Jump to content
Sign in to follow this  
Mini0n

O Segredo Por Detrás Dos Ornitorrincos

Recommended Posts

O segredo por detrás dos ornitorrincos

platypuscc9.th.jpg

O que acontecia se cruzássemos um mamífero com um réptil e até com uma ave? Simples, teríamos um ornitorrinco. Isso é pelo menos o que revela o genoma deste curioso animal de 40 centímetros, com pêlo, um bico de pato, patas e cauda espalmadas, que põe ovos, mas depois amamenta as suas crias. E não pense que estamos a falar de uma espécie extinta há milhões de anos. O Ornithorhynchus anatinus vive ainda hoje nos rios e ribeiros do Leste da Austrália (é a imagem na parte de trás das moedas de 20 cêntimos) e da Tasmânia.

"O genoma do ornitorrinco, tal como o próprio animal, apresenta uma amálgama de características pertencentes a um réptil [põe ovos e produz veneno] e a vários mamíferos [amamenta]", afirmam os investigadores que publicaram o seu estudo na revista Nature. Alguns dos 52 cromossomas, nomeadamente no que diz respeito às suas características sexuais, correspondem aos de aves.

"Esta mistura fascinante no genoma do ornitorrinco fornece muitos indícios sobre a função e evolução de todos os genomas dos mamíferos", revela Richard Wilson, director do Centro de Genoma na Universidade de Washington, nos EUA. Comparando o seu genoma com o de outros mamíferos, os investigadores esperam ser capazes "de estudar os genes que foram conservados durante toda a evolução".

A sequenciação do genoma foi realizado numa fêmea chamada Glennie, que vive em Nova Gales do Sul (Austrália). Na investigação participaram equipas de oito países. Os cientistas compararam o genoma do ornitorrinco com o do homem, do cão, do rato, da sarigueia e da galinha. Conclusão: o ornitorrinco partilha 82% dos seus genes. No total são 18 527, isto é, cerca de dois terços dos genes do homem.

Apesar de serem comuns, os ornitorrincos foram recentemente classificados como "vulneráveis" por dependerem do seu meio ambiente para sobreviver e este estar ameaçado pelas alterações climáticas e pelas actividades humanas. A qualidade da água, a erosão, a destruição do seu habitat e do das suas presas, bem como doenças são agora uma ameaça.

Fonte: DN

Epah... Pêlo, bico de pato, patas com membranas entre os dedos, ferrão com veneno, nada com olhos fechados detectando as presas com receptores electrossensoriais do bico, põe ovos e as crias amamentam-se com leite que sai de poros...

WTF?

Que eram esquisitos já sabia, agora assim tanto... :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.