Jump to content
Sign in to follow this  
Walt Sousa

Maratona De Música Electrónica Na Alemanha Começa Com Dez Mortos

Recommended Posts

loveparade.jpg

Uploaded with ImageShack.us

Maratona de música electrónica na Alemanha começa com dez mortos

A multidão que tentava entrar no recinto da Love Parade, em Duisburg, Alemanha, este sábado à tarde, acabou por fazer pelo menos dez mortos. A mole esmagou as vítimas. O incidente provocou ainda 15 feridos.

A agência noticiosa alemã DAPD, citada pela Associated Press, avança os números, confirmados pela polícia. Algumas pessoas foram reanimadas no local, onde decorre um festival de música electrónica, entre as 14h00 e as 24h00.

Fonte: A Bola

E ainda continuam com a festa? Quantas pessoas seria preciso morrerem para acabar com a festa? 200? :dumb: :dumb: :dumb:

Edited by Walt Sousa

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quando dizes "acabar" suponho que queiras dizer parar, interromper ou suspender.

Porque é que haveriam de suspender o evento?

Edited by Kinas_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quando dizes "acabar" suponho que queiras dizer parar, interromper ou suspender.

Porque é que haveriam de suspender o evento?

Ora, porque morreram 10 pessoas. Qual o sentido da palavra "festa" quando esta acaba de ser assombrada por 10 mortes? Para mim seria suspensa na hora.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se fores a caminho do trabalho e passares por um acidente onde eventualmente tenha morrido alguém, voltas para casa ou vais trabalhar na mesma?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se fores a caminho do trabalho e passares por um acidente onde eventualmente tenha morrido alguém, voltas para casa ou vais trabalhar na mesma?

Que comparaçao sem sentido. Se no cinema onde estiveres a ver um filme, haja um acidente e alguem morre, acaba-se a sessao ou continua-se com o filme?

Share this post


Link to post
Share on other sites

As mortes foram fora do recinto. Não acho que tenha de se suspender seja o que for.

Se as mortes tivessem ocorrido no recinto e por falta de segurança deste, ai o caso mudava de figura

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se fores a caminho do trabalho e passares por um acidente onde eventualmente tenha morrido alguém, voltas para casa ou vais trabalhar na mesma?

Que comparaçao sem sentido. Se no cinema onde estiveres a ver um filme, haja um acidente e alguem morre, acaba-se a sessao ou continua-se com o filme?

Continua-se, e olha que já aconteceu.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acho muito mal. Mas pronto, tenho a minha opiniao. O problema parece que sera mesmo uma questao de numeros. 10 pessoas mortas nao chegou para suspender. Talvez um 0 a direita os fizessse mudar de ideias. Mas dai talvez nao. Afinal o espectaculo acaba por ser o mais importante de tudo. Mais do que vidas humanas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim Walt, as mortes foram trágicas mas cancelar o evento e lidar com tudo o que isso acarreta parece-me demasiado radical. Ainda por cima quando foi fora do recinto e durante a entrada onde a organização não deve ser a única culpada.

Num desfile de uma das minhas Queimas, um ícone da cidade, da universidade e da academia faleceu tragicamente no início do desfile no local onde teria início o mesmo e à frente de centenas de pessoas. Foi um enorme choque para todos julgo que não passou pela cabeça de ninguém suspender o desfile.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim Walt, as mortes foram trágicas mas cancelar o evento e lidar com tudo o que isso acarreta parece-me demasiado radical. Ainda por cima quando foi fora do recinto e durante a entrada onde a organização não deve ser a única culpada.

Num desfile de uma das minhas Queimas, um ícone da cidade, da universidade e da academia faleceu tragicamente no início do desfile no local onde teria início o mesmo e à frente de centenas de pessoas. Foi um enorme choque para todos julgo que não passou pela cabeça de ninguém suspender o desfile.

Se voltas a chamar Queima à Semana do Enterro levas tamanho enxerto... :ranting:

Share this post


Link to post
Share on other sites

suspender o evento resolve muitos problemas... 1 dos quais trazer de volta a vida quem morreu! <_<

Edited by w00jie

Share this post


Link to post
Share on other sites

suspender o evento resolve muitos problemas... 1 dos quais trazer de volta a vida quem morreu! <_<

Eu agora podia fazer outras contas, do tipo, quantos eventos ou espectaculos a nivel mundial ja foram suspensos devido a tragedias que aconteceram? Uns foram suspensos, outros nao. A discussao que isso acarreta realmente nao nos leva a lado nenhum.

Share this post


Link to post
Share on other sites

suspender o evento resolve muitos problemas... 1 dos quais trazer de volta a vida quem morreu! <_<

Eu agora podia fazer outras contas, do tipo, quantos eventos ou espectaculos a nivel mundial ja foram suspensos devido a tragedias que aconteceram? Uns foram suspensos, outros nao. A discussao que isso acarreta realmente nao nos leva a lado nenhum.

