Jump to content
Sign in to follow this  
P4rthen0n

Eleições Na Liga

Recommended Posts

Eleições na Liga: Sporting com FC Porto

BENFICA MANTÉM DISTÂNCIA DE CANDIDATURAS

Benfica e Sporting têm já posições tomadas em relação às próximas eleições para a presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. O clube da Luz não está está inclinado a apoiar publicamente qualquer das candidaturas já conhecidas, preferindo manter, pelo menos por ora, uma equidistância prudente tanto em relação a Fernando Gomes como ao presidente do Nacional, Rui Alves, ou mesmo a José Couceiro, caso o atual treinador do Gaziantepspor decida avançar.

Já os leões estão claramente inclinados a apoiar o antigo administrador da SAD do FC Porto, no que parece indicar uma clara aliança com o emblema de Jorge Nuno Pinto da Costa tendo em vista a presidência da Liga, ontem mesmo abandonada por Hermínio Loureiro no seguimento da bronca com os castigos de Hulk e Sapunaru.

O clube encarnado era um claro defensor do trabalho desempenhado pelo ex-presidente, tendo mesmo Luís Filipe Vieira elogiado publicamente o trabalho de Loureiro na recém-disputada final da Taça da Liga, no Algarve, quando alguns acreditavam que Hermínio poderia ainda reconsiderar.

Quanto ao Sporting, o apoio a Fernando Gomes - que não deverá ser ainda tornado público nos próximos tempos - prende-se com o entendimento de que o ex-administrador portista é um homem a quem o sistema nunca conseguiu corromper e um tecnocrata capaz de desempenhar um bom trabalho no desenvolvimento e renovação do futebol português.

Com o apoio já confirmado de 14 clubes da Liga Vitalis e com FC Porto e Sporting a sustentarem a candidatura à presidência, Fernando Gomes parece, de momento, o candidato melhor colocado para suceder a Hermínio Loureiro, até porque as águias terão perdido algum terreno na tentativa de convencer o ex-presidente a avançar novamente e estão agora sem candidato visível.

Rui Alves vai oficializar candidatura à presidência da Liga

PRESIDENTE DO NACIONAL DESDE 1994

Depois de algum tempo a amadurecer a ideia e dialogar com diversas pessoas mais próximas, o presidente do Nacional, Rui Alves, de 50 anos, vai oficializar a sua candidatura à presidência da Liga na próxima semana (agendada para a próxima quinta-feira na sede daquele órgão).

O líder dos alvinegros já enviou a todos os clubes que têm assento e direito a votos na Liga um dossier completo onde dá conta do seu projeto e ideias a desenvolver para uma mudança radical no futebol profissional português. O atual presidente nacionalista, que lidera o clube desde 1994 e é o grande responsável pelo crescimento e resultados conseguidos (três participações europeias) pelos madeirenses, defende um modelo de gestão da Liga semelhante ao que acontece em Inglaterra, sendo uma empresa a gerir o futebol profissional. Para a Liga de Honra, Rui Alves quer implementar dois administradores profissionais, sendo um deles responsável pela área comercial daquela competição.

Rui Alves deverá ter como concorrente o antigo administrador da SAD portista, Fernando Gomes, havendo ainda alguma movimentação de alguns clubes em torno do atual líder Hermínio Loureiro, para que este se recandidate.

Edited by P4rthen0n

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porto e Sporting dão apoio. Benfica não dá apoio, nem se opõe.

Parece-me que está escolhido o sucessor.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sporting em grande mais uma vez :lol: O Dias da Cunha deve estar a mandar a posta dele não tarda muito.

Para mim era o Couceiro se avançasse. Já tem alguma experiência em várias áreas, parece-me o mais equidistante e apesar de não gostar muito dele como treinador parece-me ser um gajo respeitável.

Só para que não comecem a atacar feito cães raivosos, não tenho nada contra nenhum dos candidatos, mas acho que candidatos a estes órgãos nunca deveriam ter ligações a a qualquer clube que vão representar para bem da verdade e da calmaria que o futebol precisa. O FG apesar de ser ex, tem um passado recente e ligações muito fortes ao fcp. O outro é Presidente do Nacional.

