Jump to content

BE pretende legalizar consumo de canábis e criar "clubes sociais"


Pablo Empanada
 Share

Recommended Posts

Legalizar consumo de canábis e criar "clubes sociais"

O BE vai entregar na próxima sessão legislativa um diploma que legaliza o cultivo de canábis para consumo pessoal e cria "clubes sociais" desta droga, num passo em frente contra a atual "legislação proibicionista".

O projeto de lei dos bloquistas foi apresentado esta tarde em conferência de imprensa pelo deputado João Semedo, que explicou que se trata de um diploma que "legaliza e regula o consumo de canábis através da criação de clubes sociais de canábis para o consumo e a dispensa entre os seus associados maiores de 18 anos" e "legaliza e regula o cultivo de canábis para consumo pessoal".

Justificando a apresentação do diploma com a necessidade de dar um passo em frente para superar "os limites e as limitações do atual sistema proibicionista", João Semedo considerou que a descriminalização do consumo das drogas não foi suficiente.

"O proibicionismo falhou e fracassou, não reduziu o número de consumidores de drogas ilícitas, não protegeu a saúde desses consumidores, atirou para a marginalidade e para o sistema prisional milhares e milhares de jovens e, sobretudo, alimentou um mercado clandestino", disse, considerando que estas são as marcas do sistema proibicionista atual.

Por isso, acrescentou, o BE propõe que seja dado um passo em frente no sentido de "um sistema equilibrado, regulado, ponderado, que permita aos consumidores de canábis fugir às malhas perversas do mercado clandestino e subterrâneo do tráfico ilegal das drogas".

"É um objetivo de proteção das pessoas, de proteção de consumo das drogas", enfatizou, lembrando que não se trata de um sistema pioneiro, já que o consumo e cultivo para consumo próprio da canábis é legal na Suíça, Bélgica, Espanha e Uruguai.

O projeto de lei dos bloquistas foi apresentado esta tarde em conferência de imprensa pelo deputado João Semedo, que explicou que se trata de um diploma que "legaliza e regula o consumo de canábis através da criação de clubes sociais de canábis para o consumo e a dispensa entre os seus associados maiores de 18 anos" e "legaliza e regula o cultivo de canábis para consumo pessoal".

Justificando a apresentação do diploma com a necessidade de dar um passo em frente para superar "os limites e as limitações do atual sistema proibicionista", João Semedo considerou que a descriminalização do consumo das drogas não foi suficiente.

"O proibicionismo falhou e fracassou, não reduziu o número de consumidores de drogas ilícitas, não protegeu a saúde desses consumidores, atirou para a marginalidade e para o sistema prisional milhares e milhares de jovens e, sobretudo, alimentou um mercado clandestino", disse, considerando que estas são as marcas do sistema proibicionista atual.

Por isso, acrescentou, o BE propõe que seja dado um passo em frente no sentido de "um sistema equilibrado, regulado, ponderado, que permita aos consumidores de canábis fugir às malhas perversas do mercado clandestino e subterrâneo do tráfico ilegal das drogas".

"É um objetivo de proteção das pessoas, de proteção de consumo das drogas", enfatizou, lembrando que não se trata de um sistema pioneiro, já que o consumo e cultivo para consumo próprio da canábis é legal na Suíça, Bélgica, Espanha e Uruguai.

O diploma do BE estabelece que o cultivo para consumo próprio de canábis não pode exceder as 10 unidades.

Relativamente aos clubes sociais de canábis define-se que seja "uma associação civil sem fins lucrativos com a finalidade de estudo, investigação e debate sobre a canábis, bem como do cultivo e cedência aos seus associados de plantas, substâncias ou preparações de canábis em estabelecimentos devidamente autorizados".

É ainda estabelecido que só podem ser sócios dos clubes maiores de 18 anos e que nas suas instalações será interdito o consumo e a venda de bebidas alcoólicas, entre outras matérias.