Dá aí exemplos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alemanha: Pelo menos 18 mortos e 40 feridos graves em acesso a «Love Parade»

Berlim, 24 jul (Lusa) - Pelo menos 18 pessoas morreram e 120 ficaram feridas devido ao pânico que se gerou hoje entre a multidão que procurava chegar à "Love Parade" em Duisburgo, disse um porta-voz da autarquia desta cidade no oeste da Alemanha.

Quarenta pessoas ficaram gravemente feridas, acrescentou Frank Kopatscek.

"É uma das maiores tragédias da nossa cidade", afirmou Kopatscek, já ao fim da noite, e depois de os socorristas terem conseguido fazer um balanço do que tinha acontecido junto a um túnel que dava acesso ao espetáculo de música «techno», que atraiu 1,4 milhões de pessoas.

Fonte: DN

Confusão na Love Parade deixa 18 mortos na Alemanha

ber505germanylovedeaths.jpg

Uploaded with ImageShack.us

BERLIM - Pelo menos 18 pessoas morreram e 100 ficaram feridas em meio a um movimento de pânico em massa ocorrido hoje em um túnel durante o evento anual de música techno Love Parade, em Duisburg, próximo à cidade alemã de Düsseldorf. A polícia não deu detalhes, mas de acordo com a agência de notícias DAPD a confusão começou após as autoridades tentarem impedir que milhares de pessoas entrassem na área onde a parada ocorria.

Segundo a DAPD, as vítimas foram esmagadas e trabalhadores de emergência tiveram problemas para conseguir chegar até elas. Estações de televisão informaram que a festa continuou após o acidente, já que muitos outros participantes não viram o que havia ocorrido.

Dezesseis pessoas morreram na hora da confusão, e outras duas após terem sido hospitalizadas.

O festival, que foi assistido por 1,4 milhão de pessoas, não foi imediatamente cancelado pelo temor das autoridades de que essa decisão provocasse um segundo incidente.

O trabalho de resgate era atrapalhado pelo multidão que participava de um dos maiores eventos musicais europeus, disseram fontes. Pessoas de todo o continente chegaram para o Love Parade, a maioria entre 18 e 25 anos.

"É uma situação horrorosa, especialmente porque os socorristas não conseguem chegar aos feridos", disse o repórter Thomas Muenten, e afirmou que os assistentes literalmente pisotearam outras pessoas em seu caminho ao túnel.

"Para evitar um caos maior, o evento não foi cancelado. Estão pedindo que as pessoas abandonem a área tranquilamente", acrescentou.

As ambulâncias chegaram ao local para recolher vítimas e a polícia armou uma estação de primeiros socorros próxima a entrada do túnel. Imagens de televisão mostraram que a música ainda tocava enquanto helicópteros de resgate sobrevoavam o evento.

O novo presidente da Alemanha expressou sua tristeza pelas mortes. "Uma catástrofe como essa que traz morte, sofrimento e dor durante um festival pacífico de pessoas jovens e felizes é terrível", disse Christian Wulff em um comunicado do seu gabinete.

O Love Parade já foi uma instituição em Berlim, mas tem sido realizado na zona industrial do Ruhr desde 2007.

O movimento cresceu a partir de uma demonstração de paz de 1989 que celebrava a cultura club. Em seu pico, 1,5 milhão de pessoas participaram do evento em 1999.

Fonte: Estadao.com.br

Compreendo perfeitamente a razao que levou ao nao cancelamento do Festival mas o que se passou hoje (ontem) na Alemanha foi mau demais.

Edited by Walt Sousa

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim Walt, as mortes foram trágicas mas cancelar o evento e lidar com tudo o que isso acarreta parece-me demasiado radical. Ainda por cima quando foi fora do recinto e durante a entrada onde a organização não deve ser a única culpada.

Num desfile de uma das minhas Queimas, um ícone da cidade, da universidade e da academia faleceu tragicamente no início do desfile no local onde teria início o mesmo e à frente de centenas de pessoas. Foi um enorme choque para todos julgo que não passou pela cabeça de ninguém suspender o desfile.

Se voltas a chamar Queima à Semana do Enterro levas tamanho enxerto... :ranting:

Com a idade começo a misturar tudo... :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim Walt, as mortes foram trágicas mas cancelar o evento e lidar com tudo o que isso acarreta parece-me demasiado radical. Ainda por cima quando foi fora do recinto e durante a entrada onde a organização não deve ser a única culpada.

Num desfile de uma das minhas Queimas, um ícone da cidade, da universidade e da academia faleceu tragicamente no início do desfile no local onde teria início o mesmo e à frente de centenas de pessoas. Foi um enorme choque para todos julgo que não passou pela cabeça de ninguém suspender o desfile.

