Jump to content
Batunaz

Nunca No Mundo Houve Tantas Pessoas Com Fome Como Agora!

Recommended Posts

onu5.jpg

A agência da ONU para a agricultura e a alimentação informou na sexta-feira, 19, que foi ultrapassado o limiar dos mil milhões de pessoas subalimentadas no mundo, o que significa que uma em cada seis pessoas é afectada pela fome.

Segundo um relatório do Fundo da ONU para a Agricultura e Alimentação (FAO) divulgado dia 19 em Roma, este máximo histórico resulta do impacto da crise financeira e económica que o mundo atravessa e dos elevados preços dos produtos alimentares.

O actual número de pessoas subalimentadas é de 1,02 mil milhões e resulta de um aumento de 100 milhões de pessoas no período de um ano, segundo a agência.

O director-geral da FAO, Jacques Diouf, advertiu que esta crise alimentar "coloca sérios riscos à paz e à segurança mundial".

O relatório indica que praticamente todas as pessoas afectadas pela fome vivem em países em desenvolvimento: cerca de 642 milhões na região da Ásia-Pacífico e cerca de 265 milhões na África subsariana.

Onde é que isto vai parar?! :no:

Nunca no mundo houve tantas pessoas com fome como tantas fortunas... :ranting:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Corrijam-me se estiver enganado, mas esse valor dá qualquer coisa como 16% do população mundial, ou seja, 960 milhões de pessoas! :eek:

Share this post


Link to post
Share on other sites

infelizmente existe a ganância :(

se países com petróleo dividissem os lucros pela população grande parte dessas pessoas estavam bem na vida em vez de passarem fome.

o mal é que o dinheiro vai sempre para as contas dos mesmos que nadam em dinheiro...

Share this post


Link to post
Share on other sites

E ainda há quem ache bem jogadores de futebol ganharem o que ganham. Mas é só um exemplo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Walt Sousa
Confirmo, neste momento estou com fome. Vou à cozinha e já volto.

Quiseste ter graça mas se tivesses com fome a passar dificuldades para arranjar comer , aí queria ver se continuarias com o mesmo sentido de humor. ;)

Eu tb não compreendo porque os 10 países mais ricos do mundo não poderiam todos os anos contribuir com 1% do seu PIB para ajudar os países mais pobres. Não se erradicava a pobreza (isso é complicado) mas de certeza que muitas pessoas que agora passam privações básicas agradeceriam.

Edited by Walt Sousa

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Walt Sousa
Por acaso tb já comia uma bifana...

Portanto, o outro estava à espera deste tópico para ter fome e ir ao frigorífico e tu estavas à espera que o outro tivesse fome para te apetecer uma bifana. Mais alguém com fome e com vontade de ... brincar... ups.. comer?

Edited by Walt Sousa

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que é que achavam que ia acontecer com o aumento da população no mundo?

Isso não é nada de novo e esse número vai sempre aumentar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Confirmo, neste momento estou com fome. Vou à cozinha e já volto.

Quiseste ter graça mas se tivesses com fome a passar dificuldades para arranjar comer , aí queria ver se continuarias com o mesmo sentido de humor. ;)

Eu tb não compreendo porque os 10 países mais ricos do mundo não poderiam todos os anos contribuir com 1% do seu PIB para ajudar os países mais pobres. Não se erradicava a pobreza (isso é complicado) mas de certeza que muitas pessoas que agora passam privações básicas agradeceriam.

Dá tu o teu dinheirinho para um país desses em questão.. Ou se preferires, vai para lá fazer voluntariado durante um mesito.

No fim falamos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Walt Sousa
Dá tu o teu dinheirinho para um país desses em questão.. Ou se preferires, vai para lá fazer voluntariado durante um mesito.

No fim falamos.

Eu entendo o que queres dizer. Mas isso era facilmente contornável. Em vez de dinheiro o 1% do PIB seriam em géneros (alimentos, medicamentos, etc).

E não era simplesmente uma posição do "damos e não queremos saber". A coisa seria supervisionada pelos países dadores.

Edited by Walt Sousa

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dá tu o teu dinheirinho para um país desses em questão.. Ou se preferires, vai para lá fazer voluntariado durante um mesito.

No fim falamos.

Eu entendo o que queres dizer. Mas isso era facilmente contornável. Em vez de dinheiro o 1% do PIB seriam em géneros (alimentos, medicamentos, etc).

E não era simplesmente uma posição do "damos e não queremos saber". A coisa seria supervisionada pelos países dadores.

Mesmo assim, passado um mês, voltava tudo ao que estava.

Sinceramente, e na minha opinião, é como já disseram aqui; não há "cura" para isto e só tem tendência a aumentar.