Os comentários na pagina são tão ridículos que nem tenho palavras...
Edited by Pablo Empanada
Link to comment
Share on other sites

É um bandeira do partido desde sempre, não é minimamente importante nem prioritário como é evidente mas eles têm que se manter fieis às suas bandeiras.

Link to comment
Share on other sites

É um bandeira do partido desde sempre, não é minimamente importante nem prioritário como é evidente mas eles têm que se manter fieis às suas bandeiras.

Discordo contigo. Neste momento diria é super prioritario, só o encaixe de milhoes que iriam introduzir nos cofres do estado com os negocios gerados, já para não falar no corte dos custos com tribunais e etc devido a estes delitos menores.

Edited by Pablo Empanada
Link to comment
Share on other sites

A partir do momento que sejam drogas que não provoquem "vicio", como é o caso do cannabis não vejo mal.

O Cannabis faz tão mal, como faz o Alcool, e contudo este ultimo é legal.

Ia dar um valente encaixe financeiro ao Estado, e ia-se acabar com a mama de muitos que vendem os derivados do Cannabis para fazer fortuna.

Qualquer tipo de Droga que causa vicio, tipo Cocaina, Heroina e por ai fora, têm de ser sempre proibidas.

Link to comment
Share on other sites

A partir do momento que sejam drogas que não provoquem "vicio", como é o caso do cannabis não vejo mal.

O Cannabis faz tão mal, como faz o Alcool, e contudo este ultimo legal.

Qualquer tipo de Droga que causa vicio, tipo Cocaina, Heroina e por ai fora, têm de ser sempre proibidas.

O cannabis também vicia, não vicia é tanto como as outras drogas mais pesadas. A diferença é que é considerada uma droga leve e faz tão mal como o alcool como já disseste.

Edited by HypNo
Link to comment
Share on other sites

A partir do momento que sejam drogas que não provoquem "vicio", como é o caso do cannabis não vejo mal.

O Cannabis faz tão mal, como faz o Alcool, e contudo este ultimo legal.

Qualquer tipo de Droga que causa vicio, tipo Cocaina, Heroina e por ai fora, têm de ser sempre proibidas.

O cannabis também vicia, não vicia é tanto como as outras drogas mais pesadas. A diferença é que é considerada uma droga leve e faz tão mal como o alcool como já disseste.

Como podes verificar na imagem a seguir, o Cannabis vicia menos que o Alcool e que o Tabaco. E faz menos mal fisicamente que o Álcool.

drugharms_GMW_07022011.gif

Link to comment
Share on other sites

A cannabis não vicia?

Psicologicamente, tal como o chocolate. O tabaco e o alcool viciam fisicamente.

Tenho as minhas dúvidas Pablo. Sérias.

Vou procurar onde está o chocolate naquele gráfico que o Rev colocou. Btw, fonte desse gráfico?

Link to comment
Share on other sites

A cannabis não vicia?

Psicologicamente, tal como o chocolate. O tabaco e o alcool viciam fisicamente.

Tenho as minhas dúvidas Pablo. Sérias.

Vou procurar onde está o chocolate naquele gráfico que o Rev colocou. Btw, fonte desse gráfico?

Estava numa pagina da Wikipedia sobre drogas. Mas como procurei no Google, fui buscar de uma localização à sorte.

PS: tenho amigos meus que fumam haxixe regularmente. Conseguem ficar na boa 1 semana sem fumar isso, mas não conseguem ficar 1 dia sem fumar tabaco.

Só para teres uma ideia do nivel de viciamento wink4.gif

Link to comment
Share on other sites

A cannabis não vicia?

Psicologicamente, tal como o chocolate. O tabaco e o alcool viciam fisicamente.

Tenho as minhas dúvidas Pablo. Sérias.

Vou procurar onde está o chocolate naquele gráfico que o Rev colocou. Btw, fonte desse gráfico?

Estava numa pagina da Wikipedia sobre drogas. Mas como procurei no Google, fui buscar de uma localização à sorte.

