Jump to content
Sign in to follow this  
norules

Entrevista: Helder

Recommended Posts

QUERIAM QUE TRAMASSE ZAHOVIC, ARGEL E DRULOVIC

O central causou sensação ao assinar esta época pelo Paris Saint-Germain, após ter sido dispensado do Benfica. Hélder sai magoado da Luz, mas garante estar de consciência tranquila. De resto, a permanência estava ameaçada por não querer compactuar com certas situações

Correio da Manhã – Esperava renovar pelo Benfica?

CHélder – A partir de certa altura percebi perfeitamente que não ia ficar no clube. Mas, apesar disso, sempre pensei que sairia de uma forma mais digna. Por aquilo que dei ao Benfica julgo que merecia o reconhecimento público da minha dedicação ao clube e um pouco mais de respeito.

– Que altura foi essa em que percebeu que não ficaria?

– A partir do momento em que perdemos com o Sporting, em casa, começaram imediatamente as notícias sobre a falta de interesse do Benfica em mim e no Argel. E as notícias não aparecem do nada.

– Nesse momento procurou saber junto dos dirigentes o que se passava?

– Tentei, até porque nessa altura ainda tínhamos muitos jogos pela frente e notícias dessas não eram benéficas para o grupo. Fi-lo pelos meus deveres de capitão, em defesa do grupo, e não por estar preocupado comigo.

– A disputa da braçadeira de capitão com Simão Sabrosa ajudou ao seu afastamento?

– Penso que sim. Pelo que me disseram pretende-se, hoje, uma nova imagem. Eu sempre fui um capitão incómodo porque defendi, exclusivamente, os jogadores. Hoje, Simão é o capitão e espero que o seja por muitos anos.

– Simão não é assim?

– Somos diferentes.

– Como é a vossa relação?

– Apesar do que se passou e de algumas mentiras que foram ditas – como a de eu ter feito ‘lobbing’ – consegui ter sempre uma relação normal com Simão.

– Diz que foi um capitão incómodo para a SAD. Pode dar alguns exemplos?

– Entendi claramente que era um empecilho. Continuando no Benfica teria que manter-me como capitão do grupo e isso podia incomodar algumas pessoas. Estive sempre do lado dos jogadores. Há outros que serão mais convenientes para a administração. Eu tenho a consciência tranquila. Sei que fui um grande capitão.

– Dê exemplos...

– Vou dar-lhe aquele que ditou o meu futuro no Benfica. Há dois anos, Luís Filipe Vieira reuniu-se comigo e com outros jogadores e fiquei completamente surpreendido quando ele nos pediu para deixarmos de falar a três colegas do plantel, de forma a isolar esses jogadores. Tratava-se de Drulovic, Zahovic e Argel. Recusei seguir tal conselho. Organizei, então, uma reunião com o grupo onde foi tudo dito, cara na cara, jogador a jogador. Com esta atitude, penso que devolvi ao clube dois jogadores que hoje são importantes para os objectivos da equipa. Recuperei-os, quando os dirigentes queriam metê-los numa caixa. Queriam que tramasse três colegas. Senti que a partir daquele momento o meu destino no Benfica estava traçado. Não é por estar em França que estou a contar isto. Faria o mesmo se estivesse a jogar em Portugal.

– Mais situações em que afrontou a SAD...

– Cheguei a ser acusado de só pensar em prémios e quando referia que estava ali a representar o grupo e os seus interesses legítimos era incompreendido.

– Existiam muitos prémios em atraso?

– Não.

– Disse que o Paris Saint-Germain é melhor do que o Benfica. Mantém?

– Neste momento é. Pelo menos teve acesso directo à Liga dos Campeões.

– Não estará a ser ingrato?

– Mas eu nunca serei ingrato com o Benfica – instituição. Devo tudo ao Benfica, tudo começou no Benfica mas não me obriguem a confundir o grande clube com os dirigentes que lá estão. Sei muito bem distinguir as coisas e faço questão de o fazer.

– Que pensa da contratação de Trapattoni?

– É um grande treinador que encaixa bem no clube. Tem bastante classe e empresta credibilidade a este Benfica.

– Quem é o grande candidato ao título?

– O Benfica é o grande candidato porque tem uma estrutura que transita do ano passado e um bom treinador.

DISSERAM-ME QUE TIAGO SÓ PENSAVA EM DINHEIRO

– Confirma que lhe foi dito, pelos dirigentes, que Tiago apenas pensava em dinheiro e que era por isso que ele queria sair?

