Jump to content
Sign in to follow this  
camurso_

Delegado Suspenso Por Falsificação De Relatório

Recommended Posts

O delegado João Pedro Simões Dias foi punido com uma suspensão de 18 meses pela Comissão Disciplinar da Liga, devido à adulteração intencional do relatório do jogo Benfica-Nacional da época passada.

O delegado da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) no Benfica-Nacional da última época foi suspenso por 18 meses, devido à "falsificação" do relatório do jogo. A decisão foi hoje anunciada pela Comissão Disciplinar, em virtude do comportamento do delegado João Pedro Simões Dias, que "intencionalmente" não referiu a postura de Nuno Gomes, que viria a ser punido pelo árbitro Pedro Henriques com dois jogos de castigo e multa de mil euros por "factos ocorridos no jogo e infracção disciplinar". O encontro ficou marcado por um golo anulado ao Benfica nos últimos minutos, com a partida a terminar empatada (0-0).

"Tal delegado presenciou, após o jogo, no túnel de acesso aos balneários e junto da equipa de arbitragem, comportamentos injuriosos de agentes desportivos e tais comportamentos lhe foram comunicados pela mesma equipa de arbitragem", adianta o acórdão da Comissão Disciplinar da Liga.

Entretanto, a Comissão Disciplinar da Liga arquivou o processo instaurado ao árbitro Duarte Gomes, por se ter verificado "causa de exclusão da culpa" do juiz lisboeta, num incidente com o preparador físico do Sporting, antes do encontro com o Vitória de Setúbal, na época passada.

O organismo castigou ainda o presidente da União de Leira, João Bartolomeu, com um mês de suspensão e uma multa de 500 euros devido à "falta de comparência para prestação de declarações".

Já os três processos em curso que envolvem o Boavista (dois pelo comportamentos do adeptos e outro devido a declarações do presidente Álvaro Braga Júnior) foram remetidos para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, por que o clube está actualmente inserido nas competições desse organismo (2.ª Divisão).

hxxp://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2009/09/10/delegado_suspenso_por_falsifica_.html

:unsure:

Edited by camurso_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha o gajo...

:-

(Não é para ti Tellos0, é para o delegado.)

Edited by Kinas_

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que o delegado deve ter sido o único que viu a escandaleira que foi o roubo descarado da arbitragem e não quis prejudicar ainda mais... tá mal! se fossem outros tudo bem, mas é o Benfica pá! sobre o passado no túnel tinhas que escrever, sobre o árbitro não que ele fez um bom trabalho! dass, não aprendem estes gajos... :(

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que o delegado deve ter sido o único que viu a escandaleira que foi o roubo descarado da arbitragem e não quis prejudicar ainda mais... tá mal! se fossem outros tudo bem, mas é o Benfica pá! sobre o passado no túnel tinhas que escrever, sobre o árbitro não que ele fez um bom trabalho! dass, não aprendem estes gajos... :(

Desculpa, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Não se deve "desculpar" um erro através de outro erro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que o delegado deve ter sido o único que viu a escandaleira que foi o roubo descarado da arbitragem e não quis prejudicar ainda mais... tá mal! se fossem outros tudo bem, mas é o Benfica pá! sobre o passado no túnel tinhas que escrever, sobre o árbitro não que ele fez um bom trabalho! dass, não aprendem estes gajos... :(

Desculpa, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Não se deve "desculpar" um erro através de outro erro.

Claro que não, por isso é que eu disse que ele devia ter escrito. tudo...

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isto dá um ano e meio de suspensão, enquanto o árbitro ficou 2 jogos na jarra e ficou o assunto arrumado.

No meio desta brincadeira quem sai a perder continua a ser o Benfica porque o golo válido não foi validado devido a regras que pura e simplesmente não existem.

Edited by P4rthen0n

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Walt Sousa

Isto dá um ano e meio de suspensão, enquanto o árbitro ficou 2 jogos na jarra e ficou o assunto arrumado.

No meio desta brincadeira quem sai a perder continua a ser o Benfica porque o golo válido não foi validado devido a regras que pura e simplesmente não existem.

E que fazer? Dar 3 pontos posteriormente ao Benfica só porque o árbitro errou? E quantos milhares de erros graves acontecem nos jogos de futebol por esse mundo fora? Uma pessoa perde-se nas contas.

Errar não é grave (mesmo que o erro seja grave).

Grave é vir-se a descobrir que o erro foi propositado e com o intuito de prejudicar um qualquer clube. Isso é que é grave.

Se o futebol quer ser credibilizado não deve haver caça ao erro (do árbitro) mas sim a suspeitas de viciação de resultados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isto dá um ano e meio de suspensão, enquanto o árbitro ficou 2 jogos na jarra e ficou o assunto arrumado.