PS: tenho amigos meus que fumam haxixe regularmente. Conseguem ficar na boa 1 semana sem fumar isso, mas não conseguem ficar 1 dia sem fumar tabaco.

Só para teres uma ideia do nivel de viciamento wink4.gif

Para teres uma ideia do nível de viciamento, nada como experimentarmos nós mesmos em vez de vermos os amigos. wink4.gif

Atenção que não estou a dizer para começares a dar no cavalo... Estou a dizer que tanto nas pesadas como nas leves, o nível de vício varia de indivíduo para indivíduo.

E com isso dou-te exemplos de amigos meus que estavam tão ou mais agarrados à erva do que ao tabaco. E olha que tb gostavam de chocolate...

Mazelas físicas? Algumas, não tenhas dúvidas.

Vício psicológico? Sim, grande parte. Mas o tabaco tb o consegue ser, mais do que se pensa.

Edited by Kinas_
Link to comment
Share on other sites

A cannabis não vicia?

Psicologicamente, tal como o chocolate. O tabaco e o alcool viciam fisicamente.

Tenho as minhas dúvidas Pablo. Sérias.

Vou procurar onde está o chocolate naquele gráfico que o Rev colocou. Btw, fonte desse gráfico?

Estava numa pagina da Wikipedia sobre drogas. Mas como procurei no Google, fui buscar de uma localização à sorte.

PS: tenho amigos meus que fumam haxixe regularmente. Conseguem ficar na boa 1 semana sem fumar isso, mas não conseguem ficar 1 dia sem fumar tabaco.

Só para teres uma ideia do nivel de viciamento wink4.gif

Para teres uma ideia do nível de viciamento, nada como experimentarmos nós mesmos. wink4.gif

Atenção que não estou a dizer para começares a dar no cavalo... Estou a dizer que tanto nas pesadas como nas leves, o nível varia de indivíduo para indivíduo.

E com isso dou-te exemplos de amigos meus que estavam tão ou mais viciados em erva do que com o tabaco. E olha que tb gostavam de chocolate...

Estavam viciados psicologicamente, não fisicamente. A erva dá uma sensação boa, e eles queriam estar sempre nessa sensação. Mas não passa de psicologico.

Já o tabaco vicia mesmo fisicamente, pois o teu corpo deixa de produzir nicotina devido a receber a mesma do tabaco. ora se deixas de fumar, o teu corpo não produziu a nicotina, e não a recebeste do tabaco, automaticamente o teu corpo stressa logo a pedir tabaco. Dependência física, nada a ver com o Cannabis wink4.gif

Mas o Google é amigo e podes procurar artigos sobre isso.

Link to comment
Share on other sites

A cannabis não vicia?

Psicologicamente, tal como o chocolate. O tabaco e o alcool viciam fisicamente.

Tenho as minhas dúvidas Pablo. Sérias.

Vou procurar onde está o chocolate naquele gráfico que o Rev colocou. Btw, fonte desse gráfico?

Estava numa pagina da Wikipedia sobre drogas. Mas como procurei no Google, fui buscar de uma localização à sorte.

PS: tenho amigos meus que fumam haxixe regularmente. Conseguem ficar na boa 1 semana sem fumar isso, mas não conseguem ficar 1 dia sem fumar tabaco.

Só para teres uma ideia do nivel de viciamento wink4.gif

Para teres uma ideia do nível de viciamento, nada como experimentarmos nós mesmos em vez de vermos os amigos. wink4.gif

Atenção que não estou a dizer para começares a dar no cavalo... Estou a dizer que tanto nas pesadas como nas leves, o nível de vício varia de indivíduo para indivíduo.

E com isso dou-te exemplos de amigos meus que estavam tão ou mais agarrados à erva do que ao tabaco. E olha que tb gostavam de chocolate...

Mazelas físicas? Algumas, não tenhas dúvidas.