:bye:

Edited by r0b

Share this post


Link to post
Share on other sites

O costume... Entretanto a Andreia Couto substitui o Herminio. Mais uma coicidência... :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ou seja, está de volta o polvo... :lol:

Quanto ao referido acima (Andreia Couto), posso-te dizer que sou amigo pessoal dela faz muitooooos anos (ainda ela não estava na liga) e nela confio piamente.

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Sporting por mim pode apoiar quem quer que seja, não é o presidente da liga que opera nos bastidores, são os outros estilo Ricardo Costa. Aí é que o SCP tem de ter representantes, já que o benfica tem muitos reforços nessas áreas, como bem disse o LFV há uns anos "era muito ter representação na Liga".

Agora se apoiamos o Rui Alves ou o Gomes, é igual ao litro. É para inglês ver.

Mas acho graça aqui aos lança papaias: o Sporting foi o único clube da Liga a apoiar um candidato?! Há eleições, e o SCP apoia quem quiser! Olha que esta... Agora lá porque o benfica não apoia ninguém numas eleições, ou seja abstém-se, o SCP tem de fazer o mesmo e isso é que é o correcto?! Manquem-se! Enxerguem-se!

Sporting em grande mais uma vez :lol: O Dias da Cunha deve estar a mandar a posta dele não tarda muito.

Para mim era o Couceiro se avançasse. Já tem alguma experiência em várias áreas, parece-me o mais equidistante e apesar de não gostar muito dele como treinador parece-me ser um gajo respeitável.

Só para que não comecem a atacar feito cães raivosos, não tenho nada contra nenhum dos candidatos, mas acho que candidatos a estes órgãos nunca deveriam ter ligações a a qualquer clube que vão representar para bem da verdade e da calmaria que o futebol precisa. O FG apesar de ser ex, tem um passado recente e ligações muito fortes ao fcp. O outro é Presidente do Nacional.

:bye:

E como é que isso é possivel? Portugal é um país que respira futebol, e quem não gosta de futebol decerto não vai para um cargo na Liga de Clubes de Futebol...

Parece-me lógico...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ou seja, está de volta o polvo... :lol:

Quanto ao referido acima (Andreia Couto), posso-te dizer que sou amigo pessoal dela faz muitooooos anos (ainda ela não estava na liga) e nela confio piamente.

B)

Lourenço Pinto pondera candidatar-se a presidente da federação... :-

É o ramalhete completo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sporting em grande mais uma vez :lol: O Dias da Cunha deve estar a mandar a posta dele não tarda muito.

Para mim era o Couceiro se avançasse. Já tem alguma experiência em várias áreas, parece-me o mais equidistante e apesar de não gostar muito dele como treinador parece-me ser um gajo respeitável.

Só para que não comecem a atacar feito cães raivosos, não tenho nada contra nenhum dos candidatos, mas acho que candidatos a estes órgãos nunca deveriam ter ligações a a qualquer clube que vão representar para bem da verdade e da calmaria que o futebol precisa. O FG apesar de ser ex, tem um passado recente e ligações muito fortes ao fcp. O outro é Presidente do Nacional.

:bye:

E como é que isso é possivel? Portugal é um país que respira futebol, e quem não gosta de futebol decerto não vai para um cargo na Liga de Clubes de Futebol...

Parece-me lógico...

Como é que é possivel o quê, ter um candidato equidistante de todos os clubes? Se for isso, se leste, eu respondi que o José Couceiro assentava nesses moldes. Eu nunca escrevi que tinha de ser alguém que não gosta de futebol.

Lê lá de novo, sff. A raiva que tens até te cega :D

Edited by r0b

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rui Alves: «Fernando Gomes não tem perfil para o cargo»

PRESIDENTE DO NACIONAL APRESENTA PROJETO "CLUBES A UMA SÓ VOZ"

Rui Alves, candidato à presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, afirmou hoje que Fernando Gomes, possível adversário na corrida pela liderança da Liga, não tem perfil para ocupar o cargo.

"Lancei-lhe o repto para ser administrador da parte financeira da Liga e não me parece que tenha por trás um trajeto de liderança que lhe dê à partida condições para os desafios no futebol profissional", justificou o candidato.

Rui Alves não revelou quais os clubes que o apoiam na corrida à presidência da Liga e apelidou de "grotesca" a posição tomada pelo presidente do Varzim, como porta-voz dos clubes da Liga de Honra, que na sua maioria apoiam a potencial candidatura de Fernando Gomes.

