Jump to content

Motim Em Londres


Mini0n
 Share

Recommended Posts

Motim no norte de Londres feriu polícias, queimou edifícios e destruiu carros e lojas

Mais de 26 polícias ficaram feridos nos confrontos registados na noite de sábado em Tottenham, no norte de Londres, onde vários veículos e edifícios foram incendiados e lojas saqueadas. Foram detidas 42 pessoas.

No local continuam dezenas de elementos de forças de segurança, bem como bombeiros, que continuam a tentar eliminar os incêndios da noite anterior.

Os confrontos aconteceram após uma uma manifestação a propósito da morte de um residente local, Mark Duggan, na quinta-feira durante uma operação policial.

Duggan morreu no táxi onde seguia na sequência de uma troca de tiros quando um polícia tentou fazer uma detenção relacionada com crime violento, mas não são conhecidos os pormenores do incidente.

A manifestação, inicialmente pacífica, acabou no arremesso de objetos a polícias e à esquadra local, tendo dois veículos policiais sido incendiados.

Uma multidão de mais de uma centena de pessoas atacou então lojas, partindo vitrinas, saqueando o interior e incendiando algumas destes estabelecimentos comerciais.

Um supermercado terá sido completamente destruído pelas chamas, enquanto algumas pessoas aproveitaram para roubar roupas ou bens como televisões.

Um autocarro foi também incendiado, restando esta manhã apenas a carcaça na rua principal do bairro.

Esta manhã era possível ver o fumo a sair de alguns edifícios, dos quais algumas pessoas tiveram de abandonar as habitações para fugir às chamas das lojas no piso térreo.

Os motins geraram confrontos com as forças de segurança, que enviou polícia de intervenção com escudos e capacetes, a cavalo e com cães.

Alguns incidentes foram também registados em zonas adjacentes, tendo a situação sido classificada como “francamente inaceitável” pelo primeiro-ministro, David Cameron.

A zona dos confrontos foi entretanto fechada pela polícia, que está a investigar os acontecimentos.

Tottenham, no norte de Londres, é um bairro pobre com muitas comunidades étnicas, sendo frequentemente identificado com criminalidade e tensões sociais.

Em 1985, um polícia morreu durante motins resultantes da indignação popular após a morte de uma mulher durante umas buscas policiais.

Londres a ferro e fogo. Pilhagens e incêndios regressam à cidade

Os confrontos entre a polícia e grupos de jovens, na zona de Hackney, em Londres, agravram-se ao longo desta tarde. Este é o terceiro dia de conflitos consecutivos entre jovens oriundos de bairros problemáticos da cidade e forças policiais.

Os motins mais recentes ocorreram por volta das 16h20, em Hackney, no mesmo dia em que a ministra do interior, Theresa May, se reuniu com a polícia para avaliar as consequências dos confrontos que começaram em Tottenham, no fim-de-semana passado, depois de um homem, residente naquela zona da capital britânica, ter sido morto pela polícia.

A ministra do Interior anunciou que já foram detidas 215 pessoas, desde Sábado, 27 delas acusadas de envolvimento em pilhagens e de agressões.

Segundo a BBC, os confrontos desta tarde começaram quando um homem foi barrado e revistado pela polícia. As autoridades formaram, entretanto, um cordão para impedir o avanço dos manifestantes, tendo alguns deles tentando furar a linha montada pelo dispositivo policial, composto por 200 elementos da polícia de choque.

O trânsito foi cortado e os autocarros foram impedidos de circular na zona de Hackney, depois de terem sido atingidos por pedras atiradas pelos manifestantes. Além das pedras, os manifestantes, muitos deles encapuzados, terão derrubado contentores, partido vidros de lojas e incendiado armazéns, tendo usado paus e barras de ferro para agredir a polícia.

Além dos homens no terreno, as autoridades recorreram ao uso de um helicóptero, que tem sobrevoado a área onde se concentram os motins.

Só hoje ouvi falar disto... WTF?

Link to comment
Share on other sites

Andas mesmo a leste do mundo.

Isto não é um motim. Motim para mim é uma revolta por motivos justos.

Isto é um bando de anarquistas que aproveitou um pretexto para roubar e destruir o que não lhes pertence. Esta merda era recolher obrigatório e meter a dormir à bala quem não respeitasse.

Link to comment
Share on other sites

Andas mesmo a leste do mundo.

Isto não é um motim. Motim para mim é uma revolta por motivos justos.

Isto é um bando de anarquistas que aproveitou um pretexto para roubar e destruir o que não lhes pertence. Esta merda era recolher obrigatório e meter a dormir à bala quem não respeitasse.

Isso é tudo muito "bonito" e extremista mas o problema é que a grande maioria dos responsáveis por estas ondas de violência não são adultos mas sim adolescentes (na casa dos 14 e 15 anos) e muitas crianças (atá uma criança de 11 anos já foi detida) portanto as premissas que norteiam isto não são assim tão simples e lineares, embora nenhum país civilizado entre nessa onda do atirar a matar, a torto e direito.

Isso são procedimentos mais condizentes com uma Síria, que de país civilizado tem muito pouco.

O problema é que isto começa a espalhar-se e parece que já não é só em Londres. Tb já se fala em Birmingham e tb Liverpool.

Vai ter que ser feito algo mas acredito que a resposta e a solução para isto não está no vocábulo "matar".

E definir isto como motim não anda muito longe daquilo que se está a passar: "Motim é uma insurreição de grupos não homogêneos, organizada ou não, contra qualquer autoridade instituída. Caracteriza-se por atos explícitos de desobediência a autoridades ou contra a ordem pública, sendo freqüentemente acompanhado de tumulto, vandalismo contra a propriedade pública e privada (lojas, automóveis, sedes de instituições, etc.) e atos de violência contra pessoas."