Vício psicológico? Sim, grande parte. Mas o tabaco tb o consegue ser, mais do que se pensa.

Que mazelas fisicas posso perguntar ? O tabaco e alcool é mais do que sabido que provocam dependencia fisica, o alcool apartir de um certo nivel não se pode deixar de beber de um dia para o outro senão corre-se mesmo o risco de morrer, chama-se a isto o desmame.

Edit:

A more recent and better estimate of the risk of meeting DSM-R.III criteria for cannabis dependence was obtained from data collected in the National Comorbidity Study (Anthony, Warner & Kessler, 1994). This indicated that 9 per cent of lifetime cannabis users met DSM-R-III criteria for dependence at some time in their life, compared to 32 per cent of tobacco users, 23 per cent of opiate users and 15 per cent of alcohol users" (Hall et al. 1999).

Eminent addictions specialist Jack Henningfeld was asked to rate the addictive qualities of popular drugs for the New York Times, and produced the following ratings according to five general indicators of abuse potential.

Comparing Addictive Qualities of Popular Drugs

(Higher score indicates more serious effect)

Drug

Dependence

Withdrawal

Tolerance

Reinforcement

Intoxication

Nicotine

6

4

5

3

2

Heroin

5

5

6

5

5

Cocaine

4

3

3

6

4

Alcohol

3

6

4

4

6

Caffeine

2

2

2

1

1

Marijuana

1

1

1

2

Edited by Pablo Empanada
Link to comment
Share on other sites

Fds...não fazia ideia que a nicotina tinha um fator de dependência mais elevado que a heroína. Nunca diria. eek.gif

Quanto às mazelas físicas da erva, tens aqui artigo. Algumas delas foram visíveis nos casos mais próximos que mencionei.

http://www.aafp.org/...1201/p2583.html

Obviamente que de todas é a que terá menos, DE LONGE, mas daí até ser inócua...vai um longo passo.

Para teres uma ideia do nível de viciamento, nada como experimentarmos nós mesmos. wink4.gif

Atenção que não estou a dizer para começares a dar no cavalo... Estou a dizer que tanto nas pesadas como nas leves, o nível varia de indivíduo para indivíduo.

E com isso dou-te exemplos de amigos meus que estavam tão ou mais viciados em erva do que com o tabaco. E olha que tb gostavam de chocolate...

Estavam viciados psicologicamente, não fisicamente. A erva dá uma sensação boa, e eles queriam estar sempre nessa sensação. Mas não passa de psicologico.

Já o tabaco vicia mesmo fisicamente, pois o teu corpo deixa de produzir nicotina devido a receber a mesma do tabaco. ora se deixas de fumar, o teu corpo não produziu a nicotina, e não a recebeste do tabaco, automaticamente o teu corpo stressa logo a pedir tabaco. Dependência física, nada a ver com o Cannabis wink4.gif

Mas o Google é amigo e podes procurar artigos sobre isso.

O nosso corpo produz nicotina? Rev...andaste a fumar? Roda aí para a malta. 14.gif

Quanto ao que disseste atrás,

Qualquer tipo de Droga que causa vicio, tipo Cocaina, Heroina e por ai fora, têm de ser sempre proibidas.

e como está nos valores do Pablo, o álcool causa vício e bem! Pois proíba-se o álcool e legalize-se a erva. Acabou-se o tinto à refeição e bejecas na esplanada. Afinal de contas, é mais dependente que a erva, causa mais vício, maior intoxicação, mais mazelas físicas e pior desmame.

Edited by Kinas_
Link to comment
Share on other sites

Qualquer tipo de Droga que causa vicio, tipo Cocaina, Heroina e por ai fora, têm de ser sempre proibidas.

e como está nos valores do Pablo, o álcool causa vício e bem! Pois proíba-se o álcool e legalize-se a erva. Acabou-se o tinto à refeição e bejecas na esplanada. Afinal de contas, é mais dependente que a erva, causa mais vício, maior intoxicação, mais mazelas físicas e pior desmame.

