Jump to content
andretmal

Escolas Privadas Custam Três Vezes Mais Ao Estado

Recommended Posts

Governo diz que “não vai continuar a financiar privilégios e lucros”. Escolas prometem retaliação.

Perante a manifestação de quase duas centenas de pais e alunos à porta do Ministério da Educação, munidos de caixões, a ministra disse ontem que não vai ceder "a formas de pressão e tentativas de impressionar a opinião pública". Isabel Alçada garantiu que o Governo "não vai continuar a financiar privilégios e lucros" de algumas escolas privadas, dando o exemplo de estabelecimentos com piscinas ou estruturas para a prática de equitação ou golfe.

Segundo o Ministério, a despesa do Estado com o funcionamento de cada turma com contrato de associação é três vezes superior àquela que é suportada com os estabelecimentos da rede pública. Sem contar com todos os encargos relativos aos vencimentos dos professores e das direcções das escolas, o Estado paga aos colégios - segundo contas enviadas pela tutela ao Diário Económico - 36.476 euros para despesas com o seu funcionamento, enquanto nas escolas públicas esse valor é de 11.806 euros. A nova legislação - alvo da ofensiva das escolas particulares - impõe um corte de 30% neste financiamento, o que significa que os estabelecimentos com este tipo de contrato passam a receber um total de 80 mil euros anuais por turma, em vez dos 114 mil que recebiam em média.

diário económico

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não estou obviamente por dentro de todos os dados, mas parece-me um bocado desprovido de sentido o estado financiar escolas privadas, se são privadas tal como o próprio nome indica não têm que receber quaisquer fundos publicos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

não têm? então e o serviço publico que estão a fazer? e o facto de permitirem que exista disponibilidade para que os alunos tenham o devido ensino uma vez que é sabido que não temos condições nas escolas publicas para satisfazer toda a população escolar? e mais e mais e mais... o que não faltam são razões para o estado financiar a quota parte devida no sector privado.

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

não têm? então e o serviço publico que estão a fazer? e o facto de permitirem que exista disponibilidade para que os alunos tenham o devido ensino uma vez que é sabido que não temos condições nas escolas publicas para satisfazer toda a população escolar? e mais e mais e mais... o que não faltam são razões para o estado financiar a quota parte devida no sector privado.

B)

concordo k financie em parte, mas não deixam de ser escolas elitistas, que não existem para solucionar a falta de espaço para todos no público. Nem sequer pensam nisso. Para as direcções, aplicar mensalidades exorbitantes (em alguns casos) não é certamente para atrair qualquer tipo de aluno.

Share this post


Link to post
Share on other sites

não têm? então e o serviço publico que estão a fazer? e o facto de permitirem que exista disponibilidade para que os alunos tenham o devido ensino uma vez que é sabido que não temos condições nas escolas publicas para satisfazer toda a população escolar? e mais e mais e mais... o que não faltam são razões para o estado financiar a quota parte devida no sector privado.

B)

não vás por ai, porque senão o argumento deveria ser aumentar a qualidade do ensino publico, e não estar a facilitar os lucros as escolas privadas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

o problema não está na qualidade, está no facto de não haver escolas suficientes para albergar o numero de alunos que existe nos grandes centros.

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Andam a dar um bocado a entender que os fundos públicos eram para jacuzis e tapetes vermelhos à entrada, mas muitas dessas escolas privadas nem mensalidade cobram e precisam desses fundos para continuar abertas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

o problema não está na qualidade, está no facto de não haver escolas suficientes para albergar o numero de alunos que existe nos grandes centros.

B)

Estás a dar a entender que um aluno pode ver-se sem escola pública para estudar, por falta de vaga? Não conheço nenhum caso de aluno obrigado a andar numa privada por falta de espaço na pública.

Conheço sim escolas públicas obrigadas a criar turmas extras para comportar os alunos que se pretendiam inscrever para determinado ano.

Share this post


Link to post
Share on other sites

metade dessas escolas são "fundações" supostamente sem fins lucrativos e o resto são instituições ligadas à igreja.

a lei era antiga, de 1980. acho que o ensino público mudou imenso desde 1980 e o estado tem todo o dever de retirar subsídios ao ensino privado.

quem quer e pode, escolhe o privado. quem aprecia o público, escolhe o público.

Edited by cyberurbis

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu estudei no piaget, não ficou obviamente barato e também lá andei porque os meus pais tiveram condições financeiras para tal...ora sendo uma escola privada alguém me explica porque as bolsas eram pagas pelo Estado?

Sinceramente faz-me alguma confusão como neste caso o Piaget ser uma escola privada aonde os alunos pagam uma mensalidade 12vezes por ano mais renovação de matrícula (anual), ou seja, 13mensalidades e depois as bolsas é o estado que paga, acho absolutamente ridículo, enfim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu estudei no piaget, não ficou obviamente barato e também lá andei porque os meus pais tiveram condições financeiras para tal...ora sendo uma escola privada alguém me explica porque as bolsas eram pagas pelo Estado?

