Jump to content
Sign in to follow this  
tumkes

BlackBerry 10 Launch Event to be Held on January 30th, 2013

Recommended Posts

Press Release

BlackBerry 10 Launch Event to be Held on January 30th, 2013

WATERLOO, ONTARIO--(Marketwire - Nov. 12, 2012) - Research In Motion (RIM) (NASDAQ:RIMM)(TSX:RIM) announced today that it will hold its BlackBerry 10 launch event on January 30th, 2013. The event will happen simultaneously in multiple countries around the world. This day will mark the official launch of its new platform - BlackBerry 10, as well as the unveiling of the first two BlackBerry 10 smartphones. Details on the smartphones and their availability will be announced at the event.

"In building BlackBerry 10, we set out to create a truly unique mobile computing experience that constantly adapts to your needs. Our team has been working tirelessly to bring our customers innovative features combined with a best in class browser, a rich application ecosystem, and cutting-edge multimedia capabilities. All of this will be integrated into a user experience - the BlackBerry Flow - that is unlike any smartphone on the market today," said Thorsten Heins, President and CEO of Research In Motion. "Thanks to our strong partnerships with global carriers and a growing ecosystem of developers, we believe our customers will have the best experience possible with BlackBerry 10. We are looking forward to getting BlackBerry 10 in the hands of our customers around the world."

BlackBerry 10 will offer a large catalog of the leading applications from across the globe and across all categories, including Games, Productivity, Social, Lifestyle and Leisure, Multimedia and Published Content, as well as applications designed for business and enterprise use.

The BlackBerry 10 platform has recently achieved FIPS 140-2 certification, which means that government agencies will be able to deploy BlackBerry 10 smartphones and BlackBerry Enterprise Service 10 as soon as it is available. This marks the first time BlackBerry products have been certified ahead of their launch. In addition, RIM recently announced that BlackBerry 10 smartphones have now entered more than 50 carrier labs with many more entries expected in the coming weeks.

Some key features of the new BlackBerry 10 devices already unveiled recently include:

BlackBerry Flow and BlackBerry Hub

BlackBerry Flow is a new user experience that allows seamless navigation across open applications and the BlackBerry Hub. All messages, notifications, feeds, and calendar events come into the BlackBerry Hub and no matter what the user is doing with the device, with a simple gesture, they can peek into the Hub at any time.

BlackBerry Keyboard

The BlackBerry Keyboard learns how you write and adapts to how you type so you can write faster and more accurately, giving you the kind of legendary typing experience that only BlackBerry can deliver.

BlackBerry Balance

BlackBerry Balance offers the most elegant way to satisfy both customer and corporate needs without compromising on either. With BlackBerry Balance, personal apps and information are kept separate from work data, and the customer can switch from their personal to work profile with a simple gesture. The work profile is fully encrypted and secure, enabling organizations to protect their content and applications, while at the same time letting customers get the most out of their smartphone for their personal use.

Details about BlackBerry 10 can be found at: www.blackberry.com/blackberry10

Bem sei que por aqui não ha muitos fãs da amora, mas aqui fica a informação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

BlackBerry reinventado num lançamento crucial

Uma nova versão do sistema operativo, dois novos modelos, uma mudança no nome da empresa, muitas aplicações e a cantora Alicia Keys – a multinacional canadiana que tem vindo a perder mercado para o iPhone e os Android pôs os trunfos todos na mesa.

Nesta quarta-feira, e após sucessivos adiamentos, foram apresentados dois novos modelos de BlackBerry: o Z10, um smartphone com um ecrã sensível ao toque, e o Q10, que mantém o teclado físico que tem sido a imagem de marca destes telemóveis. Ambos estão equipados com o BlackBerry 10, uma nova versão do sistema operativo, que inclui um browser melhorado e, contrariando a tradição da plataforma, chega ao mercado com uma gama vasta de aplicações.

