Jump to content
Sign in to follow this  
Malkavian

Fcporto Favorecidissimo!!!

Recommended Posts

Depois da C.M.Porto, agora é a de Gaia. (mais um caso para abafar)

Menezes à campeão

Para «oferecer» ao FC Porto o seu Centro de Estágio, a Câmara de Gaia gastou mais de 16 milhões de euros e endividou-se até 2011. Resultado de uma investigação das Finanças já enviada para o Ministério Público

Miguel Carvalho / VISÃO nº 604 30 Set. 2004

Luís Filipe Menezes bem merece um «dragão de ouro».

Enquanto presidente da Câmara de Gaia, entregou ao FC Porto uma das mais valiosas prendas que o clube recebeu, nos últimos anos, o Centro de Estágio do Olival. Os custos couberam apenas ao município: mais de 16 milhões de euros (quase 3,3 milhões de contos) de dinheiros públicos. Os «dragões» receberam ainda, e à borla, os direitos de superfície por 50 anos e apenas liquidam uma renda mensal pouco superior a 500 euros (100 contos). Se um dia se fartarem, vão à sua vida, sem qualquer compensação para a edilidade. A autarquia, essa, ficaria com um elefante branco, cuja gestão ela própria reconhece não ser capaz de assegurar: «Seria desastrosa do ponto de vista dos recursos públicos», admite o executivo camarário, num documento da sua lavra.

Estas são, em resumo, as principais conclusões de um extenso relatório de uma auditoria da Inspecção-Geral de Finanças à Câmara de Gaia, a que a VISÃO teve acesso. O documento definitivo, recebido em Maio último no gabinete de Menezes, visa, sobretudo, a gestão da parceria entre o município e o FC Porto, SAD. As irregularidades e ilegalidades detectadas pelos inspectores dão pano para mangas e revelam uma calamitosa gestão pública, motivo pelo qual o relatório foi enviado para o Ministério Público.

Olé, Porto, olé!

Tudo começou em 1999.

Desde logo, as fundações Portogaia e Gaia Cidade d´Ouro através das quais se canalizaram verbas para a construção do empreendimento, não deveriam sequer ter existido, por não terem cabimento legal.

Nesse capítulo, o papel do Ministério da Administração Interna foi decisivo e, no mínimo, incompreensível. O MAI considerou que a Portogaia – da qual a FC Porto, SAD detinha a maioria – tinha património suficiente para os fins propostos, apesar do seu financiamento «certo e regular» ser proveniente da Fundação Gaia Cidade d´Ouro , a qual não tinha personalidade jurídica e cujo reconhecimento viria a ser chumbado, mais tarde, pelo próprio ministério.

À época, o titular da pasta era Fernando Gomes, ex-presidente da Câmara do Porto, um dos notáveis da família portista . É do seu ministério que saem as decisões feridas de ilegalidade, de acordo com o relatório. Mas já não é do seu tempo o «chumbo» da fundação mais problemática. Esse surge apenas em finais de 2002. Já depois de fundação ter sido declarada... extinta (ver caixa).

«A vida que fervilha à volta do quotidiano do FC Porto» foi um dos argumentos invocados por Menezes para justificar o investimento. Estudos técnicos sobre o impacte do Centro de Estágio, não houve . «De qualquer espécie», sublinha-se.

A IGF entende que sairia mais em conta a escolha de um clube de Gaia para a parceria. Mas a autarquia escudou-se na experiência do FC Porto para justificar a escolha.

Tudo pelo dragão

O Centro de Estágio consumiu mais de 16 milhões de euros de dinheiros públicos, entre terrenos e obras.

A IGF descobriu, entre outras coisas, que o avaliador dos terrenos não tinha estatuto para o fazer, incorrendo em responsabilidade criminal. E que não se justificava o interesse público ao abrigo do qual se efectuaram as expropriações urgentes. Como se não bastasse, a garantia do empréstimo contraído pela Portogaia foram os próprios terrenos cedidos ao clube. Outra ilegalidade.

As próprias obras foram adjudicadas sem concurso público. De resto, a autarquia, apesar de representada na fundação, «prescindiu da capacidade de influenciar decisões importantes».

Em todo o processo, o interesse público foi subordinado aos interesses do FC Porto. «Todos os riscos financeiros ficaram do lado público, especialmente o risco de expropriações, o risco de construção e o risco financeiro», lê-se. Mas os lucros da exploração do Centro de Estágio, se os houver, serão sempre para os cofres das Antas.

