Jump to content
Sign in to follow this  
JLDR

Ciclista Bruno Neves Morre Devido A Queda

Recommended Posts

Ciclismo: Ciclista Bruno Neves morre devido a queda no Grande Prémio de Amarante

bruno_neves[1].jpg

Amarante, 11 Mai (Lusa) - Um ciclista do LA/MSS, da Póvoa do Varzim, morreu hoje próximo do Alto da Lixa, Amarante, quando participava no Grande Prémio de Amarante em Ciclismo, devido a uma queda, confirmou à Lusa fonte dos bombeiros.

A vítima foi o ciclista Bruno Neves, natural de Oliveira de Azeméis, que recentemente venceu o Grande Prémio RTP Algarve.

O acidente ocorreu a meia da tarde na zona de S. Gens, na EN 15, entre Amarante e a Lixa.

Ainda se desconhecem pormenores sobre a queda que provocou a morte do atleta e se o ciclista levava ou não capacete na cabeça.

Segundo a fonte dos bombeiros, o ciclista foi assistido pelos bombeiros no local -- uma ambulância de Amarante fazia o acompanhamento da prova -- e transportado para o hospital Padre Américo, em Penafiel, mas não resistiu aos ferimentos.

A sétima edição desta prova de ciclismo, que foi anulada pela organização -- Câmara Municipal de Amarante e Associação de Ciclismo do Porto -- é um tributo ao conhecido médico ligado ao ciclismo Dr. Barreiros de Magalhães.

FONTE

É triste, realmente...

Share this post


Link to post
Share on other sites

e triste ....um jovem que ate estava a fazer uma boa epoca....

ia representar portugal nos J O ...

Edited by juliox

Share this post


Link to post
Share on other sites

Independentemente de ser bom ciclista ou não, é de lamentar profundamente a sua morte. Alguém que treina todos os dias para ser o melhor, não merece morrer desta maneira. Tenho uma grande admiração pelos ciclistas que quer faça sol ou chuva lá vão para a estrada treinar sem direito a ferias, feriados ou domingos. São atletas a sério!

Share this post


Link to post
Share on other sites

E devia ser boa pessoa e bom colega, ou os companheiros de equipa não teriam reagido da forma como reagiram

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tenho uma grande admiração pelos ciclistas que quer faça sol ou chuva lá vão para a estrada treinar sem direito a ferias, feriados ou domingos. São atletas a sério!

Bem dito. Isto não é como os futebolistas que "ai jesus" têm sempre medo de partir uma unha.

Deve ser dos poucos desportos em que o físico e a resistência são levados ao máximo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tenho uma grande admiração pelos ciclistas que quer faça sol ou chuva lá vão para a estrada treinar sem direito a ferias, feriados ou domingos. São atletas a sério!

Bem dito. Isto não é como os futebolistas que "ai jesus" têm sempre medo de partir uma unha.

Deve ser dos poucos desportos em que o físico e a resistência são levados ao máximo.

isso e o doping.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tenho uma grande admiração pelos ciclistas que quer faça sol ou chuva lá vão para a estrada treinar sem direito a ferias, feriados ou domingos. São atletas a sério!

Bem dito. Isto não é como os futebolistas que "ai jesus" têm sempre medo de partir uma unha.

Deve ser dos poucos desportos em que o físico e a resistência são levados ao máximo.

isso e o doping.

Vai lá tu subir montanhas... eu acredito que todos os ciclistas se "dopem" de uma ou outra forma, e acho que em geral, são muito poucos os que realmente ganham com isso em relação aos seus adversários.

Já dizia o Agostinho: "Não se sobem os Alpes só com bifes e batatas fritas"

Share this post


Link to post
Share on other sites
Fonte policial diz que Bruno Neves morreu de paragem cardíaca

Na sequência da investigação da Polícia Judiciária à equipa LA-MSS, por suspeitas de doping, a Agência Lusa noticia que o antigo ciclista da equipa, Bruno Neves, faleceu na sequência de uma paragem cardíaca. A agência noticiosa alicerça a informação numa fonte policial, a qual garante que a autópsia garante que o ciclista teve um ataque do coração enquanto estava em cima da bicicleta e não de queda.

Duarte Nuno Vieira, do Instituto Nacional de Medicina Legal, remete por outro lado conclusões para mais tarde, após a realização de exames complementares. «Nos casos de morte no desporto, como foi o caso de Féher, há um protocolo de actuação que tem de ser cumprido», referiu, acrescentando que as conclusões à mort de Bruno Neves serão conhecidas dentro de um mês depois dos exames histológicos e os toxicológicos.

Bruno Neves, recorde-se, era aos 26 anos um dos melhores sprinters portugueses, tendo falecido no passado dia 11 de Março, após uma queda no Grande Prémio de Amarante, prova a contar para a Taça de Portugal, tendo sido transportado ao Hospital Padre Américo, de Penafiel, onde chegou já sem vida. A queda envolveu, de resto, mais dois ciclistas Cláudio Faria e Jorge Teixeira, que sofreram apenas ferimentos ligeiros.

<_<

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.