O director-geral da empresa canadiana, Thorsten Heins, anunciou ainda que o nome da empresa, Research In Motion (frequentemente escrito apenas RIM), foi abandonado em favor de BlackBerry, já que a marca dos telemóveis era muito mais conhecida do que o nome da empresa que os fabrica. O objectivo, explicou, é consolidar esforços em torno de apenas uma marca. “Temos estado numa viagem de transformação”, afirmou Heins, “uma viagem não apenas para transformar o nosso negócio e a nossa marca, mas uma viagem que acredito verdadeiramente que transformará as comunicações móveis em verdadeira computação móvel”.

Para a companhia, as novidades agora apresentadas são cruciais. A empresa tem perdido quota de mercado para os múltiplos Android e para o iPhone, especialmente na América do Norte, em tempos o território em que era mais forte e onde no final do ano passado tinha pouco mais de 1% do mercado de smartphones. Na Europa os números também têm caído. De acordo com a analista IDC, a quota global de mercado era, em 2012, de 4,6%, uma queda abrupta de 36,4% face ao ano anterior.

Para o novo sistema estão já disponíveis algumas das mais populares aplicações móveis: o Kindle, da Amazon, o Skype, o jogo Angry Birds e o WhatsApp, uma aplicação que permite o envio grátis de mensagens através da Internet. Ao todo, são 70 mil aplicações disponíveis para o BlackBerry 10, muito menos do que as centenas de milhares existentes para Android e iPhone, mas um esforço claro de apagar a imagem dos BlackBerry como telemóveis com um leque muito reduzido de aplicações disponíveis.

Na apresentação, em Nova Iorque, a cantora americana Alicia Keys subiu ao palco como a nova directora criativa global. Inevitavelmente, blogues e media notaram quase imediatamente que a artista usou até há poucos dias um iPhone para escrever no Twitter.

“Este é o Dia D para a Research in Motion”, escreveu o analista da IDC para o mercado europeu, Francisco Jerónimo, numa nota enviada ao PÚBLICO. “A empresa não tem mais grandes opções; se não for bem-sucedida com a nova plataforma, não há alternativas no lado do hardware ou do software. O futuro estará então dependente de uma nova estratégia corporativa, desde alianças estratégicas a licenciamentos”, observou, notando que a multinacional canadiana não tem, devido aos custos e ao tempo necessário, hipótese de adoptar um outro sistema operativo. “Não há plano B possível”.

Francisco Jerónimo elogia os novos modelos lançados – destacando o novo browser e a “jóia da coroa”, o novo teclado virtual do Z10 – e afirma que a nova interface de utilização está ao nível dos Android e do iPhone. Mas prevê mais sucesso junto do segmento empresarial, um mercado historicamente crucial para os BlackBerry, do que junto dos consumidores generalistas.

Já o reputado colunista de tecnologia do Wall Street JournalWalter Mossberg fez uma crítica genericamente positiva aos dois aparelhos, classificando o teclado do Z10 como o melhor teclado virtual pré-instalado num telemóvel. Mas notou a ausência de um sistema próprio de armazenamento online de ficheiros, como oferecem os rivais, com a iCloud, da Apple, e a Google Drive.

O site americano CNet analisou o novo sistema para concluir que “os amantes de BlackBerry que conseguirem passar pelos erros de principiante [devido a um sistema completamente redesenhado] vão encontrar um sistema operativo polido, que está recheado de funcionalidades interessantes e úteis, mas os utilizadores de Android e iOS que estiverem satisfeitos não vão encontrar uma razão para mudar.”

Os investidores não ficaram convencidos com a apresentação. À hora de publicação deste artigo, as acções da empresa resvalavam cerca de 6,3%, para perto dos 14,7 dólares no Nasdaq (este índice caía apenas 0,07%). Na Bolsa de Toronto, a cotação caía 7,2%, para os 14,6 dólares canadianos.

z10.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece interessante, mas nunca compraria um terminal que marca a estreia de um novo sistema operativo, num ambiente totalmente novo para a marca.

thumbsup.gif

Bom esforço da BB... agora quero ver qual vai ser a permeabilidade do mercado. O windows phone não está a ter o sucesso que a MS esperava. Portanto...