Não diria que o alcool e tabaco teria que ser proibido mas a realidade é que prejudicam mais que a cannabis para esta ser ilegal e esses nao.

Engraçado que não há muito tempo vi um estudo mais recente a relatar exactamente o contrario. Uma das caracteristicas até era melhor função pulmonar, menor probablidade de desenvolver cancro e até mesmo com propriedades curativas. Nesses mesmo estudo também concluiram que os utilizadores casuais não tinham qualquer imparidade cognitiva e os utilizadores pesados apos 1 semana sem uso voltavam a 100% das suas capacidades cognitivas sem efeitos secundários.

Um dos problemas dos estudos antigos é que não faziam grupos de estudo para fazer a distinção dos que apenas fumavam cananbis dos que combinavam com tabaco e alcool por ex.

Edited by Pablo Empanada
Link to comment
Share on other sites

Qualquer tipo de Droga que causa vicio, tipo Cocaina, Heroina e por ai fora, têm de ser sempre proibidas.

e como está nos valores do Pablo, o álcool causa vício e bem! Pois proíba-se o álcool e legalize-se a erva. Acabou-se o tinto à refeição e bejecas na esplanada. Afinal de contas, é mais dependente que a erva, causa mais vício, maior intoxicação, mais mazelas físicas e pior desmame.

Não diria que o alcool e tabaco teria que ser proibido mas a realidade é que prejudicam mais que a cannabis para esta ser ilegal e esses nao.

Engraçado que não há muito tempo vi um estudo mais recente a relatar exactamente o contrario. Uma das caracteristicas até era melhor função pulmonar, menor probablidade de desenvolver cancro e até mesmo com propriedades curativas. Nesses mesmo estudo também concluiram que os utilizadores casuais não tinham qualquer imparidade cognitiva e os utilizadores pesados apos 1 semana sem uso voltavam a 100% das suas capacidades cognitivas.

Estava a responder ao Rev, o único produtor de nicotina do FNF. 14.gif

Obviamente que não sou a favor de se proibir o álcool. E sou bem mais liberal do que a atual legislação relativamente às drogas pesadas. Para já não falar das leves, se bem que aqui no nosso canto estamos muito melhor que a maioria dos países e não nos podemos queixar. wink4.gif

Quanto a estudos científicos, conheço esse Henningfield e sei que é um entendido na matéria. Como tb o é o Doutorado que escreveu o artigo que coloquei aqui. Digo-te sinceramente que cada vez acredito menos em "artigos científicos". Quando leio um, e leio vários, olho sempre desconfiado pois muitos deles, principalmente na área farmacêutica e da saúde, são facilmente trabalhados de forma a terem o resultado favorável para a "propaganda" que se quer. Dados que não interessam...magicamente apagados para não estragar a relevância estatística. Dados que interessam...aparecem do nada. Testes repetidos exaustivamente até se ter um resultado pretendido, por vezes fruto de algo que não deveria ter acontecido normalmente. Em muito depende da amostra que escolhes, quem o realiza e quão desesperado está por dinheiro. Acredita, sei do que falo pois já andei por lá.

E é por isso que para cada estudo científico a concluir algo, existe uma probabilidade muito grande de haver um que indique exatamente o contrário. Mas infelizmente ainda existe muita gente que lê um artigo científico e usa-o como se fosse a verdade universal, indesmentível. Paciência. wink4.gif

Edited by Kinas_
Link to comment
Share on other sites

Isso que dizes é bem verdade, ja varios medicos se indignaram com isso. Algum estudos deixavam de ser financiados simplesmente pelos dados positivos encontrados que vão contra os objectivos de quem pediu o teste.

Quanto ao cancro encontrei agora rapidamente estes de 2009 e 2010:

Cannabis-derived substances in cancer therapy--an emerging anti-inflammatory role for the cannabinoids.