– Disseram-me a mim e a mais pessoas. De resto, sempre tive o cuidado de nunca reunir sozinho com os dirigentes. Sempre levei comigo os outros capitães. E a todos nos foi dito isso mesmo. A saída do Tiago já era esperada porque a relação dele com José Veiga estava muito deteriorada.

– José Veiga foi seu empresário durante onze anos. De que forma é que ele lhe comunicou o desinteresse do Benfica?

– Numa reunião ele disse-me que o futebol está diferente, sem nunca concretizar essa ideia. Lembrei-lhe que tinha sido um dos dez mais utilizados, mas ele só me dizia que o futebol tinha mudado. No final, perguntou-me o que pensava fazer e respondi: ‘diz-me tu, que és o meu empresário’. Porque é curioso: durante onze anos foi meu empresário, atribuindo-me todas as qualidades, e depois dispensa-me.

– Como viu a passagem de Veiga-empresário para Veiga-dirigente?

Hélder – Não escondo que muitos jogadores estão desiludidos. Há já bastante tempo que ele vinha preparando a entrada no Benfica mas foi incapaz de dar andamento aos processos dos seus jogadores. E alguns deles estão agora desempregados porque ficaram sem empresário. Veiga abandonou os jogadores à sua sorte.

O MELHOR É NÃO TER EMPRESÁRIO

– Quem o ajudou a chegar ao Paris Saint-Germain?

– Neste momento não tenho empresário, que é o melhor que pode acontecer a qualquer jogador. Diz-me a experiência que é assim. Fui claro: disse que ainda tencionava jogar mais dois anos e que a não ser no Benfica só no estrangeiro. E assim foi, sem a ajuda de ninguém.

– Vai jogar com o avançado português Pedro Pauleta na capital francesa. Como está a ser a adaptação ao novo clube?

– Muito boa. O clube tem a preocupação de me dar todas as condições necessárias para desenvolver da melhor forma o meu trabalho. O treinador considera que sou um jogador importante no seio do grupo, até pela minha experiência, e já percebi que existe uma massa associativa muito ambiciosa no Paris Saint-Germain.

– Quais são os objectivos traçados para esta nova temporada?

– O treinador [o bósnio Vahid Halilhodzic] ainda não assumiu a vitória na Liga francesa como um objectivo. Há um discurso de contenção, mas penso que os objectivos passam por levar a equipa o mais longe possível em todas as competições em que se encontra em prova.

– O abandono do futebol está então marcado para daqui a dois anos?

– No futebol nada pode ser dado como adquirido. Logo se vê. Mas confesso que não tenciono arrastar-me pelos relvados. Espero abandonar, um dia, a minha carreira de futebolista com toda a naturalidade e sem sobressaltos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

sim .. e?

Tem k se fazer pela vida..falar , falar e falar para aparecer nos jornais.

Na proxima entrevista em vez de dizer :

Há dois anos, Luís Filipe Vieira reuniu-se comigo e com outros jogadores e fiquei completamente surpreendido quando ele nos pediu para deixarmos de falar a três colegas do plantel, de forma a isolar esses jogadores. Tratava-se de Drulovic, Zahovic e Argel. Recusei seguir tal conselho

Vai dizer:

o S.r Luis Filipe Vieira , Obrigou-me a despir as cuecas e besuntar o rabo com Mel , pedindo-me depois para correr pelo campo do SLB a cantar o "tirolirolo"

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o que é que isso interessa ?? Ja se sabe que varias coisas sao verdade mas e depois ?? Eles que se entendam ... o que faz estas noticias é existirem 3 jornais desportivos diarios que precisam de encher paginas.

Um bom resto de carreira para o Helder ( sim,acho que o queimaram )

Share this post


Link to post
Share on other sites
E porquê esta fixação dos portistas em todo e qualquer detalhe que diga respeito ao Benfica ?

<{POST_SNAPBACK}>

E porquê essa vossa fixação em dizer que só porque falamos de alguma coisa que diga respeito ao Benfica é porque estamos com inveja ou fixados ou lá o que seja?

Share this post


Link to post
Share on other sites

É triste, mas o futebol em Portugal é assim. Não será só no Benfica; será em todos os clubes com dirigentes "tradicionais".

De qq maneira, não li por aí nada escandaloso. Todos sabemos o que as direcções são capazes de fazer para despacharem jogadores que não querem.