"Não devo revelar qualquer apoio, porque isso é retirar o secretismo ao voto. Ontem (quarta feira), assistimos a uma cena grotesca de tentar substituir o voto secreto por uma unanimidade na Liga de Honra que não existe. Lamento a posição do presidente do Varzim, que está há pouco tempo no futebol e a única coisa que tem no futebol é salários em atraso e jogadores a comerem bolachas ao almoço", criticou.

O presidente do Nacional disse que pretende realizar uma auditoria às contas da Liga relativas ao mandato que cessa, prometeu concursos públicos de serviços, bens e pessoas e a apresentação ao governo de uma proposta do estatuto do adepto e de um fundo de garantia para o atleta de futebol profissional. Estas propostas figuram no projeto de candidatura, que tem "Clubes a uma só voz" como slogan.

Rui Alves é o candidato equidistante dos grandes

Quer ser presidente profissional da Liga com novos estatutos

Rui Alves quer ser um «presidente da Liga equidistante dos três grandes». O presidente do Nacional, um dos principais rostos da contestação a Hermínio Loureiro nos últimos quatro anos, apresentou ontem, na sede da Liga, no Porto, a sua candidatura.

Forte crítico do legado de Hermínio, avança por considerar que «a Liga tem de voltar a ser liderada por alguém ligado aos clubes, que esteja por dentro do problemas».

Também por isso, o slogan da sua candidatura será: «Liga — os clubes a uma só voz.»

Rui Alves pretende ser um «presidente profissional de um conselho de administração» que passará a existir numa Liga renovada, com « novos estatutos», cujo projecto foi entregue a uma sociedade de advogados e terá como modelo inspirador a Liga inglesa.

Se ganhar, abandona a presidência do Nacional e promete realizar uma «auditoria às contas da Liga». A transparência na gestão é uma das suas bandeiras:

«Gerir um orçamento superior a dez milhões de euros é uma grande responsabilidade. Comigo a presidente, a admissão de pessoal da Liga será sujeita a concurso público. Todos saberão como se gastará o dinheiro. Não voltarão a existir contratos de quase meio milhão de euros para aluguer de automóveis sem se saber qual é a empresa contratada...»

Alves defende a criação de um tribunal desportivo e promete lutar por uma distribuição mais justa das receitas:

«A negociação centralizada dos direitos televisivos pode ser prejudicial para os grandes no início, mas garante uma Liga mais equilibrada e mais competitiva — e isso tem vantagens para o ranking de Portugal na UEFA. Os grandes devem perceber isso...»

Fernando Gomes com vantagem

Com a apresentação da candidatura de Rui Alves, estão no terreno os dois principais candidatos, dado que Fernando Gomes, antigo administrador da SAD do FC Porto para a área económica, que abandonou o cargo por divergências em relação à política de contratações, e vice-presidente do clube, já comunicara a intenção de avançar.

Os primeiros sinais apontam para uma vantagem de Gomes, sobretudo depois da declaração, por parte de 14 dos 16 clubes da Vitalis, de que apoiam o ainda dirigente do FC Porto.

No entanto, A BOLA apurou que não é certo que esse apoio seja em bloco. Rui Alves acalenta a esperança de somar pontos junto de vários clubes do escalão secundário. A SAD do FC Porto já anunciara, antes da decisão de Fernando Gomes, que não apoiará qualquer candidato. Se parecia provável que os dragões dessem o seu voto ao ex-administrador, a verdade é que Rui Alves tem também o FC Porto como um possível aliado nas urnas.

Outro voto importante é o do Sporting. Os leões têm boa impressão de Fernando Gomes, mas as boas relações entre José Eduardo Bettencourt e Rui Alves podem vir a ter o seu peso.

Falta saber se da área do Benfica avançará alguém. Mas com os apoios já garantidos por Gomes, e com Rui Alves a assumir-se como o candidato contestatário, afigura-se pequeno o espaço para uma terceira candidatura.

Sobre Fernando Gomes, Rui Alves comentou: «Não tem capacidade para liderar a Liga. Gostaria que fosse o responsável pela área financeira da minha lista...»

PERDA DE PODERES

Convém perceber o contexto da corrida eleitoral que se avizinha à Liga Portuguesa de Futebol Profissional: é que o próximo mandato será o primeiro de uma nova era. Com a arbitragem e a disciplina a voltarem para a esfera da Federação Portuguesa de Futebol, grande parte do poder real da Liga vai esvaziar-se.

