Jump to content

gosma25

Admin
  • Content Count

    5,913
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    10

gosma25 last won the day on June 24

gosma25 had the most liked content!

Community Reputation

1,993 Good

About gosma25

  • Rank
    Neuroscientist
  • Birthday 04/20/1983

Contact Methods

  • Website URL
    http://imm.fm.ul.pt/web/imm/translationalclinicalphysiology

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    I'm always around.

Recent Profile Visitors

5,364 profile views
  1. Basta ver a dificuldade que foi a implementação das urgências nos cuidados de saúde primários! Ir à urgência ao centro de saúde? Nah vai-se é logo ao hospital!
  2. Tens razão! Daqui a 50 anos, ou 30, ou 100, dependendo da evolução tecnológica da redes de inteligência artificial, talvez, mas talvez seja possível algo deste género. Atualmente? Yeah, right... @JoGo, que achas? Deixas de fazer urgência presencial. Apenas ficas atrás do ecrã a ver se o macaco treinado ou o HAL, prescrevem a medicação certa!
  3. Oh pá, bora lá formar médicos (ou outros profissionais de saúde) ali na chafarica da esquina! Afinal falta apenas vontade política, não percebo! Depois queixem-se da falta de qualidade...
  4. Se ao menos o assunto fosse assim tão simples... Mais de mil médicos sem acesso a especialidade este ano, estima associação do sector WWW.PUBLICO.PT Mapa de capacidades de formação em especialidades para 2020 ainda não foi publicado. A estimativa é da Associação de Médicos pela Formação Especializada. Aumentam-se as vagas nas Faculdades que, para quem não saiba, já são turmas, em média, acima de 200 alunos/ano por Faculdade, para depois não existir capacidade formativa de especialização, que é obrigatória para se poder exercer medicina. Brilliant! E haveria muito mais para discutir, mas ainda me vão acusar de defender a classe.... (à qual não pertenço )
  5. Flag carrier - Wikipedia EN.WIKIPEDIA.ORG Aqui podes ver que muitos países têm apenas minority shares
  6. Não, as imagens que se têm visto sucessivamente nos noticiários são manipulações... Enfim...
  7. Fdx, de facto qual o sentido de ser só no dia 1?? Que estupidez...
  8. Seria interessante ter acesso aos dados que o Eurostat usou para calcular o excesso de mortalidade. Tal como refere o estudo da Escola Nacional de Saúde Pública, acredito que, mesmo descontando as mortes reportadas por covid-19, tenha havido uma mortalidade excepcionalmente elevada nestes meses, noutros países europeus.
  9. Imunologia não é a minha área, longe disso, mas tinha ideia que na imunização a longo prazo, é suposto ficar com anticorpos IGg em circulação: Neste caso, num estudo sobre a varíola. Fonte Mas obviamente que uma posdoc em Imunologia percebe muiiiiiito mais que eu! O que eu tenho a certeza é que estamos sempre a descobrir coisas novas, mesmo sobre doenças que já conhecemos há décadas! Enquanto pesquisava sobre anticorpos e imunidade, encontrei isto: Fonte E conhecemos bem o Sarampo há décadas!!!!
  10. Vamos lá ver se consigo que entendas: Nesta questão, não tens razão! Já te mostrei os dados do número de mortes por Covid-19, ajustados para a população, nos 2 países: À data de ontem: 150.44 em Portugal vs 507.17 na Suécia por cada milhão de habitantes. Agora, olhando para o número de mortes em cada país: Caso não saibas a definição: Ou seja, numa país onde consistentemente se morre menos, de repente, em aproximadamente 3 meses, tens 337% mais mortes do que em Portugal, por uma única causa. Poderia-se argumentar que seria pelas diferenças no acesso/qualidade aos cuidados de saúde (embora na Suécia se morra menos do que cá). Vamos ver: Hmm, não sendo nenhum expert, diria que a existirem diferenças no acesso a cuidados de saúde, seria até prejudicial para o nosso caso. Dado que a taxa de mortalidade é muito superior na faixa etária acima dos 70 anos, será que a Suécia tem uma população mais envelhecida que a nossa? Vamos ver: Portugal - 16.3 % da população acima dos 70 anos Suécia - 14.8 % da população acima dos 70 anos Pois, também não me parece que se consiga justificar por aqui. Com estes dados, no meu entender, a diferença está justificada pelas diferentes abordagens nas políticas de saúde pública, ao longo deste período. Disclaimer - são os dados públicos mais recentes que consegui arranjar, não foram escolhidos propositadamente para fazer valer o meu ponto de vista. Se existirem outros dados mais recentes, tenho todo o gosto em olhar para eles e rever a minha "análise". Quanto à questão dos números estarem a decrescer após "confinamento", tenho 2 teorias: 1 - As medidas de educação de saúde pública estão a ter efeito, nomeadamente o distanciamento social e o uso de máscara. Isso é bem visível em Portugal onde após o desconfinamento, a grande maioria dos casos têm sido em populações que ou não querem (jovens inconscientes) ou não têm capacidade de cumprir essas medidas (população mais empobrecida). 2 - Tal como a grande maioria dos virus respiratórios têm uma variação sazonal, é possível (ainda ninguém tem dados que possam responder cabalmente a esta questão), que o SARS-COV2 também tenha essa variação. Esta hipótese é bastante preocupante, pois implica que cheguemos a Outubro/Novembro e lá vamos todos para casa outra vez. Queres trocar ideias baseadas em dados, de forma cívica, tenho todo o gosto. Acho que todos podemos aprender discutindo de forma saudável e adequada. Se quiseres continuar com a parvoíce, atirando dados soltos, fazendo cherry-picking dos dados que queres, irei ignorar os teus posts. @ruit, estive a ler por alto o artigo que colocaste. É de facto interessante e algo preocupante a rápida diminuição dos anticorpos IGg. No entanto a amostra parece-me demasiado pequena para se poderem retirar conclusões em larga escala: 40% dos assintomáticos analisados (11 em 37) ficaram seronegativos para IGg. Acho que é algo a ver/estudar com muito cuidado, mas parece-me ainda precoce estar com grandes alarmismos.
  11. Ou seja, o número de mortes por covid-19 na Suécia, onde não tiveram o mesmo confinamento que cá, é mais de 3 vezes superior ao nosso, e tu respondes com o número de mortes total... Alhos e bugalhos? Não, cherry picking do melhor! Quanto ao número de mortes cá, não mostrei alarmiamo nenhum, apenas constato dados. Por muito que te custe admitir, o número de mortes, excluindo as mortes por covid-19, no período analisado foi superior à média + 2 desvios padrões dos últimos 6 anos em Portugal. Se incluires as mortes por covid-19, foi superior à média da última década. Estares a comparar com um único ano é simplesmente absurdo, metodologicamente errado e demonstra a tal lógica do cherry picking, para escolher dados que dá jeito... Como já disse atrás, eu sou otimista por natureza. Estamos a passar por algo que ninguém vivo se lembra de ter passado por similar, mas que no fim do dia não vai morrer 10% da humanidade por causa disto. Querer passar a mensagem de que isto não é mais do que uma gripe e que é tudo fear mongering é ser obtuso e prepotente. Mostrei-te os dados e expliquei o meu raciocínio. Tens o direito à tua opinião, por muito absurda e ignorante que eu a possa considerar, por isso, por mim chega (agora sim @Spark).
  12. Como já disse, cherry picking é do melhor! Já a bacorada do número de mortes na Suécia ficou no esquecimento! @karkov, obrigado!
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.