Jump to content

Engmec

Elite Members
  • Content Count

    901
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About Engmec

  • Rank
    Veterano
  • Birthday 06/05/1978

Contact Methods

  • Website URL
    http://
  • ICQ
    0

Recent Profile Visitors

1,072 profile views
  1. Thanks people! :clap: Só tenho vindo muito de vez em quando, só espreitar o que anda nos news e pouco mais. Couts, perdeste as minis. Azar! Está descansado que em Julho colo-me a ti como fita-cola! :-..
  2. Pois, desculpem ainda não ter feito mais nenhum reply, mas tive que resolver uns problemas, coincidência ou não, o meu carro ficou sem embraiagem. Conclusão, mão de obra + material = 629 €. O carro ainda 138 mil e picos km, e até sou uma pessoa cuidadosa com o aspecto da embraiagem. Durante esse tempo garanto que não gastei esse dinheiro em travões, por isso quem é apologista de andar sempre com o pé no pedal a embraiagem a fundo (que para efeitos de segurança rodoviária vai dar praticamente ao mesmo do que andar com ele desengatado), tire as suas ilações... Como já disse, não sou especialist
  3. Na minha opinião, acho que sim, que a diferença de consumo é praticamente desprezável. Mas se quiserem ser extremamente minuciosos a ir ao ponto da milionésima parte do picolitro, sim acredito que o desengatado gaste menos. Falei da segurança, como podia ter falado noutras coisas, mas sim, referi a segurança. Eu por acaso regra geral, desengato o carro, apesar de saber que não é prudente. Por exemplo, também podes falar no desgaste dos componentes da embraiagem, etc. Por exemplo, na minha opinião, acho que teria muito mais relevância o estudo do desgaste de alguns componentes da embraiagem do
  4. Não te sei dizer ao certo, porque isto não é propriamente a minha área. Mas de certeza que não será inferior àquela que é necessária para mantê-lo ao relanti! Obviamente que estando as partes todas ligadas, o movimento do motor vai interferir no movimento das rodas e vice-versa (com o carro engatado). Mas quando falamos no consumo de combustível temos que analisar na verdade é a quantidade de combustível que entra para a câmara de combustão e mantém o motor a trabalhar. Sendo que o relanti é o ponto em que o motor funciona a menor rotação, será à partida onde consumirá menos combustível. Ob
  5. Estou a dizer que na minha opinião, sim gasta menos. Agora não me parece que seja uma diferença contabilizável no tempo de vida do automóvel (ou quiçá mesmo no tempo de vida do utilizador) que justifique dizer assim "ah e tal, conduzia assim e agora vou começar a conduzir assado". Quanto mais, ao ano. Acho que há mais factores a ponderar no meio disto tudo sem ser a poupança do combustível, nomeadamente como já foi aqui referido, a segurança! ;)
  6. Gostei dalgumas das coisas que se escreveram neste tópico, algumas delas verdadeiramente deliciosas... 1º - Como é que se pode afirmar taxativamente que num carro com injecção o carro engatado gasta menos que o carro a descer em ponto morto? Quando li algures por aqui a dizer que "o movimento das rodas é que está alimentar o motor", então aí ia caindo da cadeira a rir! Psst psst, façam um teste para a próxima... Quando puserem a 5ª e o pézito na embraiagem, façam outra coisa, desliguem a chave. Vão ver se o motor continua a ser "alimentado". Como é óbvio, há sempre consumo do combustíve
  7. Ainda por cima escreveu mal... :dumb:
  8. Engmec

    Vista Is Dead!

    Mas está pior onde? Eu tenho vista no Fixo e no Portatil e tudo funciona nas perfeições e rápido. Também tenho boas maquinas é verdade. Lembro-me de ter metido o XP e tive bastantes problemas no inicio. E o XP só começou a rular a serio a partir do SP2. Será possível conceberes que para o que tu usas, ou necessitas, o Vista está bom? Isso não quer dizer que para outros users esteja. Ou seja, o tu achares que está melhor não faz disso verdade universal... Repetindo o que já disse noutra thread relativa a este tema, para não me alongar mais sobre este assunto, se usasse o Vista, pura e si
  9. Pois, mas uma coisa é ser apenas sódio. Outra coisa é ter sódio misturado com uma carrada de tretas. A pasta de dentes não tem como principal função dissipar calor, a massa térmica sim. E o sódio tem uma condutibilidade térmica de cerca de 85 W/m.ºC enquanto que por exemplo a prata (do mais utilizado nas massas térmicas mais convencionais) tem uma condutibilidade da ordem dos 400 W/m.ºC. Há uma "ligeira" diferença, né?! Se queres isso a funcionar como deve ser, é largares 3€ ou qq coisa do género e ficas com isso a funcionar que é um brinco! ;)
  10. Eu não vejo que possa ser outra coisa. A massa térmica é constituída por compostos que têm uma elevada condutibilidade térmica (uns derivados de alumínio, prata, entre outras tretas), para que possa exactamente cumprir a função de dissipar bem o calor entre a interface do cooler e do processador. Sinceramente, não estou a ver nada na pasta de dentes que cumpra essa função, ou que esteja incluído algo na sua constituição para isso (já ouviram falar de pastas de dentes dissipadoras de calor??). Muito pelo contrário, os produtos abrasivos da pasta de dentes não devem ser nada benéficos, tanto pa
  11. Bem, o homem tem umas mudanças de humor brutais. Entre aquele run sensacional e o ataque de fúria, pela pontuação, não há muito tempo a separá-los... Aquilo deve ter doído. Também já cometi uma auto-agressão (não propositada), e não foi bonito: um dente partido, uns pontos no lábio (por dentro) e uma raquete para o caraças. O gajo deve ter ficado mesmo mal tratado...
  12. Casa Branca? :- Capitólio... :- Brutal! ;)
×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.