Jump to content
Sign in to follow this  
fisherman

Euro Porn Exposed

Recommended Posts

2zr2g61.jpg

Euro.Porn.Exposed.S01E01.Genres.WS.PDTV.XviD-KAFFEREP

Air date: 2010.02.13

Rls date: 2010.02.16

An american docu-show from 2005. Season 1, episode 1 of 15.

Genre. About the pornindustries different genres.

Notes: Yeah, lots of nudity..some more pleasant than others of course but whatever. This is not some lame reporter walking around pretending to be a dumbass who doesn't know what a so called "BJ" is. It's a docu that really feels like it was made By the porn industry, For the curious.

So if you belong to the curious cats, take a peek.

Serie nova de interesse, para adultos ou pessoas com mais de 18 anos, o que não é propriamente a mesma coisa.

BJ = Broche

A propósito...

Não matem o broche

O broche está subvalorizado. Não matem o broche. Não façam dele uma coisa insidiosa e percebam que ele é mais do que apenas a vontade de ter um orgasmo.

O broche não é um recurso. Não é alguma coisa a que devamos recorrer quando mais nada funciona ou quando a única parte do corpo que mexe é a imaginação. O broche não merece o desleixo e o cansaço. E muito menos a complacência dos amantes. Amigo de mão e de boca, o broche é mandado para a conversa como quem se contenta com uma lata de atum sem perceber que ali está o melhor do caviar iraniano.

E nesta confusão de sabores não há género. Tanto é o gajame macho que se entrega e se torna madraço, como o grelame fêmeo que age de forma pouco caprichosa perante a preguiça.

O melhor exemplo que conheço de maus tratos infligidos sobre o broche dá-se em início de dança. Quando a mulher faz notar que ainda é cedo para o sexo, que se conhecem há pouco tempo, que não, ela não é como as outras, ou qualquer outra ideia sobreposta à evidência «não me apetece foder nem me apetece explicar-te porquê», o macho, na sua imensa generosidade, faz saber que não tem mal, que ele também não é como os outros, ou qualquer outra ideia sobreposta à evidência «posso já não foder hoje mas um broche terei sempre».

Portanto, um broche é um second best em vez de um second to none. É o Mourinho do Barcelona, o Goebbels, o adjunto. Em casos extremos, é até o treinador de bancada. O que manifesta intenção mas, no fundo, não apita nada.

Matar o broche é também não exigir um minete. Obviamente que caminham juntos, não obrigatoriamente ao mesmo tempo ou de mão dada, mas sempre, sempre pelo mesmo traçado. É simples. Dar e receber, troca por troca. A quantas de vós, estimadas súbditas, vos foi feito um minete depois de terem feito um broche? Quantas vezes o vosso orgasmo e o vosso prazer foi substituído pelo cigarro costumeiro ou pela aniquiliadora frase «que bom...bolas, agora fiquei mesmo cansado...». Tudo isto é matar o broche. Neste caso, é fuzilá-lo por defeito do nosso próprio prazer. Porque ele as há que lhes tomam raiva e acabam por exterminá-lo por despeito.

E compreende-se.

Por tudo isto e muito mais, vive la pipe! Long live the blowjob!

src

broche.jpg

Foi só um apontamento informativo, façam muitos broches e bebam muita cerveja para tirar o gosto. :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Euro.Porn.Exposed.S01E01.Genres.WS.PDTV.XviD-KAFFEREP.avi

hxxp://depositfiles.com/files/1w5lf0dls

Edited by BooM

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.