Jump to content
darksideoftheMooN

O Poder Da Música

Recommended Posts

Sobre o poder ou a força da música como forma de intervenção na sociedade deve haver resmas de coisas p'a dizer... o assunto surgiu-me agora a propósito desta notícia:

Bono, o vocalista dos U2, foi galardoado esta segunda-feira com o Freedom Award, em reconhecimento do seu trabalho em prol da melhoria dos cuidados médicos e da redução da pobreza em África.

O músico irlandês recebeu o prémio no Museu dos Direitos Civis norte-americano, em Memphis, local onde Martin Luther King foi assassinado, em 1968.

Antes da cerimónia, Bono recordou, num discurso para 3500 alunos das escolas públicas locais, que o envolvimento dos jovens nas causas civis é fundamental para a luta contra a Sida.

«Quais sãos os pontos chave da nossa idade, dos nossos tempos? O que é que vocês podem ajudar-nos a ver? Pode ser algo tão simples como a ideia de que cada vida humana, independentemente de onde viva, tem o mesmo valor», afirmou Bono.

Neste caso... até nem se tratará apenas do poder da música... mas também do poder do dinheiro ganho com a música ;)

Aliás, ainda ontem, a ouvir o Use your Ilusion II, dos Guns'N'Roses prestei alguma atenção à lírica do Civil War:

:note: I don't need your civil war

... It feeds the rich while it buries the poor

... Your power hungry sellin' soldiers

... In a human grocery store

... Ain't that fresh

... And I don't need your civil war

... I don't need your civil war

... I don't need your civil war

... Your power hungry sellin' soldiers

... In a human grocery store

... Ain't that fresh

... I don't need your civil war

... I don't need one more war :note:

Estes exemplos não são certamente os melhores, eu sei :upshy: ... o que interessa, contudo, é lançar o tema... De certeza que se vão lembrar de montes de coisas...

:flowers:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há muita coisa para dizer neste tema. Sempre tivemos artistas que "falam" sobre a sociedade de uma maneira mais ou menos activista.

Art is the barometer of the world we live in, indicating before its arrival the state of our social and cultural worlds - it always has been and always will.

Desde intervenção política bastante directa como Rage Against the Machine, U2 e Manic Street Preachers (para citar os que me parecem, ao mesmo tempo, os mais duros mas inteligentes na forma como o fazem) a dissertações sobre a nossa sociedade, acho que quase todos os artistas já meteram o dedo em alguma ferida social, não?

Já pensei nisto várias vezes e é engraçado como só nos lembramos do mainstream quando falamos em musica/canção activista ou de crítica/análise social. Penso que a maior parte da musica tradicional de qq cultura tem bastante peso nesse sentido, não?

Temos a sorte (pela nossa história no século passado) de termos tido alguns dos mais fantásticos "activistas" musicais: Zeca Afonso, José Mário Branco. Mesmo na rockalhada, até os Xutos o fizeram com valente mestria no passado (não agora!), quem quiser dar uma vista de olhos no Gritos Mudos, Chuva Dissolvente, Remar Remar, Submissão, OP 53 (o Vento) e por aí.. vai ver que não estou enganado e a crítica à sociedade quer com alguma rebeldia de "underdog", quer com resignação está bem presente.

Internacionalmente, até acho que a canção política se está a tornar demasiado moda para poder ser levada a sério como noutros tempos. As novas bandas "neo-punk" são.. como dizer?.. pouco credíveis para eu as conseguir levar a sério.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bono é sem sombra de dúvida uma referência nesta área desrde sempre ele ocupou um papel activista, defensor dos direitos humanos e da paz. U2 --> Forever.... :plain:

Share this post


Link to post
Share on other sites

A propósito deste assunto vejam o site oficial de Morrissey:

"With all my heart I urge people to vote against George Bush. Jon Stewart would be ideal, but John Kerry is the logical and sane move. It does not need to be said yet again, but Bush has single-handedly turned the United States into the most neurotic and terror-obsessed country on the planet. For non-Americans, the United States is suddenly not a very nice place to visit because US immigration officers – under the rules of Bush – now conduct themselves with all the charm and unanswerable indignation of Hitler’s SS.

Please bring sanity and intelligence back to the United States.

Don’t forget to vote.

Vote for John Kerry and get rid of George Bush!"

Por acaso ele não é americano... mas vive na Califórnia, onde, aliás gravou o "You Are The Quarry" e por lá faz a sua vidinha (vai estar em digressão com a PJ Harvey, segundo consta ;) ). E já neste álbum se via o conflito do senhor... apesar de amar aquela terra não deixa de lhe ver e apontar os podres... se calhar porque acredita com isso poder alterar alguma coisa ;)

:flowers:

Share this post


Link to post
Share on other sites

O melhor exemplo, para mim, claro..

As soon as you're born they make you feel small,

By giving you no time instead of it all,

'Till the pain is so big you feel nothing at all..

A working class hero is something to be.

They hurt you at home and they hit you at school,

They hate you if you're clever and they despise a fool,

'Till you're so fucking crazy you can't follow their rules..

A working class hero is something to be.

When they've tortured and scared you for twenty odd years,

Then they expect you to pick a career,

When you can't really function, you're so full of fear..

A working class hero is something to be.

Keep you doped with religion and sex and TV,

And you think you're so clever and classless and free,

But you're still fucking peasants as far as I can see..

A working class hero is something to be.

There's room at the top they are telling you still,

But first you must learn how to smile as you kill,

If you want to be like the folks on the hill..

A working class hero is something to be.

If you want to be a hero well just follow me.

John Lennon, quem mais?

Edited by RiK

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguém já leu a letra de alguma (das dezenas/quase a chegar à centena) de músicas dos Bad Religion?

Peguem num álbum à sorte, numa música à sorte e vejam...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.