Link to comment
Share on other sites

Apanha-los com a mão na massa e mandá-los para Sirias e afins que parece que gostam do ambiente de lá camursowf0.png .

Também há outra maneira complementar, era dar autorização de disparar a matar a quem for apanhado a destruir bens alheios. Gente dessa não faz cá falta nenhuma.

Link to comment
Share on other sites

O que é surpreendente e até preocupante, é rapidez com que uma manifestação "pacífica" se torna numa espiral de violência num país supostamente civilizado.

Isto tudo porque um gajo qualquer morreu numa troca de tiros com a polícia? (confesso que a parte que não percebi bem ainda foi o caso que originou a 1ª manifestação).

Link to comment
Share on other sites

Algumas fotos

Isto tudo porque um gajo qualquer morreu numa troca de tiros com a polícia? (confesso que a parte que não percebi bem ainda foi o caso que originou a 1ª manifestação).

Sim. A manifestação pacifica foi organizada pelos familiares do que foi morto. As primeiras manifestações eram contra as medidas de austeridade.

gzmDn.jpg

A woman leaps from the fourth floor of a building set on fire by rioters in Croydon, South London
Link to comment
Share on other sites

Hoje em dia tudo é desculpa para se vandalizar o que quer que seja.

Era 10 cacetadas com o cacetete nos dedos das mãos a esses filhos da p**a. Não voltavam a vandalizar tão cedo... já que não se os pode prender porque grande maioria é menor... com os dedos das mãos partidos resolvia-se o problema.

Link to comment
Share on other sites

Agora a culpa é do sistema?

Texto da treta. A tentar desviar a atenção, em 10 direcções distintas, do real problema. Que é o total sentimento de impunidade que estes jovens têm hoje em dia. São levados a crer que podem fazer tudo o que querem, quando querem. É por cauda deste tipo de desculpas da treta que temos a juventude que temos.

Edited by DAGC
Link to comment
Share on other sites

Agora a culpa é do sistema?

Texto da treta. A tentar desviar a atenção, em 10 direcções distintas, do real problema. Que é o total sentimento de impunidade que estes jovens têm hoje em dia. São levados a crer que podem fazer tudo o que querem, quando querem. É por cauda deste tipo de desculpas da treta que temos a juventude que temos.

É preciso não confundir desculpabilização com entendimento do que está na base de uma explosão destas. Eu acho que os tipos que andam a espalhar a destruição e o terror têm de ser apanhados e punidos. Mas darmo-nos ao trabalho de perceber o que leva a isto é meio caminho andado para que não aconteça outra vez, noutro ou no mesmo sítio. Enveredar pelo "são todos umas bestas é matá-los a todos" é o velho apagar fogo com fogo. Acho eu.
;)
Link to comment
Share on other sites

Desculpa, mas é desculpabilização, disparar em 1001 direcções, culpabilizar o sistema, arranjar desculpas filosóficas para tudo isto, é desculpar o que se passa.

Algumas coisas que são ditas no artigo têm fundamento, agora achas que os anormais que estão a fazer isto pensam nisso? Têm inteligência para tal? Não brinquemos com coisas sérias. O disparar em 1001 direcções não é mais que tentar acertar em alguns pontos para o pessoal pensar "ah e tal até têm razão em algumas coisas".

Revoltam-se para terem sentimento de Poder? Sentimento de poder têm estas bestas, que fazem o que querem e não lhes acontece nada... é o sentimento de poder que provoca isto e não a falta dele, que faz com que eles façam isto. Estes putos que aos 14/15 roubam, pertencem a gangs, o que têm mais é sentimento de poder. São estes putos que se estão a revoltar, não são as donas de casa que apanham na bentas do marido... essas sim, têm falta de sentimento de poder.

Eles estão mesmo a roubar LCDs, queimar casas e carros porque coitadinhos... são ostracizados... por amor de Deus.

Link to comment
Share on other sites

Eu por acaso, acho estranho que se arranje desculpas para a situação

São discriminados mas não têm fome...

A maior parte dos assaltos ocorre em lojas de material desportivo ou electrónico

Link to comment
Share on other sites

A Polícia já tem autorização para usar balas de borracha. clap.gif

Segundo a TVI, já há um morto, um homem de 26 anos que foi baleado.

Restaurante de Jamie Oliver destruído durante distúrbios

ng1603876.jpg?type=big&pos=0

O Jamies' Italian, um dos restaurantes do famoso chef Jamie Oliver, localizado em Birmingham, foi destruído durante a onda de distúrbios e pilhagens que começou há duas noites em Tottenham, bairro da grande Londres, e que já alastrou a várias cidades do Reino Unido.

"Infelizmente foram esmagadas as janelas do meu restaurante em Birmingham. Tudo foi roubado e toda a zona está fechada. Não podemos abrir. Todos os funcionários e clientes estão bem!! Felizmente", escreveu Jamie Oliver na sua conta no Twitter, citado pelo Daily Telegraph.

Edited by loki
Link to comment
Share on other sites

Primeiro foi em Paris agora em Londres, se a moda pega... claro que à pala do centralismo só vai acontecer em Lisboa :rolleyes:

Londres é um barril de pólvora às vezes até fico admirado como é que este tipo de situações não acontece mais, tenho lá família e aquilo está tudo dividido por guetos, Ingleses num lado e tudo o que é imigrantes no outro tudo muito bem distinguido.

Entretanto os jogos de futebol foram cancelados.

Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share

  • Recently Browsing   0 members

    • No registered users viewing this page.
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.