Mas, mesmo assim, não acredito a 100% no que diz o Helder. Fala ele em ser capitão mas eu lembro-me de ele se ter esquecido do Mantorras.. e ser dispensado do clube que o projectou e que agora lhe pagava a reforma deve ser forte para a dor de cotovelo. Não acredito muito no que ele diz pq quem já viu treinos do SLB esta época (ou mesmo na transacta) tem que constatar que o problema do Benfica não é o mau ambiente. É a falta de qualidade, parece-me.. e aí Helder era o elo mais fraco. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites
E porquê essa vossa fixação em dizer que só porque falamos de alguma coisa que diga respeito ao Benfica é porque estamos com inveja ou fixados ou lá o que seja?

:n:

Não ponhas todos no mesmo saco, a isso se chama juizo de valor, por mim, desde q a discussão seja saudável, minimamente sustentável e com inteligência, não interessa a clubite, cada um defende aquilo que acredita.

B)

Share this post


Link to post
Share on other sites

eu apenas postei uma noticia que achei interessante, não vejo problema nisso, mas pronto =/

não deixa de ser curiosa a noticia... :)

Edited by norules

Share this post


Link to post
Share on other sites
eu apenas postei uma noticia que achei interessante, não vejo problema nisso, mas pronto =/

não deixa de ser curiosa a noticia...  :)

<{POST_SNAPBACK}>

Mas as explicações do Del Neri sobre a saída do Porto não achaste interessante, não ? Só o que diz respeito ao Benfica é que é interessante, não é ? De que clube é que és afinal ?

Conclusão : Em Portugal, só o Benfica é 'interessante' (como se já não soubessemos só pelas capas dos jornais...)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acredito nas palavras do Hélder, ele n é assim parvo em afirmar coisas e nomes sem razao de ser !!!

Neste momento se fosse o Argel ou Zahovic mandava o LFV pra puta que o fez e deixava o Clube e metia um processo à direcçao !!!

Racistas de merda !!!

Edited by febana

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mas as explicações do Del Neri sobre a saída do Porto não achaste interessante, não ? Só o que diz respeito ao Benfica é que é interessante, não é ?

mas que explicações deu ele??

"eles (FCP) enganaram-se"... e quem não sabia disso?? :s

Share this post


Link to post
Share on other sites

Archi , eu nao disse k era mentira... ;)

Apenas acho k sao coisas k nao deviam sair ca pa fora...

COisas dessas , voces sabem muito bem , ke acontece em todos os clubes.

Acho k sao coisas pa fikar la dentro.

Atitude de merda de um jogador ke sempre admirei :n:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já não sei quem é que falou no Del Neri ali acima mas tb não tenho paciencia para ir ver :) Pelo que ouvi falar o Del Neri era um pouco racista...dai querer já dispensar o C. Alberto e o McCarthy...e foi contra isso que o V.Baia e o J.Costa se insurgiram.

Em relação a outro comentário...eu não sou anti-benfiquista. Quem o acha que me aponte o dedo. Alguns benfiquistas têm é a mania da perseguição e se um portista diz o nome Benfica no meio de uma frase é logo inveja para aqui e inveja para acolá. Chama-se a isso falta de argumentos, dentro e fora de campo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

NORULES , mete ai a noticia do Sergio Conceiçao hoje n'O Jogo ;)

ou ja nao interessa lavar roupa suja kuando e um jogador do porto a falar da sua antiga ekipa ;)

pois....

Share this post


Link to post
Share on other sites

mas que passou meia temporada lesionado, chegou gordo, tem razão de queixa?? ao contrário foi o helder que jogou vários jogos do benfica... ou não?? :P

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sérgio Conceição fala de falta de respeito do FC Porto

Sérgio Conceição não ficou nada satisfeito quando soube que não fazia parte dos planos do FC Porto para esta temporada, sobretudo porque estava a recuperar de uma lesão no joelho direito. O novo jogador do Standard de Liège deu conta disso numa entrevista ao sítio belga "footgoal.net". "No final do campeonato, precisamente antes do Euro'2004, fui de férias com um enfermeiro (Eduardo Braga) e fiz um trabalho individualizado. Trabalhámos duro para regressar. Mas, quando voltei, os dirigentes do FC Porto disseram-me que não contavam comigo. Senti isso como uma falta de respeito", lamentou o extremo português, lembrando que, tendo em conta a sua origem modesta, além de ter perdido muito cedo a mãe e o pai, aprendeu muito cedo o valor do trabalho.

O ex-portista deverá fazer hoje a sua estreia pelo Standard de Liège, no terreno do Cercle de Bruges, isto apesar de admitir que ainda nem está a 60 por cento. Sérgio Conceição revelou ainda que, apesar de ter propostas de França e de Espanha, optou pelo clube belga pela amizade que o liga ao seu empresário Luciano D'Onófrio, administrador dos "diabos vermelhos".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.