Jump to content
Jokeman

As Mulheres Não Gostam De Foder

Recommended Posts

Polícia queria que livreiro escondesse livro sobre sexo

Dois agentes da PSP de Viseu, um deles graduado, "aconselharam", ante-ontem, os responsáveis por uma livraria a retirarem da montra um livro com um título eventualmente polémico: "As mulheres não gostam de foder". O ensaio sexual em banda desenhada, da autoria do espanhol Alvarez Rabo, encontrava-se exposto na montra da loja que as Edições Polvo abriram , há cerca de dois meses, no shopping Ícaro, no centro da cidade.

"Estiveram da parte de fora a ler os títulos. Depois entraram e pediram para ver o livro. Vinham fardados. No princípio, julguei que estavam aqui como clientes. Mas não. Fiquei espantado quando o graduado, em jeito de aviso, aconselhou a retirar a obra da montra", explicou ontem, ao JN, Alexandre de Melo, colaborador da livraria.

Os agentes da autoridade terão justificado o aviso ao livreiro, com "várias" queixas recebidas na PSP. "Com a maior correcção, explicaram-me que Viseu é uma cidade muito especial e que aquele livro não ficava bem na montra", lembra Alexandre Melo, que afirma ter argumentado que a editora e a obra em causa "eram absolutamente legais".

Ontem, o autor foi substituído por obras de Rúben A. "Não o fizemos por medo. Reformulámos a montra porque essa já era a nossa intenção", explicou o colaborador das Edições Polvo.

"No início ri às gargalhadas. Mas depois comecei a pensar que esse aviso configura um acto potencialmente censório. Fez-me lembrar o tempo em que os meus pais iam a uma livraria e a obra estava escondida debaixo do balcão. Não pode ser. Mesmo em jeito de aviso, a PSP não tem poder para nos aconselhar a retirar uma obra da montra", remata Alexandre Melo. Críticas partilhadas pelo gerente da empresa, Jorge Deodato: "Voltamos ao tempo da censura?".

"Recebemos uma queixa verbal e fomos lá ver o que se passava. Agora, iremos encaminhar o caso para o Ministério Público, entidade com competência para decidir se a obra deve ser apreendida", disse Simões de Almeida, comandante da PSP.

"Um diploma legal de 1974, que não foi revogado, permite a todas as autoridades a apreensão e autuação de obras com cariz pornográfico. Resta saber se o livro em causa pode ter essa classificação. Sem conservadorismos serôdios, afigura-se-me que o título é chocante. Estamos perante uma discussão, em aberto, entre o obsceno e o regular", comentou Mário Frota, da Associação Portuguesa do Direito do Consumidor.

Diferente opinião tem o director-geral da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros. "Vigora entre nós a liberdade de edição. A menos que ofusque valores consagrados, a circulação é livre. E a exposição é uma forma de circulação. Só reconheço aos tribunais legalidade para tomar decisões, nomeadamente, a de decidir qualquer apreensão", reagiu António Batista Lopes.

5337246.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jokeman :lol:

Vi essa cena na TV.. jasus... agora voltamos ao regime Salazarista em que a que ter em atenção o pudor e as mentes sensiveis de inocentes transeundes que passem na rua..... <_<

LIBERDADE DE EXPRESSAO!!!!!! :clap:

E os policias foram á loja... bbhhaaa!!! :realfun:

1 Abraço :coolmusic:

Edited by Housy

Share this post


Link to post
Share on other sites

“A nossa liberdade acaba quando começa a dos outros”, acho que aqui foi confundido um pouco a liberdade de expressão com o facto de aquele titulo ter chocado algumas pessoas e acho que nada tem a ver com pudismos mas sim com o limiar do razoável, só foi pedido para retirar a obra da montra não tira-la de circulação.

--edit--

Se tivessemos no tempo da censura nem essa obra estava na loja quanto mais na montra, e a polcia em vez de ir falar tinha ido busca-los para levarem umas malhas no corpinho :dumb:

Edited by Kensei

Share this post


Link to post
Share on other sites

Kensei, mas a partir do momento que o livro é editado nao venham ca com coisas que se eu o quiser ter emoldurado a porta de minha casa que ninguem me venha dizer nada... nem a Policia, Exercito quem quer que seja...

É apenas um livro de um editor que contactou uma editora para o editar e se calhar ate que foi a editora que solicitou a criação de tal coisa como é muito normal!! A meu ver o titulo apenas é uma opiniao de quem o criou, nada mais que isso mas nao podemos estar a dizer que está no "limiar do razoavel" quando nao se sabe o conteudo do mesmo!!!

Se formos por estes parâmetros podemos olhar para o livro "O meu pipi" que de titulo nao tem nada de especial mas em conteudo... jasus... Eu que sou uma pessoa com uma mente completamente aberta e liberal fiquei a meios que chocado e repugnado com alguns excertos do livro... mas a verdade é que tambem me caguei a rir com a parte da leitaça... (nao, nao explico... quem quiser que leia o livro que ta demais mas cuidado, é muito PORCO!!!!) ^_^

1 Abraço :coolmusic:

Edited by Housy

Share this post


Link to post
Share on other sites
Não gostam de foder não...cof cof cof...

Peace })

:lol:

é uma palhaçada quererem tirar o livro da montra mas se fosse aquela aberração chamada josé castelo branco na capa da maria ja ng se importava ..

é nestas pequenas coisas q ainda somos um bocado atrasados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Provavelmente foi alguma coisa que os senhores guardas não gostaram... se calhar elas até f**** mas não com os sr.s guardas.

É muito chato, admita-se..

---edit---

E, por falar nisso...

Elas não gostam mesmo nada..

Edited by RiK

Share this post


Link to post
Share on other sites
o nome do autor tb e sugestivo :lol:

realmente o nome do gajo e muiiito sugestivo. :lol:

quanto ao titulo e k ja n se pode dizer o mm. dd quando e k isso e verdade? :-..

cheers

:guns:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isto só em Portugal... há coisas que me confudem...

Leia-se esta parte:

"Um diploma legal de 1974, que não foi revogado, permite a todas as autoridades a apreensão e autuação de obras com cariz pornográfico. Resta saber se o livro em causa pode ter essa classificação. Sem conservadorismos serôdios, afigura-se-me que o título é chocante. Estamos perante uma discussão, em aberto, entre o obsceno e o regular", comentou Mário Frota, da Associação Portuguesa do Direito do Consumidor.

errrmmmm primeiro.. srs juízes já começavam a fazer qualquer coisa e a ver os diplomas de há 30 anos.. digo eu!

segundo... "afigura-se-me q o título é chocante" ... ok não digo que não seja mas então e o "Talvez F...." do Abrunhosa que esteve durante muito tempo nos tops dando inclusivé na TV ou vários outros livros que estão à venda nas maiores livrarias/bibliotecas do nosso país, muitos deles sendo de autores portugueses? E já agora... errmmm vende-se o kamasutra, vende-se livros sobre homossexualidade, livros sobre sexo, livros eróticos nas maiores bibliotecas do país e é um título que choca muito? Errrmmm eu até compreendo o pedido (lisboa e viseu não têm propriamente a mesma cultura/educação) agora daí à apreensão da obra pq tem um título pornográfico.... santa paciência!

Digo eu! ;)

*******

PiNi-PoM

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ouvi dizer ke esses policias ficaram chateados pois o livro foi feito com base em depoimentos prestados pelas esposas dos mesmos... :plain:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.