Sinceramente faz-me alguma confusão como neste caso o Piaget ser uma escola privada aonde os alunos pagam uma mensalidade 12vezes por ano mais renovação de matrícula (anual), ou seja, 13mensalidades e depois as bolsas é o estado que paga, acho absolutamente ridículo, enfim.

esta discussão em torno dos subsídios ao ensino privado dizem apenas respeito a todos os graus de ensino excepto, o superior ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois.. também tava a achar estranho o Piaget ter financiamento do estado. Dinheiro não lhes falta.. até pagam aos hospitais para terem lá os alunos deles a estagiar. lol

Share this post


Link to post
Share on other sites

Devem existir instituições privadas de ensino com parcerias com o Estado nas zonas geográficas onde não existem condições por parte do ensino público para albergar todos os alunos. No entanto o Estado deve pagar por turma a essas instituições exactamente o mesmo valor que paga por turma às escolas públicas, já que depois cada instituição (a maioria) ainda cobra uma mensalidade adicional.

Ao longo dos anos foram muitos os colégios que encheram o cu à custa do Estado ao ponto de deixarem de ser escolas "complementares" do Estado, para passarem a ser escolas com determinadas valências que o Estado não tem nas escolas públicas (piscinas cobertas, polidesportivos com pisos sintéticos de excelente qualidade, etc.)

O que aconteceu foi que muito "meninos do papá e da mamã" habituaram-se a esses colégios e os nojentos dos pais vêm agora com o argumento de que não há lugar para os filhos deles no ensino público porque está superlotado LOLOL.

Está superlotado para os filhos deles como está para os filhos dos outros! Ou os filhos deles são mais importantes que os filhos dos outros? :blerk:

Eu quero mais é que o ensino privado vá com um crl! Os "meninos do papá e da mamã" que venham para a escola pública para se habituarem a conviver com a população mais carenciada e a respeitar os deficientes, já que nos colégios não os deixam entrar.

Hipocrisia do crl!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois.. também tava a achar estranho o Piaget ter financiamento do estado. Dinheiro não lhes falta.. até pagam aos hospitais para terem lá os alunos deles a estagiar. lol

mas o pior e que tem, o pessoal que tem bolsa quem paga é o estado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois.. também tava a achar estranho o Piaget ter financiamento do estado. Dinheiro não lhes falta.. até pagam aos hospitais para terem lá os alunos deles a estagiar. lol

mas acontece que no ensino superior privado existe acção social (bolsas) pagas pelo Estado.

Penso que é uma outra matéria para rever em breve... Eu em relação às bolsas no Privado, acho que só deveriam existir para cursos altamente acreditados e em que o Ensino Publico não consiga dar resposta.

Por exemplo, cursos em que existe excesso de formação: Gestão, Economia, Arquitectura, Direito, etc... etc... não faz sentido. (isto é, no meu entender)

Share this post


Link to post
Share on other sites

ainda em relação às bolsas (pagas pelo Estado) aos estudantes do Ensino Superior Privado... esqueci-me de referir, para que não se criem falsas premissas. Estas bolsas não são comparáveis com as que estão disponíveis no Ensino Superior Público. Em quantidade, são muito menos, mas em valor, são ligeiramente superiores.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não sei. mas onde eu andava aquilo era considerado privado e não tinhamos regalias como falam por ai, aquilo basicamente era um publico. não sei se é a situação de que falam. mas aquilo de privado pouco ou nada tinha.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tenho ideia de há uns meses atrás ter aparecido uma noticia que dizia o contrario desta, ou seja, que custam menos ao estado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu também andei em pivados, mas era como se fosse público, já que não existiam outras escolas e era exactamente como uma escola normal, não se pagava nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu também andei em pivados, mas era como se fosse público, já que não existiam outras escolas e era exactamente como uma escola normal, não se pagava nada.

CEF?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu também andei em pivados, mas era como se fosse público, já que não existiam outras escolas e era exactamente como uma escola normal, não se pagava nada.

CEF?

Os únicos colegios que existem são os 3 privados e controlados por freiras ou padres. Que eu saiba nunca vi ninguém a pagar nada pa la andar em nenhum deles porque sempre ouvi dizer que por não haver publicos, havia acordos com o estado para que eles funcionassem como se assim fossem. E ya CEF :-..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os únicos colegios que existem são os 3 privados e controlados por freiras ou padres. Que eu saiba nunca vi ninguém a pagar nada pa la andar em nenhum deles porque sempre ouvi dizer que por não haver publicos, havia acordos com o estado para que eles funcionassem como se assim fossem. E ya CEF :-..

Logo vi. :-.. S. Miguel here.

Exacto. E há outro lá perto nas mesmas condições (em São Mamede) que abriu porque esses 3 já começavam a não chegar.

Em Leiria a situação é um bocado diferente porque os dois colégios privados que há servem uma classe alta, apesar de não terem nada de elitista. Mas mesmo assim há muita gente que não vai poder pagar o colégio aos filhos se as mensalidades aumentaria.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.