O organismo com sede na Rua da Constituição, no Porto, passará a ser, essencialmente, uma entidade que organiza os campeonatos e que trata da imagem do futebol profissional, assumindo o papel de vendedora do produto junto dos patrocinadores e dos operadores televisivos.

Tal como previsto, já começam os movimentos para a venda em bloco dos direitos televisivos... :rolleyes:

Esse vai ser o grande poder do próximo mandato da Liga. Esse é um dos principais motivos para de repente haver tanto interesse em liderar a Liga, quando nas anteriores eleições o Hermínio Loureiro concorreu sozinho.

O Benfica que não se deixe apanhar de surpresa e comece já a tratar do seu futuro até 2020. E espero que não preste apoio a nenhum destes 2 candidatos. A apoiar, só alguém verdadeiramente equidistante dos 3 grandes e sem passado no dirigismo do futebol português (ou com um passado acima de qualquer suspeita).

ps: a parte do Rui Alves ser equidistante dos 3 grandes e a de ter boas relações com o JEB têm a sua piada.

Edited by P4rthen0n

Share this post


Link to post
Share on other sites

Distante dum clube a quem vende jogadores a preço de saldo? Boas relações com um clube a que só faz demonstrações de ódio? :unsure:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fernando Gomes! Mesmo depois do que toda a gente já sabe!

Se tivessem mas é vergonha na cara...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então diz-me lá porque eu não sei...

Direitos televisivos em bloco? Bom desde que isso liberte o SCP do contrato ridículo que fez coma Olivedesportos, por mim siga!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em bloco? Isso é que era bom, querem todos orientar-se ás custas do Benfica (podem correr e saltar, toda a gente sabe que é o que vende).

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em bloco? Isso é que era bom, querem todos orientar-se ás custas do Benfica (podem correr e saltar, toda a gente sabe que é o que vende).

B)

O benfica também já se orientou á minha pala e não me queixei. 65 milhões de € dos contribuintes no caso EPUL, portanto tranquille... :coolmusic:

O benfica se estiver contra pode passar a fazer uma liga sozinho... Mas se for em bloco nao eé so o slb que fica prejudicado, todos os grandes ficam, penso eu.

Share this post


Link to post
Share on other sites

até acredito que fiquem os 3 prejudicados, mas cada um ás suas dimensões, e aí ninguém tenha ilusões de quem é o grande prejudicado. A ver vamos o que acontece.

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

este ano ganham quase tudo, e mesmo assim é tudo contra eles

é o sistema, a uefa, o azar, os túneis, os ex-SD, até sócios estão contra eles.. ah, e o record é verde :lol:

6 milhões e nem um na liga. é de ficar indignado

como a liga vai ficar sem o CD e o CA, agora é os direitos televisivos..

daqui a pouco é o corta-relvas que 'penteia' a relva para lixar os dribles ao miguel vitor

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se for em Bloco, quem ganha são os clubes pequenos. Os 3 grandes perdem.

Mas se formso a pensar, essa é a unica maneira de algum dia a Liga Portuguesa passar a ser competitiva. Com os grandes a encaixar menos, e os pequenos a encaixarem mais.

A Uefa utiliza esse sistema na Liga dos Campeões e na Liga Europa. E ai quem sai beneficiado somos nós e prejudicado os tubarões como Real, Manchester etc etc

Share this post


Link to post
Share on other sites

sim ó revenge, até porque os chamados clubes pequenos têm centenas de milhares de adeptos para poderem competir com os 3 grandes.

Isto pode é ser o inicio do fim do investimento.

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

sim ó revenge, até porque os chamados clubes pequenos têm centenas de milhares de adeptos para poderem competir com os 3 grandes.

Isto pode é ser o inicio do fim do investimento.

B)

E também corres o risco de um dia só existirem os 3 grandes.

Porque cada vez mais vemos todos os restantes clubes da Liga, a esforçarem-se para não entrarem em banca rota. Contraindo empréstimos a médio prazo para pagar dividas a curto prazo.

E só quando chegarmos a esse ponto, é que as pessoas vão pensar: "Ups, sem os clubes pequenos, não conseguimos jogar..."

Share this post


Link to post
Share on other sites

fdx, entravamos no campeonato espanhol que era bom demais! :-..

B)

Mas ai passávamos nós a ser os pequeninos :-..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.