No meio desta brincadeira quem sai a perder continua a ser o Benfica porque o golo válido não foi validado devido a regras que pura e simplesmente não existem.

E que fazer? Dar 3 pontos posteriormente ao Benfica só porque o árbitro errou? E quantos milhares de erros graves acontecem nos jogos de futebol por esse mundo fora? Uma pessoa perde-se nas contas.

Errar não é grave (mesmo que o erro seja grave).

Grave é vir-se a descobrir que o erro foi propositado e com o intuito de prejudicar um qualquer clube. Isso é que é grave.

Se o futebol quer ser credibilizado não deve haver caça ao erro (do árbitro) mas sim a suspeitas de viciação de resultados.

Isto nem é uma questão de erro humano, é mesmo uma questão de ter um árbitro no activo que desconhece as regras (ou apita com regras próprias).

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jesualdo: «O que é que o delegado não escreveu?»

TÉCNICO COMENTA SUSPENSÃO DE 18 MESES DE JOÃO PEDRO SIMÕES DIAS

Não se falou apenas do jogo de sábado com o Leixões, referente à 4.ª jornada da Liga, na conferência de imprensa de Jesualdo Ferreira. Falou-se também da suspensão de 18 meses do delegado do Benfica-Nacional da última temporada, realizado a 22 de dezembro de 2008. Mais do que lançar uma dúvida, o treinador portista exigiu esclarecimentos.

"O castigo foi aplicado ao delegado da Liga porque não se terá portado bem, por não ter escrito tudo o que se passou. Sendo assim, gostaríamos de saber o que não escreveu o delegado", referiu Jesualdo Ferreira.

No relatório o árbitro Pedro Henriques contou ter sido alvo de ofensas verbais por parte de Nuno Gomes, que acabou por ser suspenso por 2 jogos (foi-lhe aplicada também uma multa de 1.000 euros) "por factos ocorridos no jogo e infração disciplinar", mas o comportamento do internacional português não foi "intencionalmente" mencionado no relatório de João Pedro Simões Dias, segundo divulgou quinta-feira a Liga de Clubes.

Delegado suspenso pelas imagens do túnel da Luz

DEPOIMENTO DO ASSESSOR DE IMPRENSA BENFIQUISTA TAMBÉM AJUDOU

João Dias, delegado ao jogo Benfica-Nacional da época passada, condenado pela Liga a uma suspensão de 18 meses por ter omitido os incidentes ocorridos no túnel de acesso aos balneários no final do encontro, foi "tramado" pelas imagens captadas pelas câmaras de vigilância instaladas no local e pelo depoimento de Ricardo Maia, assessor de imprensa das águias.

Uma fonte da Liga de Clubes revelou à Lusa que "as imagens do túnel fornecidas pelo Benfica demonstram que João Dias não aguardou pelos árbitros junto à cabina depois de, alegadamente, ir ao controlo anti-doping e à 'flash interview'."

Segundo a mesma fonte, as imagens demonstraram que João Dias "seguiu os árbitros no percurso feito no corredor de acesso aos balneários", tendo entrado nos mesmos "imediatamente após os árbitros".

Por outro lado, o testemunho do assessor de imprensa do Benfica, Ricardo Maia, desmentiu a versão de João Dias, ao afirmar que este "nunca esteve na zona do 'flash interview', em especial quando ocorreram "os insultos de Paulo Gonçalves (assessor jurídico do Benfica) aos árbitros".

De resto, foi o próprio Ricardo Maia quem afirmou ter ouvido "tais insultos" ao árbitro Pedro Henriques e à sua equipa de arbitragem, pelo que "acorreu ao local" de imediato.

Na sequência destes acontecimentos, ocorridos após o jogo entre o Benfica e o Nacional, no qual o árbitro Pedro Henriques anulou um golo nos minutos finais aos encarnados, Nuno Gomes foi punido com dois jogos de suspensão e uma multa de 1.000 euros por "infração disciplinar", apesar de o comportamento do avançado não ter sido mencionado no relatório de João Dias.

"Tal delegado presenciou, após o jogo, no túnel de acesso aos balneários e junto da equipa de arbitragem, comportamentos injuriosos de agentes desportivos, e tais comportamentos lhe foram comunicados pela mesma equipa de arbitragem", pode ler-se no acórdão da Comissão Disciplinar da Liga.

A mesma fonte da Liga adiantou que "a Comissão Executiva da Liga não convidou João Dias para a presente época desportiva, razão pela qual não faz parte do actual Quadro de Delegados da LPFP e não por ter abandonado tal quadro a seu pedido".

:-

Edited by P4rthen0n

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.