Edited by cyberurbis

Share this post


Link to post
Share on other sites

As you type a word, tiny, complete words appear over certain on-screen keys — guesses as to the word you’re most likely to want. If you’ve typed “made of sil,” for example, the word “silicone” appears over the letter I key, “silver” over the V, and “silk” over the K. You can fling one of these words into your text by flicking upward from the key — or ignore it and keep typing.

How well does it work? In this passage, the only letters I actually had to type are shown in bold. The BlackBerry proposed the rest: “I’m going to have to cancel for tonight. There is a really good episode of Dancing With the Stars on.”

I type 20 characters; it typed 61 for me.

But wait, there’s more. The more you use the BlackBerry, the more it learns your way of writing. When I tried that same passage later, I typed only one letter: the I in “I’m.” Thereafter, the phone predicted each successive word in those sentences, requiring no letter-key presses at all. Freaky and brilliant and very, very fast.

The camera software is terrific. One feature, Time Shift, is mind-blowing. You take a photo of people — then, with your finger on a face, you can dial forward or backward up to two seconds in time, seeking that perfect expression. You repeat with the next face, and the next, until you’ve dialed up the perfect fraction of a second, independently, for each person in the shot. Admit it: that’s brilliant.

Quero isto no iphone :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Está muito interessante e realmente andava toda a gente a elogiar o teclado e não sabia bem porquê. Pode ser que regressem em grande e se tornem num competidor à altura.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Está muito interessante e realmente andava toda a gente a elogiar o teclado e não sabia bem porquê. Pode ser que regressem em grande e se tornem num competidor à altura.

Com o SwiftKey 3 (Android) consegues um resultado muito idêntico ao que é referido na descrição do post do Pablo Empanada

Edited by cyberurbis

Share this post


Link to post
Share on other sites

Está muito interessante e realmente andava toda a gente a elogiar o teclado e não sabia bem porquê. Pode ser que regressem em grande e se tornem num competidor à altura.

Com o SwiftKey 3 (Android) consegues um resultado muito idêntico ao que é referido na descrição do post do Pablo Empanada

Sempre usei esse teclado mas fiquei com a impressão de que este é algo diferente... Vamos ver.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estive a ver esse vídeo e tem algumas coisas bem interessantes, mas definitivamente aquele processo de escrita está num patamar acima.

Patente naquilo e ficam ricos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estive a ver esse vídeo e tem algumas coisas bem interessantes, mas definitivamente aquele processo de escrita está num patamar acima.

Patente naquilo e ficam ricos.

volto a dizer... não vejo no teclado deles, nada que de novo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estive a ver esse vídeo e tem algumas coisas bem interessantes, mas definitivamente aquele processo de escrita está num patamar acima.

Patente naquilo e ficam ricos.

volto a dizer... não vejo no teclado deles, nada que de novo

A meu ver, a grande vantagem é a previsão das palavras que aparece por cima da letra seguinte, em vez duma barra como os outros teclados. Por exemplo, vais a escrever "Hello". Escreves "He" e no centro do Swiftkey já te aparece Hello e no do Blackberry aparece por cima da letra seguinte, ou seja, no "l" fazendo um simples swype para cima para ficar com essa palavra. No Swiftkey ou carregas na palavra ou carregas no espaco e ele assume a palavra central. No entanto, imagina que Hello não aparecia no centro, mas sim à direita ou esquerda (já não me lembro ao certo). Aí já és obrigado a carregar nessa tecla e não pode ser no espaco. Isso, para mim, quebra-me um bocado o ritmo de escrever. No do blackberry é simplesmente fazer um swype para cima na letra seguinte. Parece-me ser mais vantajoso, apesar de adorar o Swiftkey.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.