Source

Division of Cellular and Molecular Medicine (Oncology), St George's University of London, London, UK. w.liu@sgul.ac.uk

Abstract

Cannabinoids, the active components of the cannabis plant, have some clinical merit both as an anti-emetic and appetite stimulant in cachexic patients. Recently, interest in developing cannabinoids as therapies has increased following reports that they possess anti-tumour properties. Research into cannabinoids as anti-cancer agents is in its infancy, and has mainly focussed on the pro-apoptotic effects of this class of agent. Impressive anti-cancer activities have been reported; actions that are mediated in large part by disruptions to ubiquitous signalling pathways such as ERK and PI3-K. However, recent developments have highlighted a putative role for cannabinoids as anti-inflammatory agents. Chronic inflammation has been associated with neoplasia for sometime, and as a consequence, reducing inflammation as a way of impacting cancer presents a new role for these compounds. This article reviews the ever-changing relationship between cannabinoids and cancer, and updates our understanding of this class of agent. Furthermore, the relationship between chronic inflammation and cancer, and how cannabinoids can impact this relationship will be described.

http://www.ncbi.nlm....pubmed/19442435

Source

Department of Pharmacology and Toxicology, University of Otago, Dunedin, New Zealand.

Abstract

Cannabinoids, the active components of the hemp plant Cannabis sativa, along with their endogenous counterparts and synthetic derivatives, have elicited anti-cancer effects in many different in vitro and in vivo models of cancer. While the various cannabinoids have been examined in a variety of cancer models, recent studies have focused on the role of cannabinoid receptor agonists (both CB(1) and CB(2)) in the treatment of estrogen receptor-negative breast cancer. This review will summarize the anti-cancer properties of the cannabinoids, discuss their potential mechanisms of action, as well as explore controversies surrounding the results.

http://www.ncbi.nlm....pubmed/19442435

Edited by Pablo Empanada
Link to comment
Share on other sites

Isso que dizes é bem verdade, ja varios medicos se indignaram com isso. Algum estudos deixavam de ser financiados simplesmente pelos dados positivos encontrados que vão contra os objectivos de quem pediu o teste.

Quanto ao cancro encontrei agora rapidamente estes de 2009 e 2010:

Cannabis-derived substances in cancer therapy--an emerging anti-inflammatory role for the cannabinoids.

Source

Division of Cellular and Molecular Medicine (Oncology), St George's University of London, London, UK. w.liu@sgul.ac.uk

http://www.ncbi.nlm....pubmed/19442435

Sim, acho que esses resultados já são consensuais há algum tempo no mundo científico, aceites como correlacionados e verdadeiros atualmente.

Pelo artigo que coloquei atrás:

TABLE 6

Some Possible Medical Uses of Cannabinoids

Antiemetic activity (e.g., with chemotherapy)

Decrease pain sensation

Increase appetite (e.g., in patients with cancer or AIDS)

Tremor reduction

Antispasmodic

Anticonvulsant

Treatment of glaucoma

Immunomodulation

Quanto ao desmame, tolerância e dependência, no mesmo artigo:

Marijuana use can lead to abuse, tolerance and dependence. The Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, 4th ed. (DSM-IV) does not contain a diagnosis of “cannabis withdrawal”; however, some studies suggest that withdrawal symptoms can develop (Table 5).1,22,25 If present, these symptoms are generally mild, presumably because of the long half-life of marijuana.1

Symptoms of Marijuana Withdrawal:

Physiologic

Nausea

Tremor

Perspiration

Weight loss

Salivation

Increased body temperature

Decreased appetite

Sleep

Altered sleep/wake cycles

Insomnia

Behavioral

Restlessness/agitation

Irritability

Depressed mood

wink4.gif

Mas deixemos o off topic por aqui. Anda por aí um tópico sobre isto, estou certo. 99% de hipóteses de ter sido aberto pelo BooM.

Edited by Kinas_
Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share

  • Recently Browsing   0 members

    • No registered users viewing this page.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.