A Câmara não criou sequer uma estrutura de acompanhamento e controlo da parceria com o FC Porto, SAD. Ou seja, aparentemente nunca se preocupou em fiscalizar a aplicação de dinheiros públicos.

Nem mesmo as contrapartidas sociais, escolares e desportivas para os cidadãos de Gaia estão garantidas. Os interesses da população são defendidos «na medida do possível» e se não colidirem com as prioridades do FC Porto. Nem o protocolo assinado já em 2003 compensa isso. Para IGF, «outros parceiros garantiriam uma maior fruição do equipamento pela população escolar, pelos mais jovens e pelos estratos socialmente mais carenciados».

Este processo configura, pois, «um inequívoco apoio a um clube desportivo». E os «dragões» até podem, já amanhã, deixar o espaço, sem que a autarquia seja ressarcida.

Contraditório e críticas

Menezes, no contraditório enviado à IGF, contesta a maior parte dos argumentos do relatório, alegando haver erros grosseiros, contradições e omissões. O município, defende-se, «tem pautado a sua conduta com observância e pleno respeito pelas regras e princípios orientadores da eficaz e eficiente gestão pública». O autarca considera que a utilização do Centro de Estágio pelo FC Porto é, por si só, «determinante para o desenvolvimento económico e social de uma área desertificada do concelho». E esgrime a seu favor o facto de uma auditoria da Inspecção-Geral da Administração do Território (IGAT) considerar «arrojado e inovador» o projecto com o FC Porto, SAD, não tendo detectado ilegalidades na criação das fundações e nos compromissos financeiros assumidos.

A IGF rejeitou a esmagadora maioria das justificações de Menezes.

O PS, por seu lado, condena o autarca. Depois de denunciar, por diversas vezes, aquilo que considera «uma má gestão de dinheiros públicos», o vereador Barbosa Ribeiro – sócio do FC Porto, por sinal – espera agora que o Ministério Público venha sustentar a responsabilidade penal pelo sucedido.

Refira-se, a propósito, que Sporting e Benfica tiveram ou terão, no caso dos «encarnados», de libertar vários milhões de euros dos seus cofres para construir os seus centros de estágio. Mas nem todos têm um Menezes por perto. [# FimNoticia ]

Benefícios fiscais indevidos?

A Fundação Gaia Cidade d’Ouro nunca teve existência legal. O MAI não lhe reconheceu personalidade jurídica. Contudo, a fundação recebeu, no biénio 2000/2001, transferências da Câmara de Gaia da ordem dos 2, 6 milhões de euros (cerca de 520 mil contos) e donativos e patrocínios privados superiores a um milhão de euros, ou seja, mais de 210 mil contos.

Brimogal , Cerâmica de Valadares, Coats & Clark , Tintas Barbot , Intermarché , Semusa , Comercialcer , SONAE, J & J Teixeira e Sogrape foram as empresas responsáveis pela maior fatia do bolo das receitas. Mas o facto de a Gaia Cidade d´Ouro não estar reconhecida publicamente «impedia a aplicação da Lei do Mecenato». Assim sendo, defende a IGF, «caso as empresas que contribuíram financeiramente tenham, posteriormente, utilizado, em sede fiscal, esse benefício, tê-lo-ão feito irregularmente, pelo que deverão ser corrigidas as respectivas declarações fiscais».

Menezes à campeão

In "Visão"

VisãoOnline

E Ainda...

Inspecção-Geral de Finanças diz que a Câmara favoreceu FCP em 55 milhões !!

polémica Relatório final da Inspecção-Geral de Finanças foi remetido ao Ministério Público Inspectores põem em causa decisões que podem ter representado um "rombo" de 87 milhões artur machado

Cedência de lotes e capacidade construtiva ao F.C. Porto foi feita "ilegalmente", conclui a IGF

Aexecução do Plano de Pormenor das Antas terá causado um "rombo" equivalente a cerca de 87 milhões de euros no património da Câmara Municipal do Porto. É uma das conclusões que se pode retirar da leitura do relatório final da Inspecção-Geral de Finanças (IGF), em que se destacam os 55 milhões de euros atribuídos pela autarquia, de forma "ilegal", ao Futebol Clube do Porto (FCP). O inspector-geral remeteu o relatório para o Ministério Público, justificando a decisão com os "indícios de favorecimento" ao clube. Segundo o actual presidente, Rui Rio, o processo já originou uma investigação.