Se tenho pena? Não.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Walt Sousa
Se tenho pena? Não.

Pois, aí acertaste e és, e ainda bem, um sortudo que vive num país da Europa Ocidental, embora tb haja gente a passar fome por cá.

Mas se vivesses num daqueles países que a gente sabe e que pouca gente quer saber, realmente pena não tinhas, entravas é em desespero.

Edited by Walt Sousa

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sou gajo para afirmar, quase com uma total e incontestável certeza que se o EsCk tivesse fome, é porque queria comer alguma coisa...

Walt, deixa-te de moralidades daquelas que ficam bem na foto, porque ninguém tira fotos ao FNF...

Quanto ao tema, claro que é mau, mas o DeathShadow tem razão. Há cada vez mais gente. E são aos milhões a nascer na Índia e na China. E nascem lá aos milhões porque lá há muita gente. E quanto mais gente há mais gente nasce. Quanto mais gente nasce, menos há para quem já lá anda...

E isto não vai acabar...

É triste, mas "roubando" a ideia ao EsCk, não há "cura"...

E também é revoltante ver que os ricos estão cada vez mais ricos... :no:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Confirmo, neste momento estou com fome. Vou à cozinha e já volto.

:clown:

Por acaso tb já comia uma bifana...

:clown:

De volta à questão que interessa aqui, a verdade é que não se trata de moralidades, nem de discursos tipo "eles que se fodam que eu não tenho nada a ver com isso!"

Serve apenas de reflexão quanto às desigualdades e ao aprofundar do fosso económico-social que começa a existir em todo lado e para ajudar à festa a produção de cereais cada vez menor e com tendência para diminuir ainda mais, o preço dos alimentos a nível mundial passou de um aumento progressivo de 9% para os 40%. Tanta coisa aqui à uns 10 ou 11 anos os chefes de estado mundiais reuniram-se todos para assinar um documento que reafirmava o direito de todos terem acesso a uma alimentação não prejudicial e nutritiva e passado uma década o número de pessoas subalimentadas já é de 1,02 mil milhões!

Para que é que estes filhos da puta andam todos a assinar papeis se eles na pratica não valem de nada!

Edited by Batunaz

Share this post


Link to post
Share on other sites
Confirmo, neste momento estou com fome. Vou à cozinha e já volto.

damn it, xegast com a piada primeiro k eu :ranting:

eu ia pa dixer k era verdade k tava com fome pk afinal n jantei...

bahhh, fico lixado <_<

Share this post


Link to post
Share on other sites

É inevitável a fome porque mesmo que dêem a comida, eles vão procriar cada vez, a não ser que se controle. A China está a controlar para 1º chegar dos 1000 milhões para os 800, têm políticas de controlo muito severas mas é claro que tanto vai ajudar a economia, vai haver mais dinheiro para o pobre e pode se crescer economicamente. Já na Índia, não há controlo e isso vai continuar, e o mesmo na África. Deviam aprender e depois ter filhos, assim como estamos é 1 ciclo vicioso. E depois temos aqueles países de Angola em que 20 pessoas têm mais que 50% do PIB...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pela positiva, nunca houve tantos gordos e nunca se mandou tanta comida para os aterros e se subsidiou tanto para não produzir. Isso de não haver comida é a maior peta de sempre, o que não existe é outra coisa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

FDX....

Li isto tudo e chego a uma conclusão...

Por aqui há bué de putos que desde que nasceram sempre tiveram os papás e as mamãs a trabalharem para eles...

FDX, esta indiferença em relação aos outros é que nos vai levar à destruição...

É verdade que subsidiam a agricultura para não produzir, cá em Portugal passou-se o mesmo...

É impressionante...

Eu já estou a ver o nosso futuro...

Meia dúzia de filhos da puta têm direitos sobre o resto do mundo (e quando digo direitos é mesmo tipo propriedade, ainda vamos voltar ao tempo da escravatura... Já faltou mais, já faltou MUITO MAIS)...

Queres comer, queres uma casa, queres um PC, net e uma consola...

Então trabalha para nós, e se te portares bem, nós damos-te dinheiro suficiente para comprares um bife...

Mas só um...

Amanhã logo se vê se tens direito a comer...

FDX....

Ignorantes....

Quando cá chegar o ponto em que para comer temos de andar a pedir, depois falamos...

Edited by Kaveyrynha

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ó Esck andas a ser um bocado heartless bitch neste tópico, isto não te rala nem um bocadinho? -_-

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Walt Sousa
Ó Esck andas a ser um bocado heartless bitch neste tópico, isto não te rala nem um bocadinho? -_-

Fala de barriga cheia. Se a tivesse vazia contra vontade a conversa de certeza que seria outra.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.