Jump to content
Revenge

Economia Aplicada

Recommended Posts

Numa pequena vila e estância de veraneio na costa sul da França chove e nada de especial acontece.

A crise sente-se.

Toda a gente deve a toda a gente, carregada de dívidas.

Subitamente, um rico turista russo entra no foyer do pequeno hotel local. Pede um quarto e coloca uma nota de 100 € sobre o balcão, pede uma chave de quarto e sobe ao 3º andar para inspeccionar o quarto que lhe indicaram, na condição de desistir se lhe não agradar.

O dono do hotel pega na nota de 100€ e corre ao fornecedor de carne a quem deve 100€, o talhante pega no dinheiro e corre ao fornecedor de leitões a pagar 100€ que devia há algum tempo, este por sua vez corre ao criador de gado que lhe vendera a carne e este por sua vez corre a entregar os 100€ a uma prostituta que lhe cedera serviços a crédito.

Esta recebe os 100€ e corre ao hotel a quem devia 100€ pela utilização casual de quartos à hora para atender clientes. Neste momento o russo rico desce à recepção e informa o dono do hotel que o quarto proposto não lhe agrada, pretende desistir e pede a devolução dos 100€.

Recebe o dinheiro e sai.

Não houve neste movimento de dinheiro qualquer lucro ou valor acrescido.

Contudo, todos liquidaram as suas dívidas e este elementos da pequena vila costeira encaram agora com optimismo o futuro

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vejam bem....tem falhas isso...não é assim tão linear ;)

Tem, mas o basico da questão está correcto!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dsc mas não concordo....o básico é que está mal...o todo visto assim de repente é que parece bem...mas isto parte de premissas falsas...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dsc mas não concordo....o básico é que está mal...o todo visto assim de repente é que parece bem...mas isto parte de premissas falsas...

O basico está correcto.

Se eu dever dinheiro a ti, tu deves ao Gosma, e o Gosma deve-me a mim.

Eu dou-te os 100€, tu das os 100€ ao Gosma, e ele dá-me a mim os 100€.

No fundo o que aconteceu, foi uma nota que circulou. Mas o objectivo é que ficamos sem o peso na consciência, que alguém nos deve dinheiro, e que devemos dinheiro a alguém.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esta aqui representado um caso bastante simples que multiplicado em escala pode representar o endividamento de um banco ate uma pessoa singular. Só que o valores implicados são bastante maiores e envolve muita gente ao mesmo tempo. Mas não duvido que se resumo basicamente a uma coisa deste genero.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alias a economia mundial funciona com esse tipo de "dinheiro" a circular pois é sustentada na divida e não no dinheiro real que existe.

Share this post


Link to post
Share on other sites
acho engraçado toda a gente dever 100 euros. Que coincidência...

dah! por isso mesmo 'e que este modelo nao deve ser levado em consideracao...1 centimo a mais ou a menos e la se foi a teoria toda..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas também isto é para ser levado na brincadeira e não como um modelo teórico a ter em conta para um eventual uso/aplicação no futuro. Mas pronto, é como o kahzam diz, as coisas não são assim tão lineares...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isto para além da "piada" é a forma de demonstrar o funcionamento da economia e a base de sustentação do fundamento para provar que existe muito menos dinheiro real do que aquele que se diz circular.

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Isto para além da "piada" é a forma de demonstrar o funcionamento da economia e a base de sustentação do fundamento para provar que existe muito menos dinheiro real do que aquele que se diz circular.

Para não falar que o aumento do dinheiro que está em circulação (emissão de mais moeda) traz diversos problemas. Não é à toa que a UE proíbe essa medida económica.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É mais ou menos isso que acontece na telecompensação de cheques, em que, antes de o dinheiro ser depositado na conta do credor, é posto a circular pelo banco.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O mundo real não funciona assim... Pk simplesmente, há juros.. diferentes de entidades para entidades!

Para além de que o mundo é um esquema de ponzi em ponto grande... E só funciona, pk o dinheiro anda sempre a circular... Mas quando as pessoas ou empresas abusam, e não conseguem pagar a alguém, ou retraem-se nas compras... Há menos dinheiro a circular e entra em ciclo decrescente como o que temos agora.... É preciso dar a volta a isso e injectar dinheiro no mercado!

De kk forma, esta tb é uma maneira simples de ver as coisas!

Share this post


Link to post
Share on other sites
O mundo real não funciona assim... Pk simplesmente, há juros.. diferentes de entidades para entidades!

Para além de que o mundo é um esquema de ponzi em ponto grande... E só funciona, pk o dinheiro anda sempre a circular... Mas quando as pessoas ou empresas abusam, e não conseguem pagar a alguém, ou retraem-se nas compras... Há menos dinheiro a circular e entra em ciclo decrescente como o que temos agora.... É preciso dar a volta a isso e injectar dinheiro no mercado!

De kk forma, esta tb é uma maneira simples de ver as coisas!

para além de q nem toda a gente que tem dívidas vai logo pagar mal tenha o dinheiro. Então a puta recebeu os 100 euros e foi logo a correr para o hotel para saldar a dívida pois pois :-

Share this post


Link to post
Share on other sites
Alguns não perceberam a essência da historia. Só pode...

Perceberam, só que não é assim tão simples.

Para todos os efeitos, os problemas deles não se resolveram. Repara que não foi criado valor, ninguém ficou a ganhar efectivamente nada. O gajo do hotel não terá como pagar água, luz, gás, ordenados, não terá rendimento para poder comprar comida para se alimentar, and so on, a não ser que volte tudo como era dantes: endividamento.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Alguns não perceberam a essência da historia. Só pode...

Perceberam, só que não é assim tão simples.

Para todos os efeitos, os problemas deles não se resolveram. Repara que não foi criado valor, ninguém ficou a ganhar efectivamente nada. O gajo do hotel não terá como pagar água, luz, gás, ordenados, não terá rendimento para poder comprar comida para se alimentar, and so on, a não ser que volte tudo como era dantes: endividamento.

Mas ninguém ta a falar desses problemas.

Está-se a falar de dividas. Eles dantes tinham na cabeça, que deviam e que estavam em dividas com eles. E acredita que isso é dor de cabeça para muita gente.

Ou seja, num momento, eu devia 100€, e deviam-me a mim 100€. E noutro momento, eu não devo nada a ng, e ng deve nada a mim.

isso é um descargo de consciência enorme ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nem todos liquidaram as dívidas... o hotel ficou a "arder" com 100€...

Edited by tono

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.