É numa pequena nota escrita à mão que José Martins de Sá, inspector-geral de Finanças, valoriza os negócios entre a Câmara e o FCP no âmbito do Plano de Pormenor das Antas. Remetendo para a cedência "ilegal" de um apoio ao clube com o valor de 55 milhões de euros.

Como se pode ler nas páginas do relatório, a que o JN teve acesso, a cedência de parcelas e da respectiva capacidade de construção ao clube foi avaliada, na altura, pela Câmara liderada por Nuno Cardoso, em 27 milhões de euros (tendo em conta um valor de venda de 300 euros por m2). Os auditores acrescentam, no entanto, que os lotes em questão estavam destinados à construção de um centro comercial e um hotel, o que significa que teriam de ser avaliados em 750 euros por m2. Contas feitas, aos 27 milhões que a autarquia admitia estar a dar ao FCP haverá que somar 28,5 milhões de euros. Ou seja, a "prenda" da Câmara vale 55,5 milhões.

Mas as considerações dos inspectores não terminam por aqui. Essa cedência foi feita "ilegalmente", garantem, lembrando que se tratava de lotes e respectivos direitos de edificabilidade que a autarquia recebera, no âmbito do Plano, para financiar a construção de infra-estruturas e pagar indemnizações. Saliente-se que fora destas contas fica a cedência gratuita dos terrenos onde foi construído o Estádio do Dragão (64 mil m2) e onde deveria ser construído um novo pavilhão (10 mil m2).

Decisões postas em causa

Mas para o "rombo" de 87 milhões de euros no património da Câmara do Porto não contribuiu apenas a "dádiva" ao FCP. Os inspectores são igualmente críticos relativamente a outras opções da autarquia. Nomeadamente o facto de ter assumido sozinha a factura do pagamento de indemnizações no valor de 11, 2 milhões de euros (em que se incluem os protocolos com a Sociedade Protectora dos Animais, a Lameira Imobiliária e a Soares da Costa), quando essa factura deveria ter sido paga por todos os proprietários abrangidos pelo reparcelamento imposto pelo Plano de Pormenor.

Exactamente a mesma crítica que é feita ao pagamento de indemnizações aos proprietários que não foram incluídos no reparcelamento (ou seja, que tinham terrenos na zona, mas não receberam nem lotes, nem edificabilidade). Os inspectores dizem que mais uma vez a Câmara assumiu isoladamente a factura, quando o custo deveria ter sido partilhado por todos. Com isso, o património municipal "perdeu" o equivalente a 5,6 milhões de euros.

Como perdeu 9,6 milhões de euros com a subavaliação que fez aos custos de construção de infra-estruturas, incluindo as viárias. Ou no facto de ter recebido menos 2038 m2 de área bruta de construção, no âmbito do reparcelamento, o que significa mais um "rombo" de 609 mil euros.

Finalmente, a inspecção aponta que foi, mais uma vez, a Câmara a assumir a factura relativamente à redução de edificabilidade entre o que previam as Normas Provisórias e a versão final do Plano das Antas: o equivalente a 4,5 milhões de euros, já da responsabilidade do actual Executivo. Embora Rui Rio tenha feito repercutir este "rombo" nos lotes da autarquia que já tinham sido prometidos ao FCP. Ou seja, e como o clube também já os tinha vendido, quem aceitou pagar a factura foi o Grupo Amorim.

Relatório concluído há um ano

O relatório da IGF foi concluído em Setembro de 2003. Mas só agora chega ao conhecimento dos vereadores. Nuno Cardoso acusa por isso Rui Rio de ter cometido uma ilegalidade. "Engavetou o relatório durante um ano. Não cumpriu a lei. Era obrigado a dar conhecimento aos restantes vereadores num prazo de poucos dias".

Confrontado com a acusação, Rui Rio adiantou que "foi a Procuradoria-Geral da República (PGR) que me pediu, quando recebi o relatório, para não fazer a divulgação do seu conteúdo, porque isso poderia dificultar a investigação". Só no início desta semana recebeu autorização da PGR, pelo que "procedi de imediato à sua divulgação".

No entanto, e segundo Ana Lima, do Gabinete de Imprensa da PGR, esta "nunca pediria a uma Câmara para não divulgar um relatório e cometer uma ilegalidade".

Outra das partes interessadas e referidas no relatório, o FCP, preferiu, através de Antero Henriques, esperar pela divulgação pública do seu conteúdo.

