessoa suficiente para me deixar estar caladinho em casa, com honra e vergonha...

Nem mais.

Isso nem se coloca... Mas estão no direito deles. Se é imoral, tendo em conta o nível de rendimentos da maioria da população... São outros 500 paus

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Problema e que se calhar nenhum deles descontou tanto para receber aquelas reformas. a maioria são políticos ou tiveram tachos. alguns deputados tem direito a uma reforma vitalícia só porque governaram 6 meses.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Problema e que se calhar nenhum deles descontou tanto para receber aquelas reformas. a maioria são políticos ou tiveram tachos. alguns deputados tem direito a uma reforma vitalícia só porque governaram 6 meses.

É mesmo isto. Ali não há Belmiros de Azevedo, que apesar de tudo, têm mérito no que construiram. São chulos de tachos. Po crl.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho graça tanta gente falar de gente que não conhece, não faz ideia de como ganharam o dinheiro, quanto descontaram, etc. Mas como são "ricos" é sempre um alvo a abater!!

Faz-me lembrar uma vez na baixa que estava um Porsche a ser multado. A malta nem sabia o que é que o homem tinha feito de mal, mas era tudo a gritar para que ele pagasse a multa...

Também me indigno com tachos e roubos (e sei que, infelizmente, houve e há muitos) agora sei que também houve e há gente que ganha muito bem porque trabalhou muito para isso. E essas pessoas merecem todo o meu respeito.

Quanto a estes senhores que aparecem no vídeo, como não sei nada deles, não posso comentar.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tal como disse o netphobic e muito bem é engraçado a generalização fácil que se faz com ricos sem os conhecer de lado nenhum... se é rico, ou roubou para ter o que tem ou não merece o que tem, é logo rotulado assim sem problemas nenhuns!

Mas se virmos um coitadinho que não conhecemos de lado nenhum a queixar-se que ganha pouco ou não tem nada, vem logo tudo em defesa que realmente é uma desgraça estas políticas e que têm muita pena dessas pessoas, e já ninguém faz generalizações fáceis de que se tem pouco ou nada é porque não trabalhou e quer viver à custa de subsídios...

Em ambos os casos há as duas coisas, uns que merecem e outros não, agora meter tudo no mesmo saco é que é triste, o discurso desse senhor é pura demagogia, os direitos são iguais para todo o cidadão, estes têm tanto o direito a protestar com os cortes como alguém com o salário mínimo... senão merecem, se tiveram tachos, etc, é outra história que ninguém sabe se é verdade, se é para acusar então que o faça com factos e não com generalizações demagógicas de que toda a gente que é rica "são uns tristes"!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os sacríficios pedidos devem ser para todos e não só para alguns. Eu praticamente viveria como um Rei com a reforma que lhes resta depois dos cortes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

camursowf0.png

Foi a melhor piada que se arranjou. Eu sei... :facepalm:

Mas não deixei de concordar com o que escreveste.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os sacríficios pedidos devem ser para todos e não só para alguns. Eu praticamente viveria como um Rei com a reforma que lhes resta depois dos cortes.

Claro que sim, loki. Mas se os que recebem pouco têm todo o direito a protestarem por estarem a sofrer cortes, acho que quem recebe muito também tem o direito a protestar por sofrer cortes. Isto, frisando mais uma vez, que estamos a falar de gente que ganha muito porque trabalhou e teve a capacidade para isso.

E aqui não está em causa querer um regime de excepção como se queria fazer na CGD e TAP, nisso estou completamente em desacordo e cito-te: "Os sacríficios pedidos devem ser para todos e não só para alguns."

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.