Se voltas a chamar Queima à Semana do Enterro levas tamanho enxerto... :ranting:

Com a idade começo a misturar tudo... :D

Não cancelaram, mas o desfile foi feito em silêncio! Foi o meu ano de caloiro... ai desculpa Joca... foi o meu ano de Lodo! :P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim Walt, as mortes foram trágicas mas cancelar o evento e lidar com tudo o que isso acarreta parece-me demasiado radical. Ainda por cima quando foi fora do recinto e durante a entrada onde a organização não deve ser a única culpada.

Num desfile de uma das minhas Queimas, um ícone da cidade, da universidade e da academia faleceu tragicamente no início do desfile no local onde teria início o mesmo e à frente de centenas de pessoas. Foi um enorme choque para todos julgo que não passou pela cabeça de ninguém suspender o desfile.

Se voltas a chamar Queima à Semana do Enterro levas tamanho enxerto... :ranting:

Com a idade começo a misturar tudo... :D

Não cancelaram, mas o desfile foi feito em silêncio! Foi o meu ano de caloiro... ai desculpa Joca... foi o meu ano de Lodo! :P

Silêncio? Acho que se foi assim foi no início porque lá para a frente foi um desfile normal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sempre disse que esse tipo de musica fazia mal à saúde... nunca me deram ouvidos... :P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porra, com 1,4 milhões de pessoas confinadas num espaço mais pequeno...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Organização afirma que não promoverá mais o evento

Controvérsia sobre se o recinto da Love Parade estaria ou não superlotado

Rebentou na Alemanha uma profunda polémica sobre se o recinto do festival Love Parade, onde uma onda de pânico terminou com a morte de pelo menos 19 pessoas, estaria ou não superlotado.

Segundo a estação televisiva Westdeutscher Rundfunk (WDR) havia 1,4 milhões de pessoas ali concentradas, quando o espaço só estava preparado para receber meio milhão. Mas as autoridades tentaram a todo o custo rebater esta versão, afirmando pelo contrário que nem sequer se chegara à capacidade prevista.

Pelo menos 19 pessoas morreram e 342 ficaram feridas devido a uma avalancha verificada por um ataque de pânico colectivo num dos túneis de acesso à antiga estação de comboios de mercadorias de Duisburgo, perto de Dusseldorf, onde decorria o festival de música.

Dezasseis pessoas morreram logo no local e outras três algumas horas depois, já no hospital, na sequência dos ferimentos sofridos. Para além disso, houve 10 participantes que desmaiaram e tiveram de ser reanimados pelos serviços de emergência, segundo explicou o chefe da polícia, Ralf Klauck.

Helicópteros de resgate aterraram numa auto-estrada próxima, a fim de prestar socorro a quem mais necessitava.

De acordo com a WDR, o cenário principal do evento estava delimitado por barreiras metálicas, para que não entrassem mais de meio milhão de participantes. Meia-hora antes do desastre, algumas pessoas telefonaram à polícia a dizer que a situação se tornara insustentável e que "poderia haver uma tragédia", como de facto acabou por acontecer.

"Eu estava no meio de toda aquela gente e a pressão dos que queriam entrar aumentava sem cessar", contou Fábio, um dos participantes na festa, citado hoje pelo jornal espanhol "El Mundo".

Só depois do acidente é que a organização abriu as saídas de emergência do descampado. Mas era já demasiado tarde.

Uma testemunha ocular afirmou ao canal noticioso alemão N-tv que o túnel de acesso ao recinto funcionou como uma "ratoeira": "Havia por toda a parte pessoas caídas por terra. É assim que imagino uma guerra". Segundo ele, a multidão que avançava espezinhava quem já estava caído, num "verdadeiro pânico de massas".

O terreno "podia acolher até 300.000 pessoas e não se encontrava cheio", disse já hoje, em conferência de imprensa, Wolfgang Rabe, chefe da célula de crise do município de Duisburgo. "O único número de que estamos certos" é o das chegadas por comboio à estação de Duisburgo, entre as 09h00 e as 14h00 locais. Ou seja, 105.000 passageiros.

Tanto Rabe como o chefe da polícia, Detlef von Schmeling, e o burgomestre, Adolf Sauerland, da CDU, da chanceler Ângela Merkel, se recusaram a fornecer pormenores sobre as causas prováveis do sinistro, preferindo dizer que se deve aguardar pelos resultados do inquérito que foi aberto.

O organizador das Love Parade destes últimos anos, o Rainer Schaller, não vai esperar por inquéritos e anunciou desde já que não haverá mais novas edições desta festa anual de música electrónica, iniciada em 1989 na cidade de Berlim.

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, enviou as suas condolências por esta tragédia.

Fonte: Publico

Edited by Walt Sousa

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.