In "Jornal de Noticias"

Jornal de Noticias

Pá Sinceramente n tenho nda contra o FC-Porto, Mas Lixa-me saber q existe uma mafia q toda a gente tem conhecimento e nda faz!!!

Parabens a todos os contribuintes por estarem a pagar "projectos" de clubes de futebol!!!

Trata-se de muito dinheiro envolvido e continuamos a deixar q isto aconteca!!!

Bem mais vale baixar as calças pa me F****** á Grande a Francesa!

:bust:

[]s :diablo:

Share this post


Link to post
Share on other sites

1º a centro de estagios n é do porto, é de gaia, o Porto n vai ser a unika instituição a usar esse centro de estagios, e tá a pagar para usufruir dele, onde o alugou.

2º Falam mto do Porto, mas vejam os exemplos do benfica com terrenos vendidos duas vezes, pagamentos do vosso estadio, e ajudas do estado. Assim, tb eu compro tudo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bem vindos a Portugal....  :Portugal:

o pior é k toda a gente sabe disso...e nao fazem nada.... :blerk:

Share this post


Link to post
Share on other sites

falem com o Presidente da Camara de Lisboa a ver se ele faz o mesmo... à tanto tempo que lançaram a 1ª pedra... e acontece-se só no Porto :funny:

@Revenge: não vale a pena, é só uma das desculpas de muitas para justificar as misérias dos ultimos anos (não querendo dizer que o texto é invalido)

Share this post


Link to post
Share on other sites
1º a centro de estagios n é do porto, é de gaia, o Porto n vai ser a unika instituição a usar esse centro de estagios, e tá a pagar para usufruir dele, onde o alugou.

Sabes o valor da renda que o Porto paga?!

520

Edited by RiK

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sabes o valor da renda que o Porto paga?!

520

n interessa, o valor k pagam de renda já é entre eles, o k te tou a tentar dizer, é k ao contrario do k mtos de vós pensa, o centro de estagios n é do porto, a camera de gaia n o deu ao porto, o porto pdoe acabar por sair de lá, ou se o kisesse vender n podia pois n é nosso, e alem disso partilhamos o centro de estagio, n é so nosso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O valor que pagam de renda é entre eles?! Estamos a falar de uma câmara municipal.. de onde vem o dinheiro que eles estoiraram com o Porto?

E para o Porto é sempre melhor que o centro de estágios não seja dele. Ora vejamos: por cento e poucos contos não é responsável pela sua manutenção (desde o corte de uma relvinha ao pagamento a funcionários), e tem prioridade sobre toda e qq utilização do complexo inteiro durante 50 anos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Filhos da Mãe, ainda gostava de os ver fazer uma residência para estudantes com menos condições para o desporto, mas com mais espaço é claro, para depois alugarem por esse preço.

Quando digo residênçia, pode ser qualquer outro projecto desse tipo.

:n:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pá Sinceramente n tenho nda contra o FC-Porto, Mas Lixa-me saber q existe uma mafia q toda a gente tem conhecimento e nda faz!!!

Parabens a todos os contribuintes por estarem a pagar "projectos" de clubes de futebol!!!

Trata-se de muito dinheiro envolvido e continuamos a deixar q isto aconteca!!!

Bem mais vale baixar as calças pa me F****** á Grande  a Francesa!

:bust:

[]s :diablo:

TEMOS PENA !!!

São uns malandros .. deviam seguir o exemplo das outras autarquias q gastam o dinheiro todo muito bem gasto.

Quando foi para construir aquela merda do CCB que se gastaram milhões de contos ninguém se queixou, quando no interior há pessoal que nem centro de saúde tem.

Gastaram se milhões de contos para meia duzia irem ver a Expo98 e para aquela zona de Lisboa ficar arranjada .. o dinheiro é todo canalizado para Lisboa e ainda vem falar em injustiças "coitados dos contribuintes que estão a financiar o futebol" poupem-me ! o futebol é sp a desculpa ..

Share this post


Link to post
Share on other sites
1º a centro de estagios n é do porto, é de gaia, o Porto n vai ser a unika instituição a usar esse centro de estagios, e tá a pagar para usufruir dele, onde o alugou.

Verdade, parte disso.

Clubismos à parte.

Já à meses atrás expliquei ao pormenor a realidade do centro de estágio pois não acredito que aqui (modestia à parte) alguem saiba mais sobre a realidade do mesmo do que eu.

Não sei se se encontra no histórico ou não, é questão de procurarem.

Aqui, só tenho é que agradecer à autarquia e ao FCP pelo facto de se ter construido o centro de estágio do Olival (é o nome dele) e pelo facto do FCP usufruir do mesmo por um periodo de 50 anos (sociedade Gaia-Porto).

Acho q toda a cidade agradeçe.

Tudo o resto é conversa, independentemente de haver favoritarismos ou não, de se ter "contornado" alguma coisa ou não, o que interessa é que ele existe, está funcional, a zona está em expansão (para quem n sabe era uma zonal rural!!!) e tudo o que daí advem.

Ainda bem que a camara se lembrou disso mesmo (para quem tb n sabe, foi aprovado por unanimidade em assembleia municipal e com voto de louvor).

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isto é uma vergonha, é um escandalo. À uns tempos ouvi na tv o Menezes a dizer que tinha proposto fazer outro centro para quando o slb vie-se jogar ao norte, espero que isso nao se verifique para a vergonha nao continuar.

topic.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites
Isto é uma vergonha, é um escandalo. À uns tempos ouvi na tv o Menezes a dizer que tinha proposto fazer outro centro para quando o slb vie-se jogar ao norte, espero que isso nao se verifique para a vergonha nao continuar.

topic.gif

O problema mais uma vez é a comunicação social, o que ele dise e já está feito é o estádio do Perosinho, mais concretamente e correctamente, estádio Dr Jorge Sampaio, que servirá assim que for assinado o protocolo de "casa" do SLB no Norte e das selecções nacionais bem como para o SCP está em fase de conclusão o Estádio do Candal.

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites
O novo estádio do candal já n está pronto ?

yup...

quanto ao topico :

pa aproveitem agora que a mama não dura para sempre... (ou será que dura... ) :hypo:

Ps: jr_cardoso :lol: (nem reparei no teu reply) já treinam lá pelo menos já vos digo ao certo se ja foi inaugurado ou ñ...

Edited by 2Pac

Share this post


Link to post
Share on other sites
TEMOS PENA !!!

São uns malandros .. deviam seguir o exemplo das outras autarquias q gastam o dinheiro todo muito bem gasto.

Quando foi para construir aquela merda do CCB que se gastaram milhões de contos ninguém se queixou, quando no interior há pessoal que nem centro de saúde tem.

Gastaram se milhões de contos para meia duzia irem ver a Expo98 e para aquela zona de Lisboa ficar arranjada .. o dinheiro é todo canalizado para Lisboa e ainda vem falar em injustiças "coitados dos contribuintes que estão a financiar o futebol" poupem-me ! o futebol é sp a desculpa ..

Epá... Não tens mesmo a noção da barbaridade que estás a dizer pois não?

Achas mesmo que Porto/Gaia = F.C.Porto??? Só mesmo um doentinho do F.C.P é que podia fazer um reply como o teu! É que não tem rigorosamente nada a ver!!! Queres comparar uma EXPO 98 ou um CCB com uma merda de um centro de estágio que só serve única e exclusivamente para o FCP treinar??? Isso é uma coisa de utilidade pública??? Quem quiser pode lá ir treinar? Olha, o Salgueiros ou o Boavista, podem usar isso como se fosse deles?

Depois acho engraçado qd falam em Expo e CCB qd têm uma Casa da Música e um "Metro de Superficie" que só têm dado vontade de rir...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eles fikavam contentes era com uma guerra civil...do genero norte/sul k houve na america :D

Por mim podem vir.... im ready :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vocês falam como se isso fosse um grande problema, eu sou morador de gaia e o dinheiro gasto com o centro de estagio ( o qual eu apoio) não afectou em nada o desenvolvimento do concelho, pois o dinehrio da câmara é bem gasto, não é um gajo de lisboa que pode reclamar com o dinheiro gasto pois independentemente de ter saido do bolso dele ou não só pode ser gasto em gaia como ta a acontecer.

Desde que o menezes veio pra cá isto evoluiu a olhos vistos, são centros pra juventude, projectos sociais de apoio aos carenciados, centros polidesportivos, melhoramento das escolas, melhoramento dos postos de saude, colocação de saneamento em todo o concelho, alcatroaram as ruas quase todas, antigamente parecia uma pista de ralis tudo feito em pedra, enfim, o dinheiro foi mais do que bem empregue e não ha razoes pra se queixarem onde o FCP treina pq acho k veio ajudar a zona de olival e melhor a imagem de gaia perante o país.

Se o dinheiro fosse mal gasto, se não se fizesse nada em gaia e andassem a gastar no futebol ate concordava com voces, mas como tal não se verifica não me afecta que a camara gaste o seu dinheiro a fazer um centro de estagios pois pode faze-lo pq tem condições financeiras.

So se devia prenunciar quem mora em gaia, os de fora nada conhecem.

Não se apoiem so em numeros mas sim em factos.

Cumps.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não é bem assim... O dinheiro gasto nas obras públicas de Gaia, em princípio é para os cidadãos de Gaia, mas tb para todos e qq cidadão português! Ou vais-me dizer que não posso ir a nenhum espaço público qd for a Gaia só pq n moro lá? Ptt, qq português que pague impostos, tem o direito a dizer qq coisa.

Neste caso, o centro de estágios do FCP foi construído com dinheiros públicos e não se destina a fins públicos! É o meu dinheiro, o dinheiro do meu pai, dos meus avós, etc...

O pessoal de Gaia acha isto bem??? Ok... Não percebo.

Edited by HERiTAGE

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu cá acho muito bem que o tenham feito. Agora ter seja lá quem for a pagar 520€ por mês por uma cena com aquele custo, porra NEM QUE FOSSE O BENFICA!!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Não é bem assim... O dinheiro gasto nas obras públicas de Gaia, em princípio é para os cidadãos de Gaia, mas tb para todos e qq cidadão português! Ou vais-me dizer que não posso ir a nenhum espaço público qd for a Gaia só pq n moro lá? Ptt, qq português que pague impostos, tem o direito a dizer qq coisa.

Neste caso, o centro de estágios do FCP foi construído com dinheiros públicos e não se destina a fins públicos! É o meu dinheiro, o dinheiro do meu pai, dos meus avós, etc...

O pessoal de Gaia acha isto bem??? Ok... Não percebo.

nao percebes eu faço-te um desenho, nos aqui em Gaia estamos contentes pois a zona onde esta o centro de estagio era super atrasada e agora esta a evoluir a olhos vistos, assim como Gaia no geral como disse o Netscooter, e ja agora acrescento que a zona ribeirinha e das praias de salgueiros até francelos estão 5 estrelas, portanto este Meneses é um gajo que já fez mais por Gaia do que o Carvalheiras (ex presidente) faria em 100 anos.

e vem agora 1 gajo que quando tal nunca pos os pés em Gaia dizer mal dos investimentos da Camara, é preciso ter lata, e ja agora um grande odio ao FCP...

em relação aos investimentos PUBLICOS em lisboa e vale do tejo correspondem a 60% do orçamento nacional para obras PUBLICAS, por mim a expo so serviu para transformar uma zona degradada de lisboa numa zona in (rigorosamente mais nada) praticamente so vieram ca espanhois, foi um fiasco e nao me venham dizer que deu muita visibilidade internacional, porque a ultima expo para quem nao sabe foi em hanover na alemanha e ninguem ligou a ponta dum corno (aposto que nenhum portugues la foi)... quanto ao CCB so custou 10 vezes mais que a casa da musica, e em relaçao ao metro, por acaso nao me querem dizer que o de lisboa foi de borla...

PARA VOSSA INFORMAÇÃO PORTUGAL FOI PROIBIDO PELA UNIAO EUROPEIA DE INVESTIR MAIS EM LISBOA COM FUNDOS COMUNITARIOS PORQUE ESTA REGIÃO FOI CONSIDERADA ACIMA DA MÉDIA EUROPEIA E COMO TAL NÃO PODE RECEBER MAIS SUBSIDIOS.

ja agora ja repararam que o presidente e o 1º ministro sao ambos ex presidentes da camara de lisboa...

é por estas e por outras que impostos só pago mesmo aqueles aos quais não consigo fugir, felizmente muito pouco... se um dia ouver regionalizaçao vou pensar seriamente em pagar mais impostos, até la nem pensar...

Edited by mig

Share this post


Link to post
Share on other sites
acho que o mig já disse tudo

Não... para variar, não disse mesmo nada de jeito.

Mig, nem que fosse o centro de estágios do Cascalhense Futebol Clube!!! Não percebes? O MEU dinheiro, que desconto para os impostos, pura e simplesmente não se destinam a esse fim!!! Isto não é ser Anti-Portista, tou-me a cagar bem para o Porto...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Isto não é ser Anti-Portista, tou-me a cagar bem para o Porto...

Não é para levares a mal, mas acho este comentário absolutamente brilhante. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.